segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Síndrome do domingo à noite

Me lembro como se fosse hoje de como os finais de domingo me angustiavam. A musiquinha do Fantástico e aquela zebrinha que mostrava os placares dos jogos sinalizavam que o final de semana havia acabado e que no dia seguinte era dia de escola. Dava um aperto no peito, uma sensação estranha. Era como se a gente não quisesse que o final de semana acabasse nunca - uma mistura de querer alongar o prazer com a vontade de fugir da obrigação.
Na verdade a gente acaba ficando com essa deprê no domingão depois de adultos também, né, especialmente quando o trabalho, na segunda-feira, não é um lugar que dá muito prazer. Por trabalhar em casa, atualmente eu não tenho essa agonia, mas me lembro muito dela quando trabalhava fora.

O engraçado é notar que a Luísa ainda tão pequena também já sofre dessa "síndrome do domingo à noite". As noites e madrugadas de domingo para segunda aqui são sempre tensas e bem cansativas. Luísa demora muito pra conseguir dormir (o pai sempre capota antes dela) e em geral acorda várias vezes durante a madrugada e vai para a minha cama. Mesmo que inconsciente, ela já sabe que aqueles dias gostosos, com pai e mãe juntos se dedicando só pra ela e para a irmã, vão ter que esperar até o próximo sábado. Agora é hora da rotina e das obrigações.


6 comentários:

Adriana Stock disse...

Eu tinha um pouco de medo daquela zebra...

Renata disse...

poxa esse mundão dos blog é gostoso por encontrarmos pessoas com a mesma sindrome que a gente hahaha

Achei interessante o post, pois desde muito tempo acontece isso comigo =)

beijãooo

Iolanda Lopes disse...

Eu lembro desta zebrinha e também sofria da síndrome.

Os pequenos são surpreendentes, sentem tudo no ar.

Boa semana

http://verdadesdemae.blogspot.com
http://feitocomcarinhodemae.blogspot.com

Maura disse...

Oi!
Vim lhe convidar para concorrer a um kit de brinquedos da Xalingo lá no meu blog: http://coisasdamaura.blogspot.com.br/2012/07/concurso-cultural-volta-as-aulas-com.html
Um abç,
Maura

Mônica disse...

Ah, a tal zebra falando "Coluna do meio" me dava arrepios.. Hahahaha..
Bjs

Chris Ferreira disse...

OiRoberta, eu me lembro bem dessa zebra. Nossa, eu também tinha a crise do domingo. Aqui eu ainda não observei essa crise nas minhas filhas, não.

Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/