quarta-feira, 13 de junho de 2012

E de novo a natação

Luísa anda reclamando muito que não quer ir para a natação. E ela está fazendo em um lugar maravilhoso, com amiguinhas da escola, inclusive. Depois que chega lá, ela gosta e se diverte na aula, mas é um terror pra sair de casa.
Hoje de manhã foi uma tortura. Desde cedo ela já estava chorando porque não queria ir para a natação, que é quase na hora do almoço. Eu falava que tinha que ir e ela continuava chorando sem parar.
Daí começou a argumentar:
- Mamãe, eu não preciso mais ir para a natação, eu já sei nadar. Eu não gosto da natação, acho chato. Por que eu tenho que ir?
E pra arrumar argumentos? Eu disse que é importante ela aprender a nadar direito, e ela sabiamente respondia que já sabe nadar (e já sabe mesmo) e que ela não gosta de nadar na aula, só na piscina do prédio e em outros lugares quando a gente viaja (ou seja, a lazer).
Sei que ela chorou tanto, me encheu tanto a paciência, que acabei não levando. Mas agora vou ter uma conversa mais séria com o marido, pra ver se vale a pena manter ou não.

Esse post aqui foi sobre a primeira fase de adaptação dela à natação, que também não foi nada fácil. Mas naquela fase ela ainda não sabia nadar, e decidimos insistir porque achamos que é essencial uma criança aprender a se virar em uma piscina, mesmo que ainda não saiba as técnicas. Depois daquela etapa de sofrimento inicial, ela passou a curtir. Conseguimos este ano uma vaga na natação do clube (o que é super difícil e concorrido) e ela estava indo bem empolgada, mas nas últimas semanas tem sido uma tortura pra conseguir sair casa.

Estou pensando se não chegou a hora de tirá-la da natação e colocar em outra atividade que ela possa ter mais prazer (vive me pedindo que quer fazer ballet). Me ajudem, o que vocês fariam???

11 comentários:

Taisa Albini De Assis disse...

A minha opinião é a seguinte... Acho que a vontade da criança tem que ser respeita.. Se você realmente sentiu que ela não está curtindo, não está tendo prazer em nadar.. Acho que chegou sim a hora de mudar de atividade.. Converse com ela e veja o que ela realmente tem vontade.. Se for o ballet por que não!?!!
Eu penso assim :)

Camila Bandeira disse...

Tenta negociar o balé por pelo menos uma aula de natação por semana. Natação é super importante na idade dela.

Tatei e Nana disse...

Roberta, entendo o que vc está passando. O Tatei tem quase a mesma idade da Luísa. Depois de quase um ano, ele invocou que não queria mais ir pra natação. Quando estava na aula, aproveitava e se divertia, mas pra arrastá-lo até lá era um sofrimento. Resolvi tirar. Quando crescer mais e se interessar voluntariamente eu coloco de volta. Faz duas semanas que ele parou de ir. Já me pediu pra voltar umas 3 vezes... Mas agora vou dar um tempo... Cansei!
bjs

Clarissa Leite disse...

Ro, como eu tenho asma, natação na minha infância virou remédio. Fiquei até os 7 anos. Já nadava bem, todas as modalidades, mas odiava com todo o meu pequeno serzinho aquela tortura das chegadas, aquele saco de pranchinha... O problema é que insistiram tanto que eu peguei trauma. Era pequena, mas me lembro com detalhes: do barulho, do cheiro de cloro, da água morna, dá voz da professora abafada pela água e o ódio das terças e quintas. Até hoje não suporto a idéia de natação. Bem, mas com 7 anos deixaram eu sair. Fui fazer ballet, Jazz, ginástica olímpica e me diverti a valer. Fui super ativa até entrar na faculdade. Como eu conheço um pouco do pai, sei que a Luisa ainda pode ser uma companheira dele nesse mundo aquático. Então, não forçaria nada. Mostraria outros esportes. Natação é bom, mas tem vários outras opções legais pra crianças. Eu testei várias delas, também no clube que a minha família frequentava, e valeu muito a pena.

Mari Mari disse...

Eu acho importante saber nadar. Ao que parece, ela já se vira na piscina, ate poderia parar, trocar por outra atividade. Mas precisa checar com ela exatamente porque ela nao quer ir. Pode ser que as aulas tenham ficado um pouco mais dificeis (veja com a professora), e as criancas tendem a desistir quando encontram uma dificuldade. é importante aprender a enfrentar os obstaculos para supera-los, ao inves de desistir. Se é só preguica de sair de casa, ela tb vai ter preguica de sair de casa pro ballet. Eu mesma so fui fazer natacao quando tava na faculdade, mas fiz ballet dos 4 aos 16 e só ganhei com isso (conhecimento de corpo, resistencia, resistencia a dor, elasticidade, disciplina, musicalidade, ritmo, sei dancar qq coisa...), mas isso se conquista com ANOS de ballet. Acho que dá pra conversar alguma coisa com a luisa, nao? Quem sabe suspender as aulas agora e deixar pro verao?

Fe Piovezani disse...

Rô ela deve estar cansada e com preguiça. Ou as aulas estão muito monótonas talvez. Claro que a natação é super importante e acho que vc nao deve abrir mão, mas quem sabe dar um tempo?

Anônimo disse...

Ballet!

Mariana disse...

Ro
Acho que a vontade da criança deve ser respeitada.
Se ela ia pra natação pra aprender a nadar e já aprendeu, pronto. Missão cumprida! Saber nadar crawl ou borboleta não garante a sobrevivência de criança nenhuma na água,
Acho que atividades forçadas só contribuem para que a criança pegue cada vez mais birra de tudo...

Ballet tb é atividade física, ela vai mexer o corpo, vai conhecer melhor o próprio corpo e o espaço que ocupa... acho super legal!

É importante conversar com ela e dizer que vcs 2 querem que ela faça pelo menos uma atividade física, pois é bom para a saúde dela. E deixem que ela escolha o que quer fazer, assim faz com mais prazer.

Andrea Couto disse...

Concordo com a Mariana. Também coloquei a Duda na natação ha uns 4 meses, mas com a intenção de que ela aprenda a se virar. Se ela continuar curtindo, vou deixar. Mas acho importante também apresentar outras opções: uma dança, uma luta ou até outro esporte. No seu caso deixaria ela experimentar outras coisas antes de decidir realmente o que quer fazer. Boa sorte!

Naomi disse...

Se vc acha que a natação é importante para ela, por que não fazer uns combinados do tipo: "1x/semana natação e mamãe te coloca no balé?"
Eu sei o quanto é complicado convencer uma criança a fazer o que não quer, ainda mais com 5 anos!
Boa sorte!

Anônimo disse...

em casa aconteceu o mesmo e quando o meu filho tinha a mesma idade.
falamos com a professora da natação e ela explicou que em clubes normalmente as atividades tem um carater bem competitivo, ou seja, eles querem é formar atletas...
nós pensamos em mudar para academia ou insistir - também acho a natação importante e mais do que isso, rotina, regras...
acabamos insistindo, negociando 1X na semana por outra atividade mais ludica e deu certo. ele passou a frequentar as aulas sem reclamar e agora, depois de 1 ano vai até 3X na semana.
beijos
andreia