quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Sobre brinquedos, valores e mães


Luísa chegou em casa na véspera do dia das crianças com alguns presentes que ganhou da escola: um binóculo feito com rolos de papel higiênico e papel celofane, um chocalho de pote de Yakult com arroz dentro e um ioiô feito com jornal e embrulhado no celofane. Amei tudo aquilo! Só assim, na minha visão, faria sentido ela trazer algum presente da escola no dia das crianças. Porque aquilo ali não se tratava de valor material, mas do valorizar o brincar.
Mas vejam bem como é a vida e como cada família é diferente da outra. Esta semana estava conversando com uma amiga cuja filha também estuda na mesma escola. Ela comentou que também amou os presentinhos que a filha dela levou pra casa (os mesmos). Só que daí ela me contou que ouviu algumas mães reclamando que acharam aqueles presentes um lixo, um horror. Acharam que era tudo muito mixaria - e provavelmente pensaram que, se era pra dar "aquilo", era melhor não dar nada.
E eu e essa minha amiga então começamos a conversar sobre essa questão dos valores. Pensamos que talvez nós duas estejamos fora da realidade. O que achamos tão natural e normal pode simplesmente não ser dessa forma para a maior parte das pessoas. Ao meu ver, infelizmente.
Não me importa quanto tempo aqueles brinquedos vão durar. Eu detestaria que minhas filhas aparecessem com um super presente da escola no dia das crianças. Aliás, pra mim e para essa minha amiga, aquilo que as meninas ganharam era, sim, um super presente.
Isso tudo só me mostra que a cada dia me sinto mais segura dos valores que quero passar para minhas filhas. E fico cada dia mais apavorada com o que está acontecendo por aí.
.

25 comentários:

Paloma, a mãe disse...

Aqui foi assim também, Rô, ela voltou com um bilboquê fabricado por ela na escola, onde, aliás, sempre fabricam instrumentos musicais (chocalho, tambor, reco-reco... dá para fazer muita coisa com sucata). Acho que aqui ninguém achou ruim, mas não dá para comprar, porque é escola pública, né?
Eu achei ótimo; como vc, acho que só faz sentido a escola presentear se for assim: algo feito por eles, com sucata, para brincar.
Beijos

Minha Maria disse...

Aqui sempre foi assim e eu sou totalmente a favor de usar essa criatividade nas crianças, em primeiro lugar. Em segundo lugar visando o brincar consciente. Não me causa mais espanto essa legião de mães leigas e alienadas, sei que é difícil lidar com elas, mas o importante é o que as escolas estão passando para as crianças. Claro que o que a mãe acha interfere e muito nas escolhas dos pequenos e isso sim me assusta.
Beijos nossos
www.minhapequenamaria.com

Renata disse...

Concordo com vc, Ro. Os valores são muito distorcidos.
Aqui em casa nem existe presente de dia das crianças (nem dia dos pais, nem mães, nem dia dos namorados...enfim), é um dia que eles podem escolher o passeio que quiserem. E, assim como vc, sou muito segura dos valores que estou passando aos meus pequenos!
beijos
Re

Micheli disse...

Concordo plenamente Roberta!
A Clara tem alguns desses brinquedos feito na escola (ou em casa) na sua caixa de brinquedos, curte muito e fazem parte do seu cotidiano de brincadeiras. Damos muito valor e ela também! Mas isso se aprende em casa, com certeza.
Beijos.

Inês disse...

Ai amiga, amei quea nossa conversa virou este post, acho importante a reflexão dos valores que passamos para nossos filhos neste mundo, digamos assim, tão sem valores :o(
Que bom que a gente pensa assim e pelo jeito muita gente também !
beijos querida

Anne disse...

Engrossando o coro! estou com vc! Cadê o pessoal que curte uma supervalorização do consumismo - que é a maioria e nunca aparece?
bjo

Ilana disse...

Eu sou do seu time! Mil vezes um brinquedo feito por eles do que qualquer porcaria comprada igual a tantas por aí...
Na escola do Rapha não mandaram presentes, mas comemoraram o dia montando brinquedões na escola pras brincarem crianças ali, juntas e no horário das aulas. Achei bem bacana também.
Bjos

Cissa disse...

Talvez porque ainda não sou mãe, nem fico sabendo desse tipo de situação, mas me assusta pensar que essas '"outras" mães são maioria. Na minha cabeça, isso não faz nenhum sentido. Escola dando presentão (no sentido comercial) no dia das crianças é algo que eu nem imaginava que pudesse acontecer ou que fosse motivo para discussão. Que que aconteceu com o mundo? Sei que a crianças de hoje têm muito mais brinquedos e coisas do que eu tinha ou a minha mãe teve, e isso é natural, mas, tá rolando um certo exagero aí, tá não?

Mariana - viciados em colo disse...

também adorei!

Lia disse...

Nossa, então estou mais fora da realidade ainda, porque nunca imaginei que a escola dava presentes pros alunos no dia das crianças. Deusmelivre saber que o rico dinheirinho que pago na mensalidade estaria sendo gasto em produtos que eu nem mesmo escolhi! Eu, hem...
P.S.: Amei o binóculo, super criativo!

Dani Garbellini disse...

Aqui o presente também foi bilboquê feito por eles, com material reciclável. E sempre é assim, não apenas no dia das crianças.

Mas eu acho que seria legal conversar na escola sobre isso, colocar o tema em debate numa reunião de pais ou coisa parecida.

Afinal, cuidar da nossa família é ótimo, mas acho muito importante pensar no coletivo. De repente as mães que não gostaram precisam de um empurrãozinho para entender o conceito dos brinquedos confeccionados, do consumismo e por ai afora.

Dani disse...

"Isso tudo só me mostra que a cada dia me sinto mais segura dos valores que quero passar para minhas filhas. E fico cada dia mais apavorada com o que está acontecendo por aí."

Somos duas. Especialmente a parte do pavor.

E não vejo a hora da Helena fazer um número suficiente de aniversários para entrar na escola da Luísa (grande chance dela e da Rafa serem colegas de classe, já pensou?)

Beijos

MARIA AMORA disse...

Oi Rô,

Iniciando no blog e já tomando a liberdade de chamá-la assim...rsrsrs. Seu texto nos deixa tão próximas que sinto-me do outro lado da linha de telefone, isso é ótimo!
Então, minha filha estuda em colégio particular bem conhecido por aqui, mas ando me decepcionando com os presentinhos e atividades das comemorações, pois sempre são artigos pré-fabricados que as crianças ganham na hora da saída e demonstram claramente que a participação da criança foi zero...minha filha em geral não sabe do que se trata.
Meus "amigos" acham que isso é uma besteira e que eu deveria ficar contente, pois são presentes de "custo" para a escola. Mas, assim como você ando preocupada com o que andam valorizando e sinceramente fico preocupada com os valores que a escola que escolhemos está passando a minha filha...é pra se pensar mesmo.
Bom, fica o desabafo. De qq forma, é muito bacana saber que os amigos aqui pensam assim, valorizar o gesto é bem mais que qualquer objeto!
Abraços a todas e vc (ganhaste uma seguidora).

Raquel disse...

A escola da Ana deu um livro, super fofo de papel reciclado feito pelas próprias crianças.
Teve uma mãe que reclamou na saída da escola em alto e bom tom do presente pq, segundo ela livro não era brinquedo...
Achei a postura desta mãe um horror.
Fazer o quê?
bjs, Raquel

Thaís Rosa disse...

Mais uma pra assinar embaixo!!
Aqui a escolinha não deu brinquedo, mas montaram uma programação super legal do mês das crianças, com passeios ao ar livre, brincadeiras com água, cardápios diferentes escolhidos pelas crianças... super legal. Mas no ano passado, acho que no Natal, eles tiveram uma iniciativa parecida com a da escola das meninas: pediram para os pais produzirem um brinquedo com materiais recicláveis, que seria entregue pelo "papai noel" da escola... E sabe o que fizemos? Um binóculo bem no estilo desse que as meninas ganharam!!! Caio amou, e brinca com ele até hoje (o paizão fez no maior capricho, e o brinquedo, mesmo de material reciclável, tá durando pacas!).
beijo!

carol garcia disse...

rô,
não é mesmo uma loucura????
adoro quando isaac sai da escola com algo feito por ele junto com a professora. aí sim entendemos o tal lúdico e os valores que são ensinados alí dentro.
nas datas especiais que tivemos, filhote sempre vem com uma poesia "ilusatrada" por ele, uma história pendurada num palito de sorvete ou um sorrisão lindo na cara.
mas vejo sim mãe torcendo o bico por conta do mimo.
e fico triste. triste pelas criaturinhas que ehstão sendo criadas alí.
bjocas nas bonecas

Áries disse...

Acho até que vou roubar a ideia do binóculo e fazer um p/ Mel brincar rsrsrsrsrs, eu guardo rolos de papel toalha e rolos de papel higiênico, quero fazer um castelo de E.V.A usando os rolos rsrsrsrsrs, vai servir p/ fazer o binóculos, não tinha pensado nisso, amei a idéia.
Bjos

Áries disse...

Ah, Mel no dia das crianças trouxe p/ casa um patinho feito de caixa de leite vazia forrada com E.V.A, ela ama esse patinho kkkkkkkkk
Tem gente que não dá valor às coisas simples da vida.
Bjos de novo.

Alice Bittencourt disse...

Nina também trouxe para casa um binóculo feito de rolos de papel higiênico e pintado por ela. Também achei ótimo, porque eles mesmos fizeram o presente durante uma brincadeira. Ela AMOU o binóculo e vive com ele pendurado no pescoço. Não consigo entender alguém que ache isso ruim...

Sylvia disse...

O problema é que a maioria das mães acham que os presentes devem ser sempre os mais caros e mais sofisticados... esquecem que provavelmente o filho participou da construção do brinquedo e que saberá brincar com qualquer coisa e que não precisa custar $$$$. É duro, mas a realidade é essa, a grande maioria não dá valor a pequenas coisas... mas eu adorei os presentes. Aqui minha filhota também chegou com lembrancinhas feitas com sucatas e ama!!! Sempre tem. Beijjos mil

Carol Ambrogini disse...

Rô, o Vitinho (que estuda na mesma escola que a Luiza) veio pra casa com uma caixa de papelão contendo diversos instrumentos musicais feitos da mesma forma, artesanalmente. Ficou tudo tão lindo e ele adorou! Sabe o que eu fiquei pensando: na dedicação das professoras que, com certeza, ficaram além do tempo normal da aula para confeccionar cada instrumento para os 10 alunos da sala. Eram uns cinco instrumentos por aluno. Uma verdadeira declaração de amor aos alunos.
Fiz questão de elogiá-las!

Francine Barrionuevo disse...

Roberta tomei a liberdade de linkar o seu post lá no meu blog. Espero que não se importe. Eu já estava incomodada com essas lembrancinhas que os filhotes trazem da escola e acabei por escrever algumas considerações por lá. Tudo que eu escrever aqui vai ser redundante, já que todo mundo já disse tudo que eu queria dizer.
Otimo Post!!! Sempre te acompanho.
Bjo grande

http://amaequeeuseiser.blogspot.com/

Dione disse...

Roberta, aqui a gente tem uma caixa com tudo o que a Nina já trouxe da escola: pintinho amarelinho de rolo de papel higiênico, umas 4 bolsinhas de garrafa pet, lobo mau e os 3 porquinhos de caixa de leite, ixi, muita coisa. Ela adora pegar essa caixa de vez em quando e brinca muito com tudo o que tem lá. Como alguém pode achar isso porcaria?

Liege Albuquerque disse...

q coisa mais linda! vou voltar p sp e matricular a cacau na escola da luisa....
ela trouxe de presentes um monte de biscoito, balinhas e chicletes (alguém dá chiclete p menina de 3 anos???). por essas e outras estou trocando meu bbzinho de escola....

Rita de Cassía disse...


Amei o blog!! Ideias lindas e criativas!!! Parabéns!!!

Pesquisas relacionadas a artesanato

artesanato passo a passo

Artesanato com tinta guache

Atividades desenhando com as mãos

Fantoches com pregador de roupas

Artesanato com pregador de roupa

Artesanato com cd usado

Artesanato com folhas secas

Artesanato com caixa de leite

Artesanato com rolo de papel higienico