quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Blitz na casa dos pediatras

Às vezes tenho vontade de fazer uma blitz na casa de todos os pediatras e educadores que têm filhos pequenos. Quero ver se eles conseguem fazer na prática tudo aquilo que eles aconselham nos consultórios, livros e palestras.
Colocar a criança pra dormir no berço ainda acordada, por exemplo. Nunca consegui. Só se eu deixar chorando, porque assim que eu coloco no berço elas ficam em pé e começam a chorar pra voltar para o meu colo. Mas deixar chorando não pode, então eu vou lá e faço dormir no colo. Será que esses pediatras conseguem botar os filhos acordados no berço pra dormir sozinhos? Será que todos que aconselham isso tiveram filhos e conseguiram? Duvido. E dar comida sentadinho no cadeirão todo dia, será que eles conseguem também? Sem brinquedinhos pra distrair? Ahã, Claudia, senta lá.
E você, o que você gostaria de pegar o pediatra no flagrante?

27 comentários:

Camila Bandeira disse...

E não dar uma guloseima então??Duvidê-ó-dó! Bjos

Lorena Magalhaes disse...

Roberta, claro que não faz NADA de diferente, de todas as mães. Minha irmã é pediatra e faz tudo igual a todo mundo. Os mesmos " errinhos" que são comuns a todas.

Sylvia disse...

Rsrsrs... sabe que eu sempre pensei isso? Eles mandam a gente fazer "n" coisas mas duvido que tenham feito com os filhos deles... é cada coisa, deixar chorando de madrugada para não tomar mamadeira, até tentamos mas não aguentamso aos pedidos de "por favor mamãe, só um pouquinho". Colocar para dormir enquanto ainda está acordado é comédia né? Agora, com quase 2 anos e meio é que ela tem ficado no quarto sozinha mamando até dormir... e olha lá!!!
Beijos mil (passa no nosso blog que está acontencendo nosso primeiro sorteio)

Fe Piovezani disse...

"Você deve lavar o nariz dela umas 5 x por dia com soro" ...falei ontem mesmo que dá próxima vez que me mandar fazer isso, vou levar a Luísa lá, pra que ele faça. Uma luta! Um exercício de paciência!!

Dani disse...

A pediatra atual das meninas ainda não tem filhos, mas tá querendo. Então, muitas vezes, me vejo na posição inversa: ela me perguntando como consigo fazer tal coisa. Me acho, né!
Bom, mas outro dia ela pediu para eu dar um remédio para Alicinha de gosto horrível e, é claro, que a criança não tomou né! Não pensei duas vezes e liguei pra ela dizendo: Fá, vem cá dá esse remédio horrível para a Alice, porque, ó, não tô dando conta! Ela riu e suspendeu o remédio...
Beijo, querida!
Dani Balan

Renata disse...

Essa coisa de colocar pra dormir é a que mais me irrita, porque duvido que eles consigam fazer tudo perfeitinho, como pedem que a gente faça. Sempre no mesmo horário, no berço, sozinho...afe, impossível.
Aproveito pra comentar o comentário da Dani: eu não confio em pediatras que não tem filho ainda...rs. Sei que é radical, mas eu acho que muita coisa a gente só aprende "na pele", então acho que essa vivência é essencial pro pediatra ser mais flexível!!!

beijos, Re

Li disse...

Roberta,

Eu sou educadora e sempre consegui muitas coisas com o meu filho... Mas, não por eu ser educadora e sim por eu ser uma mãe rígida, que erra e que acerta! O Henrique sempre formou no berço sozinho. Sempre coloquei ele lá e deixava ele ate dormir e ele nunca chorou! Não consegui que ele não acordasse a noite para mamar, só tive sucesso quando ele tinha 11meses e eu o deixei chorando uma noite inteira sem dar o mama. Foi sofrido, eu chorei no meu quarto durante toda a noite. Depois disso consegui... Alias, tenho alguma dificuldade em separar o lado mãe do lado professora, o que eu não acho bom!!!
Fico mostrando letras, dando desenhos... Exigindo coisas que ele nem pode ainda realizar.... Sei que não est'a certo, mas eu tento me desvincilhar dessas manias.... Quem sabe! Ah, e nós pediatras e professores somos pais como quaisquer outros, conseguimos algumas coisas e não conseguimos outras!!!
Não se preocupe não, o que importa e tentarmos fazer o nosso melhor!!!!

Beijos!

Lívia.

Erika disse...

Roberta estou tento problemas para acessar seu blog, as vezes o google chrome não abre dizendo que você tem conteudo do site buenosaires para ninos, e que este site e conhecido por distribuir maware.....Será que só esta acontecendo comigo???

Paloma, a mãe disse...

Ahahaq, boa, Rô!
Menina, que os psicólogos não me ouçam, mas vc já reparou que muitos deles têm filhos absolutamente mal criados, sem limites e inseguros?
Tenho muitos exemplos próximos, filhos de amigas, que, acredite, vêm se queixar comigo. Nestas horas, a faculdade e mesmo a experiência profissional pouco ou nada ajudam.
É óbvio que os pediatras também não conseguem tudo o que recomendam, mas eles têm que fazer a parte profissional deles, né?
Com Ciça eu conseguia colocar no berço e ela dormia, sem chorar (mas com historinha, carinho, balançamento de bundinha etc.). Com Clarice... Oi? Que berço? Ah, tem berço no quarto, é?
Beijos

Paloma, a mãe disse...

Ah, só agora li os comentários da Dani e da Rê. Pediatra PARA MIM E MINHAS FILHAS não só tem que ter filho como tem que ser meio velho, sabe? tem que ser vivido, tem que ter trabalhado (ou estar trabalhando) anos no SUS e visto todo tipo de tranqueira, ops, doença, tem que ter experiência além das salinhas limpinhas e com brinquedos educativos.
Tenho uma amiga cujo filho teve escarlatina e o pediatra só descobriu porque tinha visto casos no HC. São doenças que praticamente só se vê na rede pública...
Beijos

Nell disse...

Roberta, a Sophia tem 2 anos e meio e dorme sozinha, coloco ela no berço ainda acordada, ela conversa um pouquinho, eu fico segundos no quarto e digo pra ela que é hora de dormir, de fechar o olhinho, e em seguida ela dorme. Não vou dizer que nunca chorou, mas foram raríssimas vezes. E ela dorme no quarto dela, de luz apagada e porta fechada desde 1 mês. Nunca mamou a noite, vai as 20:30h pra cama e acorda 7:30. Não tenho nenhuma fórmula, sempre foi um processo natural e tranquilo. Em relação a comer, na escolinha ela come sozinha, no refeitório, tudo direitinho. Em casa é outra história, acha mil coisas pra fazer, então sento com ela na frente da tv e dou a comida. Não me importo de fazer errado porque ela come super bem e de tudo. E isso é o que importa no momento
:-) Beijos. Nell

Larissa Xavier disse...

queria ver achar uma torneira toda vez que a bendita chupeta cai no chão rsrsrs

Carol Ambrogini disse...

Oi Ro, quiz deixar um comentário no seu último post da consultoria, mas deu um aviso de que um blog que vc segue está com problemas, acho que foi o de Buenos aires...
Com relação ao post da consultoria, me fez questionar algumas coisas: mulher deixa de ser sexy só porque engraviou ou virou mãe? Vou escrever um post inspirado no seu no meu Blog.
Com relação aos pediatras, fiz questão de escolher um que fosse pai. Tinha uma outra que falava: "deixa sua filha passar fome, tenho certeza que ela vai comer depois". Óbvio que não tinha filhos, né?
um bj
www.carolambrogini.blogspot.com

lolo disse...

Nossa, para mim essa história de dormir no berço é um dos maiores mitos da humanidade, kkkkkk
E deixa eu te perguntar, como é com a sua filha maior? Em algum momento elas fazem a transição do "dormir balançando" para dormir em outro lugar? (me vejo balançando Lara com 40 Kg, kkkkk)

Patricia disse...

hahhaaha muito bom!
Certeza que na casa do ferreiro o ditado se confirma!
menos mal, serve de consolo para as mães (eu) que levam bronca toda vez que pisam no consultório.

Roberta Lippi disse...

Lolo,
Essa transição com a Luísa aconteceu quando ela saiu do berço e foi pra cama, aos dois anos. Daí eu passei a dormir deitada ao lado dela, o que faço até hoje (e adoro). Tiro altos cochilos junto com ela!! Mas esse momento deixou de ser um peso e passou a ser gostoso. Sempre conto ou leio uma história, rezo e ela dorme. E ela sabe que eu fico ali só um pouquinho e depois vou sair. Às vezes dou uma enrolada, falo que vou rapidinho fazer alguma coisa e não volto pro quarto e ela dorme sozinha.
Tenha esperança, a coisa melhora!!! (a não ser que vc tenha outro filho logo depois) rsrsrs
Beijos

Maria Duda disse...

Eu queria tanto ver como o pediatra aguenta um choro de manha irritante e estridente pq sua filha quer uma chupeta... ahhhh queria...

Peoh disse...

Oi Roberta, tudo bom? Em primeiro lugar gostaria que soubesse que sou leitor assíduo do seu blog. Gostaria tb de parabenizar pelo excelente post. E por fim, gostaria de convida-la a aparticipar da promoção que estou fazendo jundto com a Kinder lá no www.bebeavista.com

Gabi disse...

Quero ver eles dando 10 gotinhas, 3 x por dia, para 3 crianças. DU VI DO!
Agora, vou falar baixinho, as minhas eu coloco no berço e elas dormem sozinhas, tá? Mas é em função da rotina gemelar que criei, pq a mais velha nunca dormiu sozinha! Beijos querida!
Gabi
www.minhas3meninas.com.br

Júnia disse...

Ah, eu também queria ser uma mosquinha na casa dos pediatras. A Laura só dorme no colo, mas pega no sono rápido, isso depois que começou a andar. Então, funciona sem problemas para mim e acho que isso eh o certo, ou seja, o que funciona. Bjo

Mariana - viciados em colo disse...

eu até queria espiar outras coisas, tipo a alimentação 100% correta que ela orienta. essas sugestões sobre colocar para dormir sozinho e a noite inteira, ela nunca deu e se desse eu nem ia tentar seguir... para comer e dar remédio nunca tive problema, mas para lavar nariz e nebulizar tenho pesadelos, outra coisa que queria espiar é a reaplicação do filtro solar a cada meia hora como ela manda...
beijoca
mari
viciadosemcolo.blogspot.com

Sarah disse...

Nunca soube o que é colocar o bebê para dormir acordado e ele dormir sozinho. Bento pede a minha mão para dormir até hoje!
E lendo os comentários, vi um seu aqui dizendo que dorme ao lado da Luísa até hoje e me tranquilizei! Bento tb só dorme assim, pensei que fosse só eu, ufa!
bjos

Patrícia Boudakian disse...

Pois é, isso de colocar acordada no berço e deixar até dormir nunca consegui também! eles ditam muitas regras. eu burlo o meu diversas vezes e sempre falo que o fiz. rs
mesmo ele sendo todo humanizado às vezes lança uma missões impossíveis que eu já vou logo descartando.
também acho que o mínimo é terem filhos. o meu adotará uma criança em breve e eu sempre digo a ele que terá de fazer tudo aquilo que me indica.

Dr. Andre Bressan disse...

Pessoal, desculpem a intromissão. O blog é legal, mas pelos comentários parece um clube da Luluzinha... nem sei se homem pode comentar aqui... :) Mas como não tem placa de proibido, lá vai:

Vou me apresentar rapidamente pra ninguém se sentir enganada: sou médico pediatra, sou pai de três e não, não tenho consultório. Portanto, não temam, não vim pescar clientes...

Mas gostei muito da idéia, e de vez em quando isso é motivo de riso lá em casa... claro que pediatras e educadores são gente como todo mundo, e estão sujeitos a se defrontarem com situações difíceis, que não dependem só de conhecimento. Também estão sujeitos às mesmas emoções de insegurança, culpa e prazer que todos os clientes. Também têm background familiar e social, que nem sempre corresponde à literatura científica. Também têm filhos melequentos, birrentos, superdotados, filhos incapazes, filhos deficientes, sogras opressoras, conjuges omissos, contas pra pagar, férias vencidas.

Cada criança tem um jeito próprio diferente das demais, mesmo diferente dos irmãos, que se modificam ao longo do tempo. Os pais também. Imagina se algum profissional consegue realmente personalizar totalmente um conselho... nem que morasse na casa do cliente.

E em sua própria casa, o pediatra e o educador não é o profissional do "office", é o pai, a mãe, cansado, querendo tomar banho. As crianças não são os filhos dos clientes, que ficam 40 minutos na consulta e vão embora, são seus filhos, que o conhecem, tem sentimentos e antagonismos com ele, e de quem ele só "se livra" quando vai pro trabalho.. .hahahaha..

Então, acreditem, nós, profissionais donos da verdade também somos humanos.

Blitz? Não faça isso... vc vai se arrepiar... :)

Um abraço, beleza de tópico!

Dani disse...

Gente, lendo os comentários aqui em cima descobri uma coisa linda! TENHO UMA PEDIATRA SINCERA!!!
Ela tem uma filha de 06 e outra de 08 anos e várias vezes me disse: "mas você consegue isso com a Helena? Nunca consegui com as minhas..." hahahaha
(mas ó, capitulo sono... é o caos aqui em casa)

Tchella disse...

para horror geral, devo dizer que a comida no cadeirao todo dia sem brinquedo eu consigo :P hihihihi

bjo

Anônimo disse...

E vó pediatra??? Que além de papel de vó é ainda pediatra. Mas agora aprendi, quando começa esse menino precisa comer sozinho, esse menino nao pode dar chupeta, esse menino ainda nao fala...eu pego e falo faz vc então vovozona !!! Rapidinho devolve o menino, pq será ????