terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Mais sobre as executivas


Complementando o meu post de ontem, hoje saiu a revista com a qual colaborei. E ela traz alguns números interessantes sobre mulheres e carreira. Segundo um levantamento realizado pela pesquisadora Betania Tanure em 2011 com quase 400 executivas brasileiras, 52% das gerentes são casadas ou vivem com companheiros, enquanto entre as executivas de alto escalão esse índice despenca para 22%. Em ambos os casos, metade dos maridos não divide em nada as tarefas domésticas (e aposto que, da outra metade, menos de um terço realmente divide todas as tarefas - alguém duvida?).
Entre as gerentes, 22% são separadas ou viúvas, e em 60% dos casos a carreira influenciou na separação. No caso das executivas de alto escalão, vejam só: 70% delas são separadas ou viúvas e em 80% dos casos a carreira influenciou na separação.
Agora no quesito filhos: 75% das executivas poderosas têm filhos, 51% dizem que a carreira foi afetada por ter filhos e em 65% dos casos os maridos não dividem responsabilidades em relação aos filhos.
Um outro levantamento mostra que os homens com até 44 horas de trabalho semanais dedicam apenas cinco aos afazeres de casa, enquanto as mulheres com mesma dedicação ao trabalho somam 20 horas ao expediente doméstico.
Atualmente, apenas 5% dos cargos de presidência de grandes empresas no Brasil são ocupados por mulheres. Imagino que essa nova geração que está se formando vai começar a construir um novo cenário, mas com tanta carga nas costas esse número dificilmente um dia vai se equiparar ao dos homens.

Quem quiser saber mais, confira a revista Executivas - As melhores gestores de empresas do Brasil que circula hoje com o jornal Valor Econômico. Está muito boa, recomendo. Pena que não consigo deixar o link aqui porque o conteúdo é fechado para assinantes. 


5 comentários:

Beatriz Zogaib disse...

E pena que eu, não morando em São Paulo, não tenho como acessar o conteúdo...
Mas, parabéns! Tenho certeza que a reportagem ficou ótima.
beijos
Bia
www.maedacabecaaospes.com.br

Roberta Lippi disse...

Beatriz, o Valor Econômico tem circulação nacional, viu!

Flavia Bernardo disse...

Adorei a análise!
Vou comprar o jornal pra ler a revista!

Valeu, Ro!
bjs

Raquel (NY) disse...

Parabens, Roberta, voce conseguiu fazer uma limonada suica com o limao que te deram! Otimo artigo sobre tema bem dificil. Achei interessante ver que um dos exemplos de boa parceria aconteceu depois do marido ver que a esposa abriu mao da carreira para acompanha-lo em estada no exterior. Deveria ser assim sempre, ne? Um ajudando o outro para que os dois atinjam suas metas pessoais e profissionais.

Coisas de mãe disse...

Que medo de ser mulher. De trabalhar. De ser casada. e de ter filhos.

Socorro!