sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Merchan no anúncio do parto?

Entendo que as celebridades vivem de merchandising. Faz parte do pacote. Mas fazer merchan no dia do parto me parece algo fora da realidade. Ontem nasceu o filho da Wanessa Camargo e li em um site a íntegra do boletim divulgado para a imprensa em que, além de anunciar que o filho passa bem, vindo ao mundo por meio de uma cesariana, a nota explica que ela optou por coletar e armazenar as células tronco do filho com a empresa x, assim como fizeram as celebridades fulana, ciclana e beltrana. Ficou claro pra mim que ela ganhou o armazenamento das células tronco (assunto polêmico, aliás, que merece capítulo à parte) em troca de divulgar a informação. Até aí ok, mas divulgar junto com o boletim do nascimento, tudojuntomisturado?
Só a mim isso soa surreal ou vocês também acham demais?


Confiram a íntegra do boletim:

"As famílias Camargo e Buaiz estão em festa. Nasceu na tarde desta quinta-feira, na maternidade Pro Matre, às 16h16 em São Paulo, José Marcus, filho da cantora Wanessa e do empresário Marcus Buaiz.
O menino veio ao mundo cheio de saúde, pesando 3,60kg. O parto foi cesáriana e Wanessa optou por coletar e armazenar as células tronco de seu filho com a empresa xxx* assim como fez Juliana Paes, Letícia Spiller, Samara Filipo , Beth Gofmann e milhares de outras mulheres. Mãe e filho passam bem."

* Retirei do texto o nome da empresa pra não fazer propaganda de graça pra eles, afinal eu não ganhei armazenamento de cordão de ninguém (valeu pelo toque nos comentários, Paloma!).

26 comentários:

Paloma, a mãe disse...

Rô, bizarro, mundo bizarro, dá até tristeza.
E, olha, eu, se fosse vc, tiraria o nome da empresa do blog, porque ela divulgou em troca do armazenamento e vc, ao divulgar a nota, está divulgando de graça.
Beijos

Roberta Lippi disse...

Está certíssima, Paloma, acabei de tirar o nome da empresa do blog.

Dani disse...

Me assusta. Onde é que isso vai parar?

Anne disse...

Caramba!! Eu queria muito discutir a questão do armazenamento de células, não tenho nenhuma informação sobre o lado positivo de fazê-lo só conheço o lado ruim...
Sendo usar nota de nascimento como espaço de mídia um dos pontos contra... Convenhamos, é estranho mesmo....a Wan tem um blog... Anuncia lá fia

Flávia Pellegrini disse...

Olá Roberta, sou leitora do seu blog, mas é a primeira vez que comento...Sou publicitária, e vivencio a diferença que o aval de uma "celebridade" faz para produto (o chá de fraldas dela foi patrocinado pela Pampers...) Porém, como mãe, me assusta. Nós ainda sabemos discernir as informações, pensar em consumo consciente e tal. Mas e a "massa", como fica? Assim como a Ane, também não vi muita opinião positiva sobre o método, mas a gente procura as informações né? Daqui a pouco, teremos um monte de futuras mamães correndo para o local...

Cristiana Rodrigues disse...

Oi amiga, trash mesmo mas n esperaria mais da tal celebridade (s querer dar uma de rafinha bastos aqui). Sobre o armazenamento eu ganhei de presente do meu pai que teve/tem (pq é doença q fica sempre na espreita) mieloma multiplo. Talvez por ele ser medico e ter passado por um auto-transplante o lado dos beneficios ficou muito claro pra mim. bjao

Alice disse...

Surreal. Mas vamos combinar, né? Está difícil acordar e não dar de cara com notícias sempre mega, hiper, ultra absurdas. É importante se indignar e demonstrar isso, porque do jeito que vai, em breve tudo será normal e nós as loucas.

Ilana disse...

Uma só palavra: bizarro.
Bjos

Carol Ambrogini disse...

Ro, como obstetra, te falo, existe um graaaande comercio por traz disto, inclusive com comissões para os medicos que indicam tal empresa. Como mãe, fiz o armazenamento das celulas do cordão do meu segundo filho. Acho que vale a pena sim. O avanço que a medicina teve nos ultimos anos foi imenso e acredito na possibilidade do uso destas celulas no futuro se meu filho ou a irmã precisarem.
Os geneticistas que são contra o são por conta do comercio dos bancos privados e não por conta do armazenamento, defendem os bancos publicos.
Beleza, se eu morasse na Alemanha teria doado com certeza para o banco publico. Mas estamos no Brasil, né? Aqui em Sampa, somente o Einstein tem sistema de coleta p o banco publico, então, quais as chances de existir um doador compativel se meu filho precisar? Estamos engatinhando, por isto armazenei num banco privado (não foi de graça, viu?). Sem falar no que isto me conforta nas minhas neuras de mãe-médica. Encaro como um seguro, pago para não usar.
Bjs

Roberta Lippi disse...

Meninas, eu não quis entrar no mérito do armazenamento em si, porque acho que cabe nesse caso uma discussão mais aprofundada. Não estou me colocando contra nem a favor - até porque ainda não tenho uma opinião muito fechada sobre isso. O que me indignou neste caso da celebridade não foi o fato dela ter feito o armazenamento, mas sim a conotação publicitária da coisa, o fato de ela fazer merchan no boletim do nascimento do parto e dizer que ela fez isso assim como outras celebridades. Isso sim me soa bizarro.

Carol Garcia disse...

o_O

e cada vez mais

o_O

afe.

Renata disse...

É bizarro mesmo, mas nem me espanta, sabia? Essas "celebridades"usam todos os motivos do mundo pra lucrar, vendem foto da barriga, foto do bebe, foto do parto....tudo é motivo pra ganhar um trocado.
Ridículo demais!!!
beijoca

Tathyana disse...

Celebridades vivem em um mundo paralelo. Li uma entrevista com uma geneticista famosa que dizia ser a maior besteira esse armazenamento de células tronco. Mas o povo gosta de jogar dinheiro fora.

Celi disse...

Ridículo! Ontem também li isso e achei bizarro, pra que? Por pura fama? Lucro? Sucesso? Um absurdo! Mas fazer o que... faz parte do pacote da fama.
Beijos

Dani disse...

Minha cara Wanessa, me desculpe ser tão direta, mas isso aí que você fez é a cara da pobreza, beijo.

Renata disse...

Ultimamente isso virou rotina, tem o exemplo do chá de fraldas dela. Trabalho com imprensa e recebemos as fotos, toda a decoração com as cores de uma grande marca e já depois de algum tempo saiu faça como a Wanessa camargo no seu chá de fraldas peça pela... Lamentável, depois ainda falam que precisam de privacidade.
Renata

Lia Vasconcelos disse...

Surreal. Prova de que a cada dia as pessoas estão cada vez mais sem noção, não é?

Daniela Freitas disse...

Achei de extremo mau gosto !!

Anônimo disse...

Olá... Não sou de passar nos lugares para divulgar algo, mas dessa vez é para uma boa causa: Campanha para doadores de medula óssea.
A sua solidariedade pode salvar vidas!! Aliás, todos nós estamos vulneráveis a um dia passar por alguma situação difícil e depender do amor e solidariedade de outrem.
Basta entrar no link, curtir a página e conhecer um pouco:
http://www.facebook.com/pages/Campanha-Doa%C3%A7%C3%A3o-de-Medula-%C3%93ssea/306123379431340

"Fica sempre um perfume nas mãos que oferecem rosas..."

Anônimo disse...

quando li tive a mesmíssima impressão que você, soou estranho demais, para não dizer ridículo.
sempre passo por aqui, beijão
Elza

Mary disse...

Eu achei de muito mal gosto a pessoa deixar divulgarem o nascimento do filho junto com o nome da empresa.
Aposto que o armazenamento saiu de graça, a troco da publicidade...

Péssimo.
Depois dessa gravidez, Wanessa Camargo caiu duas vezes no meu conceito.

Mary disse...

Eu achei de muito mal gosto a pessoa deixar divulgarem o nascimento do filho junto com o nome da empresa.
Aposto que o armazenamento saiu de graça, a troco da publicidade...

Péssimo.
Depois dessa gravidez, Wanessa Camargo caiu duas vezes no meu conceito.

Chris Ferreira disse...

Oi Rô,
acho totalmente desnecessário esse merchandising nesse momento. Até porque a Vanessa tem muita grana e não é esse dinheiro que vai comprar as fraldas do filho dela, né?
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

(Mamãe) ~Pinel disse...

Caramba!!!
Se tá assim na hora que nasceu, imagina depois! Seria o filho mais um merchan???

Credo!
Espero que não!

Flavia Bernardo disse...

Eu tb qdo vi essa nota fiquei passada...q patetico!

Letícia Volponi disse...

Que absurdo, Rô!