quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Como nasceu o Projetinho de Vida


Luísa tinha uns seis meses, comecinho de 2008. A Cris, uma amiga muito próxima, ficou grávida e eu, como boa palpiteira que sou, adorava dar minhas dicas pra ela. Essa amiga tinha (e ainda tem) um blog sobre outro assunto, e aí eu tive a brilhante ideia: hummm, acho que vou criar um blog sobre maternidade, assim eu registro as dicas ali e serve também pra outras amigas que ficarem grávidas. Divulguei para algumas pessoas próximas e assim foi por um bom tempo. E como amiga e família quase não comenta em blog, passei muito tempo recebendo pouquíssimos comentários.
Até que, uns seis meses depois disso, recebi um comentário da Lu. Acho que eu estava celebrando 500 acessos por mês (hohoho) e ela fez um comentário dizendo que adorava meu blog e que lia desde que estava grávida. Nesse dia eu tomei um susto: comassim? Até hoje não sei como ela chegou lá, já que não era amiga de nenhuma amiga. Talvez pelo Dr. Google. Foi nesse dia eu me dei conta que existia um mundo de mães na internet que eu nem imaginava. Foi por meio dela que eu descobri que existia a chamada blogosfera materna, fui conhecendo as "regras de boa conduta"entre os blogs, a importância do blogroll. E fui também conhecendo outros blogs. Passei dias e dias mergulhada lendo blogs de outras mães, fascinada com aquilo que eu acabara de descobrir. Hahahaha e eu que achava que era pioneira!! Mas isso ainda era em 2008, e a blogosfera era muuuuito menor do que ela representa hoje.
E assim, me envolvendo com outras blogueiras e leitoras, fui ganhando mais gosto por escrever, me animei a atualizar o blog com mais frequência e a audiência começou a aumentar e aumentar. Fui virando tia virtual da criançada que conheci pela rede, fiquei amiga de muita gente bacana com quem eu descobri grandes afinidades e percebi no mundo virtual a minha maior companhia. Para quem trabalha em casa e convive pouco com pessoas ao vivo durante o dia, a blogosfera foi um presente. Essa troca de informações, esse senso crítico que desenvolvi, os preconceitos que quebrei e o acolhimento que recebi fizeram com que eu me apaixonasse por esse mundo - hoje não consigo mais viver sem ele.
Muitas amizades viraram reais, meus sobrinhos virtuais estão crescendo e desses relacionamentos surgiu até um projeto no qual estou totalmente mergulhada e apaixonada. Só tenho a agradecer por tanta coisa boa que a blogosfera materna me trouxe.

Quer saber mais sobre a blogagem coletiva de hoje? Quer participar também? Então clica aqui.

25 comentários:

Dani disse...

Roberta, muito bacana a sua história de parto!

Admiro muito as mães empreendedoras deste mundo digital, que resolvem trabalhar em prol de uma gama de pessoas necessitadas (nós, mas mães loucas), para transformar o mundo em um lugar melhor (e menos neurótico, se possível).

Admiro o teu trabalho e, por vezes entrei aqui e nunca comentei, com vergonha de comentar em um blog famoso, de uma pessoa ilustríssima da vida bloguística. Fato é que eu adoro o mundo dos blogs, amo o meu blog, adoro os blogs de vcs todas, super famosas e das não famosas, todas temos algo a dividir, experiências a contar e aprendizado a adquirir.

Parabéns!

Áh! Foi daqui que tirei a inspiração para brincar com a minha filha de tinta (facial). Fiz um post no meu blog há um mês, mais ou menos, logo depois que vc postou sobre a sua brincadeira com a Luísa, disse que aprendi aqui, com vc. Pq tenho que ser honesta e adoro contar dos blogs que leio para todo mundo!

Obrigada! Obrigada pela ideia de vcs, de melhorar o nosso dia a dia já tão enlouquecedor!

Beijos,

Dani

Aline Silva Dexheimer disse...

Olá! Gostei muito da tua história!
Beijos,
Aline

Anne Pires (www.maternagem.com.br) disse...

a blogsfera é um presente pra quem trabalha fora tbm. Apesar de vida social com colegas de trabalho, eu necessito de vida social com mães rs
adorei o relato
beijos!

Fe Piovezani disse...

Já percebeu que grande parte das mães da blogosfera foram inspiradas por outras mães?
E você, amiga, e madrinha do Mãe da Lulú, me serviu de grande mão muitas e muitas vezes, na maternidade, e na vida né? Claro!
Um beijo viu dinda!

Isabella Estanislau disse...

Engraçado, descobri o seu blog pelo google há 3 anos e meio, quando a minha filha nasceu. Ele me ajudou tanto nos primeiros momentos, dicas de passeios (já que na época também, morava em São Paulo) doenças e nas muitas dúvidas que a maternidade nos trás. Comecei a ler outros blogs que estavam na sua lista e adotei na minha rotina a visita ao seu e alguns com os quais me identifico. Me mudei de São Paulo para Recife recentemente e em uma festa de casamento aqui conheci pessoalmente uma mãe blogueira de um blog que eu acompanho, a Renata do "Lilata e os gatos". Fui falar com ela e ela ficou pasma do alcance que um blog tem hoje em dia! Boa sorte para você!
Isabella Galindo

Sarah disse...

Ro, só queria dizer que teu blog foi um dos primeiros que descobri também. Não lembro como cheguei aqui, mas sei que nunca mais saí! rs!
Fiz meu post tb para a blogagem e linkei pra cá, já que vc e a Luísa (a Rafaela ainda era um pré-projetinho) me inspiraram muito!
bjos

Ana Claudia disse...

Nossa que idéia bacana vocês tiveram em fazer essa blogagem...estou adorando conhecer um pouco mais sobre todas as amigas virtuais, pessoas que nunca ví pessoalmente e tenho tanto carinho...posso dizer que sou outra depois da blogsfera materna...adoro!

gostei muito!

Mônica Japiassú disse...

Roberta, adoro ler seus posts! E estou adorando essa blogagem coletiva que vocês criaram! Estou conhecendo muitos blogs superinteressantes!

B-jão!

AlinedaLuiza disse...

Aqui está a história do AlinedaLuiza, meu espaço para divagações, registros, fotos.. Tudo sobre minha pequena que está hoje com 10 meses!

http://alinedaluiza.blogspot.com/2012/02/relato-de-parto-do-meu-blog.html

Babi disse...

Roberta, ADORO seu blog leio sempre, algumas dicas eu usei, agoara preciso de uma mega dica, meu bebê completou um ano e ainda mama no peito, ele mama só para dormir e de madrugada, queria saber como vc fez para desmamar as meninas? Vc tem alguma dica??
Beijos e obrigada.
Barbarah

Celi disse...

Roberta que bacana! Você pensando que era a única... descobriu praticamente um universo de blogs e mães blogueiras. Que divertido.
Como é bom ter um blog. Sinto-me muito bem escrevendo, criando um diálogo comigo mesma e com muitas mães que vivem pelo mundo afora e principalmente com as que moram no Brasil. Adoro!
Obrigada pelo carinho no seu comentário.
Vocês do Mamatraca fazem um trabalho e tanto. Admiro, sou seguidora e desejo todo sucesso do mundo.
Beijos, beijos

Carolina disse...

Conheci seu blog pelo mamatraca e adorei. Desejo muito sucesso, tanto aqui como lá no mamatraca. Beijocas.

Marina Breithaupt disse...

Ahh que legal Rô!!!
Já tava famosa nem sabia?? kkkkk
Bom ter retorno, ver que o tempo que dedicamos aos blogs fazem a diferença para alguém, né?

adorei saber da sua história!
super bj!

Roberta Lippi disse...

Gente, cêis são umas fofas!! Fico tão feliz quando sei que alguém se inspirou em mim pra fazer o próprio blog!! Esse negócio vicia, né? Eu não largo desse mundo nem por um decreto. Sabe por que? Por causa de vocês.
Beijos beijos beijos

Ana Paula disse...

Roberta, eu tinha vergonha de falar sobre as circunstâncias da criação do meu blog, que foi uma ameaça de prisão vinda de uma delegacia de ensino.
Acompanho há tempo o teu blog e quando vi a blogagem coletiva, tomei fôlego e coragem para tirar o meu blog do esconderijo.
Parabéns pelo sucesso dessa blogagem. Vai agregar muita gente, vão nascer muitas amizades de tantos partos! Parabéns.

abrindoclareiras.blogspot.com

Roberta Lippi disse...

Uau, Ana Paula, vou correr lá agora!!!! Que bacana esse seu comentário!
Beijos

Cappelli disse...

Fincando a bandeira masculina na blogosfera matera!

www.etudoaoquadrado.blogspot.com

Meu relato já foi, hein?

Abraços,

Cappelli

Mamatraca disse...

Já está linkado lá, Capelli!!! Beijos (e adoreeei sua participação!)

Isabela Kanupp (Kira!) disse...

Pois é eu também não tinha noção de como as pessoas acham nossos blogs e leem e assim como nós faziamos antes de ter nossos blogs. É uma loucura, mas as vezes nos esquecemos que são muitas pessoas que passam a fazer parte do nosso dia a dia!

Também estou fazendo parte da Blogagem coletiva.

Beijos

www.parabeatriz.com

Lu Terceiro disse...

Noooossa, que chique eu aqui! Me senti a phyna :D e foi mesmo pelo Dr. Google, Rô. Eu estava tentando me entender com a infinidade de carrinhos que existiam nas lojas (como pode ter tanta variação um negócio que nem tem marcha, gente!) e buscando no google eu achei umas dicas ótimas da Rô sobre as diferenças entre carrinhos ;) Desde então, virei fã!

(Mamãe) ~Pinel disse...

E vocês são mesmo referências para muitas de nós, mais "novas" aqui pela blogsfera.

É impressão minha ou todas acharam que estava inovando criando blog de mãe????? Só estando dentro para saber desse universo, né!

Ivana_coisa de mãe disse...

Ro, você é inspiração para todas nós!!! Adorei!!

Ana Masi - LookBebê disse...

Que legal!!!! Te conhecia do Mamatraca, mas ainda não tinha acessado seu blog.
Adoro os bate-papos de lá e tenho certeza q vou gostar das dicas daqui tb.
Como eu vim parar aqui?? Link da "Inventando com a mamãe".
Adoro essa rede de blogs!!! a gente se conecta com pessoas de todos os lugares e tem um relacionamento muito próximo né?
É um tanto obvio, mas é legal saber que os "grandes" também já foram "pequenos". hehehe

Bjos!

@Look_bebe
@AnaluMasi

Natalie disse...

Concordo com vc quando diz que a blogosfera é um presente pra quem trabalha em casa, meu caso. E não descobrimos só afinidades, a gente se transforma, porque aprende muito com os exemplos, os perrengues e as reflexões das outras mães. Sou uma mãe muitíssimo melhor por causa da blogosfera (escrevi isso no post da blogagem e pra Mari, do Viciados, primeiro blog que li e que sacudiu várias das minhas convicções "herdadas" dos costumes de família). Além de ser companheira, a blogosfera "mamífera" é quase um serviço público, heheh. Esses bebês gestados e criados por aqui nem sabem quanto tem a agradecer a essas tias virtuais, viu?
bj

Aline Patrícia disse...

Roberta, seu blog foi o primeiro que segui, antes mesmo de ter um blog, ele ficava adicionado nos meus favoritos! E continuo seguindo, adoro seus posts... Sou fã, bjus...