terça-feira, 13 de novembro de 2012

O Quadro do Sorriso

O "Quadro do Sorriso" que será trocado mês a mês até a fase do choro passar.
Por enquanto, nenhuma carinha de choro. 


Eu já disse aqui algumas vezes que a Luísa é uma criança que chora muito, desde pequena. Ela quase não grita, não responde, mas sempre foi do perfil dramática e chorona. E, em algumas fases, esse choro se intensifica, me deixando quase louca, uma espécie de tortura psicológica que cansa e desgasta muito. Sempre fico observando se tem alguma coisa acontecendo e que porventura eu não esteja notando, mas percebo também que essa característica meio dramática faz parte da personalidade da Luísa e ela usa mais fortemente quando quer chamar minha atenção. Acho que ciúme da irmã tem um pouco a ver com isso.

Fazia muitos dias que ela andava chorando pelo menos umas três vezes ao dia, um martírio. Drama pra comer, drama pra se vestir, drama pra dormir, drama quando era contrariada. Choros longos, manhosos, sem motivo. Então tive uma sacada que está funcionando super bem (por enquanto): criamos, em conjunto, o "Quadro do Sorriso".

- Peguei na internet um calendário do mês e imprimi grande em uma folha A4 (sulfite). 
- Procurei ícones de "emoticons" e escolhemos os que representavam o que nós queríamos: sorriso, choro leve e muito choro. E também o rostinho com os corações que representariam o prêmio. Montei vários ícones desses em uma página de Power Point, um ao lado do outro, e imprimi. Luísa depois recortou os quadradinhos e guardou numa caixinha.

Os "emoticons" recortados pela própria Luísa

O jogo que criamos trata-se simplesmente de registrar no quadro, ao final do dia, o comportamento dela. Se chorar, ganha a carinha correspondente. Quando completar dez dias sem choro por manha (choro por machucado ou por dor não conta) ela ganha um presente (uma coisinha simbólica, não um presentão). 

E sabe o que é mais incrível? Desde o dia que colocamos o quadro no painel do quarto dela, cinco dias atrás, ela não chorou nenhum dia sem motivo e vibra com cada sorrisinho que cola no quadro. Engraçado é que muitas vezes ela ameaçou chorar por bobeira quando contrariada e, quando eu perguntei se ela ia chorar, ela respondeu que estava com muita vontade, mas que não iria chorar. Juro que nessas horas me dá até um aperto no coração, mas deixo a critério dela. Explico que ela pode chorar se quiser, e que ganhar um símbolo de choro no quadro não é nenhum problema. Mas ela não quer!
Não quero estender isso por muito tempo, e já conversei sobre isso com ela também. É só para que as coisas voltem ao normal e a fase das manhas excessivas se acalmem. E, nesse ponto, melhorou 100%.

Sei lá se algum psicólogo vai me dizer que estou fazendo tudo errado, mas o fato é que pelo menos por enquanto esse tal  "Quadro do Sorriso" está sendo bom pra todo mundo aqui em casa. A Luísa está mais leve, feliz e orgulhosa porque está conseguindo alcançar os seus objetivos. E isso irradia, obviamente, para toda a família. Menos brigas, menos choros, mais sorrisos. :-)

14 comentários:

Dani Rabelo disse...

Nossa, fantástica essa ideia, fantástica!!!!

Adorei, adorei, adorei!!!!

Que sacada, hein???

Conte depois se funcionou por mto tempo.

Beijos!

Sofia disse...

Olá
Quanto tempo eu não comento por aqui... Sorry

Acho esse tipo de quadro de incentivos muito valido mesmo. A minha irmã já usou numa fase de muita birra do meu sobrinho.
Eu ainda não surgiu nada com o Leo mas se acontecer tb vou recorrer :)

Beijo

Sarah disse...

Que máximo essa ideia Roberta, adorei!! Bento tem uns choros de manha também e te entendo viu, como isso cansa e irrita!! Não é tão frequente, mas já vou guardar sua ideia na manga!
bjos

Anna disse...

Oi Roberta,

a primeira reação que tive ao ler o post foi pensar que não gostei da ideia, que pode acabar por repreender os sentimentos da Luísa.

Mas terminei a leitura pensando em como poderia implementar isso lá em casa, já que a situação anda caótica, o que me deixa extremamente desgastada e sem paciência, o que acaba respingando nas crianças e por aí vai. Meu alvo seria as implicâncias entre eles, que estão difíceis de levar, viu?

Sinceramente, meu grilinho tá me martelando que pode ter alguma coisa a mais aí,mas ao mesmo tempo fiquei afim de implementar lá em casa. Parece coisa de maluco, né? E é! rsss

Vou acompanhar as discussões aqui pra ver se aparece algum psicólogo. rsss

beijocas e boa sorte por aí.

Roberta Lippi disse...

Então, Anna, meu receio é justamente esse de reprimir os sentimentos em momentos em que ela realmente sente vontade de chorar. Nessas horas eu tenho tentado brincar com ela, distrair, e ela rapidamente dá um sorrisão e esquece. Eu falo que não tem problema se ela chorar - mas obviamente ela sabe que deixa de ganhar um "sorriso" por isso. Mas, na balança, tenho percebido que o efeito positivo tem sido, pelo menos por enquanto, muito grande. Ela está super alegre e conta pra todo mundo sobre o tal Quadro do Sorriso. Vou continuar observando, lógico. Se eu perceber que o efeito começou a se inverter, eu mudo de tática. Mas ó, só quem tá no meio do furacão sabe o quanto é pior a gente estar sem paciência com os filhos, né? Ela estando melhor, eu brigo muito menos com ela também, e obviamente ela também percebe isso como um efeito positivo do comportamento dela. É meio que uma bola de neve positiva.
Estou torcendo muito pra que logo eu nem precise mais usar esse quadro. Um choro ou outro de vez em quando é claro que é normal, não estou dizendo que não quero ouvir choro de criança, mas é que a coisa estava demais, sabe? Foi meio que uma medida de emergência, veremos.
beijos

Mariana disse...

Tive a mesma reação da Anna, e resolvi te contar minha experiencia.
O Gabi tem quase 5 anos. Ou seja, estamos na mesma fase. Ele não é de chorar por nada. Mas é teimoso, turrão, se eu fico braba e deixo ele de castigo, ele sai do castigo, diz que não mando nele, um inferno, e as brigas, falta de paciencia, etc.
ok, vi num post do face uma mãe que fez um quadro de bom comportamento. ali ela escreveu as regras da casa, no meu caso do bom comportamento. tipo assim: ir tomar banho quando a mãe mandar, não fazer onda para sair quando a mamãe tem reunião, etc. cada vez que ele fazia certo, ganhava um x, e podia perder quando errasse ( eu so apaguei uma vez). ele se esforçou muito e ganhou um brinquedo quando ganhou 20 x. Foi na loja e escolhia o que queria. Eles não tem ideia de valores e pediu uma coisa de 30,00!!!! Ja tinha feito algo semelhante quando ele não conseguia controlar o coco.
para evitar dela reprimir sentimentos, quem sabe adapta para bom comportamento? sei la, tão dificil criar filho! beijo e boa sorte.

Dali disse...

Uau!
Idéia genial!
Funcionou bem e ela abraçou a idéia!
Adorei!
Bjs!

Carol Baggio disse...

Oi, Roberta!
Eu gostei da ideia, sim. Não tive a impressão que isso poderia reprimir, porque só o fato de "classificar" o momento em si já é uma forma da Luiza falar dele, não é?
Vocês fizeram tudo em conjunto... isso tb faz diferença, não foi nada imposto pra ela.
E se está dando certo, se vc a sente menos chorona e mais leve, é o o que vale!
beijos

Guaraciaba disse...

Oi Roberta! Achei a idéia ótima!!! Vou guardar para usar lá em casa quando precisar...Eu tenho certeza que você vai usar essa tática muito bem, afinal de contas você é uma ótima mãe e vai saber a hora certa de parar, ou mudar de tática!!
Beijão

Debby disse...

Oi Roberta
Sempre que posso dou uma linda nesse seu mundo pra lá de fanstástico.
Mãe de dois sempre tento trazer suas dias para meu mundo de cá.. kk
Indiquei seu blog ao prêmio dardo e estou comunicando aqui

http://debbyeuamominhavida.blogspot.com.br/2012/11/premio-dardos-entrando-no-azul.html

parabéns
Debby :)

Mari Mari disse...

A escola das cirancas usa esse tipo de quadro; pras criancas pequenas, nem precisa de recompensa depois de x figurinhas adquiridas. Pra muitas delas, o emoticon certo ganho ao fim do dia é suficiente. boa sorte! Sera que funciona com uma crianca de 2 anos e meio?

may disse...

oi Roberta! sempre vejo seu blog, adoro.
aqui em casa eu usei essa tática para outros fins, minha pequena de quase 4 anos é muito tímida, então criamos um mapa da coragem. cada ato de coragem ela era premiada com um adesivinho que colavamos em uma cartolina e tinha um destino. quando ela completasse e chegasse ao destino ganhava um prêmio. Pra ela foi muito motivador, e coisas que ela não fazia por nada, ela repensava e se encorajava. Quando ela completou tudo, levamos ela no beto carreiro, pq sabíamos q além da diversão ela teria q ser corajosa em alguns momentos tbm! agora que acabamos o mapa da coragem ela ta levando super bem, pois sempre lembramos que ela pode, ela consegue e mostramos as coisas que ela fez com o mapa! foi um impulso, ajudou muito! vale a pena vc investir nisto sim!

beijos!
PS. adorei ver vc no programa da Fátima Bernardes! :)

http://paraminhapequena.blogspot.com.br/ disse...

Adorei a idéia e copiei. Na escola da minha filha, há um semáforo e eu já dizia se ela estava "verde" ou "vermelha".
Comecei essa semana e ela já tá empolgada com o que vai escolher, se uma lembrancinha, um passeio, volta de bicicleta, enfim...
Espero que nos ajude. :)
bj

Chris Ferreira disse...

Oi Roberta,
Amei o quadro do choro. Vou adotar aqui em casa, pois a Sofia é assim mesmo. Bem chegada ao drama. Tanqto que vou colocá-la no teatro para extravasar essa veia artística. Depois eu conto como foi o quadro aqui em casa.
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/