quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O que rola na escola


Luísa não gosta muito de me contar sobre o dia-a-dia dela na escola. Sempre sonhei em ser uma formiguinha para poder acompanhar o que se passa dentro daquela salinha cheia de crianças. Queria poder ver como ela se comporta fora de casa, saber como são as atividades que a escola aplica, como a professora age com eles.
Sempre que ela volta da escola eu faço perguntas sobre como foi o dia, mas em geral as respostas se resumem a monossílabos como “sim”, “não”, “legal” ou “nada”. Raras vezes ela chega cantando alguma música nova ou mostrando algo que aprendeu. E eis que o desafio desta semana era conseguir que ela me ensinasse alguma coisa que ela aprendeu na escola.
Tentei a semana toda tirar alguma coisa dela e consegui duas, vejam que vitória! Uma delas foi uma brincadeira de mão que eu também fazia quando pequena: “Pimponeta, peta peta perruge, peta peta perruge...” – quem se lembra dessa? Ela chegou toda animada pra me mostrar como faz. A brincadeira é simples: todos os participantes da roda fecham as mãos e quem está cantando vai batendo em todas as mãos até acabar a música. Se acabar na sua mão, você esconde essa mão. Ganha quem sobrar.

E a outra que ela quis me ensinar a fazer foi um vaso de flor feito com garrafa pet que eles fizeram na escola tempos atrás, e que ela resolveu agora me mostrar o passo-a-passo . 
Ela me contou que foram usados:
- Uma garrafa pet de dois litros
- Tinta ou adesivos para decorar
- Pedras
- Terra adubada
- Semente ou uma muda de flor.
Eles cortaram a garrafa em três e usaram apenas a parte do topo e a base, descartando a do meio. A base serve de suporte, como se fosse um pratinho para escorrer a água. 
Primeiro as crianças decoraram a garrafa com tinta (quem quiser pode fazer com adesivos também). Depois montaram o vaso.  A Luísa me explicou que a professora colocou as pedras primeiro, para formar uma base e para a terra não escorrer pelo buraco da boca da garrafa. Eu acho que deve ter sido colocada uma gaze ou tecido antes das pedras, pra segurar melhor, mas isso a Luísa não soube me explicar. Por cima das pedras ela colocou a terra adubada e então plantou a muda.  O resultado foi esse vasinho ecológico super charmoso.  




#Desafio 17 - Esse texto faz parte do desafio 100 Coisas para fazer com seus filhos antes que eles cresçam”, proposto pela Royal, do qual eu estou participando ao longo de 20 semanas. Também estão participando os blogs @pontecialtweet @avidaquer @blogcoisademae @dica_de_mae e @cozinhapequena

Um comentário:

Francine Barrionuevo disse...

Sabe Roberta que o felipe é igualzinho, muito dificil tirar alguma coisa dele sobre a escola. E as vezes ele me conta alguma coisa que aconteceu lá só depois de dias. Sendo assim eu desenvolvi uma estratégia para saber mais um pouco do que acontece na escola, eu nunca faço perguntas muito genéricas, a afirmo alguma coisa para ele negar e dizer ao certo como foi. Por exemplo, eu nunca pergunto o que ele comeu na escola hj e sim vc comeu carne moída na escola hj? Ou frango? E por aí vai...
bjo grande