segunda-feira, 2 de maio de 2011

Os primeiros pontos

Quando alguém conta que o filho se machucou e precisou dar pontos, a gente acha isso completamente normal. Mas não quando é com o filho da gente, né?
Justo ontem que eu estava de mal com a Luísa por uma besteira. Fiquei irritada de manhã porque ela só quer vestir roupa jeca e é uma briga todo fim de semana. Decidi que não compro mais nada pra ela, já que ela não usa. Só quer legging e camiseta. E fiquei irritada mesmo, de mal, sabe? Nem queria conversar com ela (esse é o meu lado escorpião que eu tento administrar mas não consigo).
Daí que estávamos no clube, eu com a Rafa no colo e ela na beira da piscina com o pai. Ela escorregou e caiu na piscina. Aparentemente um tombo sem grandes traumas. O salva-vidas do clube viu a queda e nos avisou que ela havia batido o rosto. Mas não tinha sangue, ela apenas reclamava que doía. Abraçamos e tentamos acalmá-la. Até que o marido avisa:
- Rô, tem um corte aqui embaixo do queixo
Quando vou ver, um corte profundo e bem aberto. Só não tinha sangue.
Por sorte estávamos no clube e ali bem pertinho tinha a enfermaria com tudo o que é preciso para primeiros socorros, inclusive um médico de plantão. O doutor, mocinho, olhou pra mim:
- Eu sugiro dar pontos. Se fosse minha filha, eu daria. Você pode não dar, mas vai fechar de forma mais lenta e a cicatriz vai ficar mais grosseira.
Papinho rápido com o marido e decidimos que daríamos o ponto ali mesmo. Melhor do que sair de lá e encarar um pronto-socorro.
Luiz ficou com a Rafaela e a corajosa aqui ficou segurando a filha e olhando tudo. Luísa é um encanto de menina. Chorou muito no começo porque não queria ficar deitada na maca, mas foi o médico começar a mexer que ela ficou quietinha, conversando. Foram quatro pontos. Perguntava se ia demorar e eu prometi aquela bala de goma que havíamos negado de manhã na padaria. E prometi pra mim mesma que vou tentar não ficar mais tão brava por besteira. E eu chorava com a cabeça virada pra trás pra ela não me ver.
E aí, depois que terminou a costura, minha pressão foi lá no pé e eu dei um trabalhinho.
Mas depois ficou tudo bem. Luísa não chorou, não reclamou. Uma coisa, essa menina linda que agora ganhará uma cicatriz no queixo.

26 comentários:

Naiara Krauspenhar disse...

Como boa escorpiana sei bem do que está falando... como sei!!!
Ai, graças a Deus aqui não houve nenhum episódio com cortes profundos ainda... nem sei como vou reagir... acho que desmaio... rs

BJos

Paloma, a mãe disse...

Corte profundo, pontos, só de pensar fico mal... Ainda bem que vcs tinham a enfermaria ao lado, super equipada, ufa!
Melhoras para a Luísa!
Beijis

Bina USA disse...

Faz parte da vida de qualquer crianca.
Ainda bem que foi pouca coisa!

Beijinhos.
Bina

Carol Passuello disse...

O fato de tu ter brigado com ela não teve nada a ver com isso.
OK?
Maior dó ela ter que passar por isso, mas a gente não pode fazer nada, não temos como evitar...
O importante que ela está bem agora e que foi bem atendida!!
Bjs

Fotos Kids disse...

Coisas de mãe!
Melhoras p/ pequena!

Beijos!

Camila Bandeira disse...

Ai que dó! Das duas, você e ela... se fosse eu teria chorado horrores também! Mas essas meninas corajosas dã um baile na gente. Ainda bem!
Bjo

Flavia disse...

Acho que só achamos normal, mesmo sendo no filho dos outros ANTES de ser mãe. Depois sempre dá uma dó imensa.

melhoras pra pequena.

bjs

Sarah disse...

Ai Ro, não sei como vc encarou assistir a tudo! Eu acho que não conseguiria, deixaria com o marido...
Agora vou te contar uma historinha: quando eu tinha uns 6 anos, caí de bicicleta e cortei o queixo. Ao contrário do corte da Luísa, do meu saiu bastante sangue. Levei 5 pontos. E a cicatriz é imperceptível, só lembro dela se me esforço para vê-la.
Não se culpe, ok? Acontece mesmo... e com certeza dói mais na gente!
beijos!
Sarah
http://maedobento.blogspot.com/

Anônimo disse...

Levar ponto no queixo na infância é clássico! Eu mesma levei 3 vezes! Fiquei com dó da Luísa, mas fiquei com mais dó foi de você. Vida de mãe é dureza.

Ivana - coisademae disse...

Ai, tadinha! Mas o que importa é que no final ficou tudo bem! Olha, quem não fica chateada com algumas coisas, né?? Agora mesmo acabei de dar um sermão nas meninas porque elas não param de brigar, ficam uma pirraçando a outra, um horror! Isso vai dar post em breve, porque estou a beira de explodir! Mas como odeio me descontrolar, gritar, vou tentando exercitar minha paciência contando até mil!

bjos e melhoras para a pequena!

Camila disse...

Ai, meu Deus, Rô, não posso nem me imaginar numa situação dessas. Fiquei com o coração partido por causa de vcs... Mas ainda bem q essas criancinhas lindas vivem surpreendendo a gente, né?!
Melhoras para a Luisa!
Bjos,
Camila
http://mamaetaocupada.com.br

Giovanna baby!! disse...

Etcha...Coisa de mães, coisas de mulher, coisas de "serhumano". Que dozinho da tua princesa!!Bjux e melhoras a ela.

Anna disse...

melhoras pra Luísa. Aqui foi a mesma coisa: deu uma de fortona, vi tudo, segurei na mão e quando tudo acabou quem deu trabalho fui eu...

beijos

Tathyana disse...

ohh judiação. alice cortou o queixo quando tinha 1 ano e meio e eu quase desmaiei. foram 7 pontos. beija essa menina por mim.

Pequenos Modernos disse...

Com certeza sua briguinha com ela não teve nada a ver com o tombo, mas dá pra entender seu desespero!
Mas.. nao conheço uma criança que nunca tenha levado pontos ou quebrado um braço, acontece! beijos, e melhoras!

Re disse...

Ai, nao deve ser facil nao encarar os primeiros pontos, o primeiro gesso, a primeira cirurgia...td um aprendizado, uma forma de nos fortalecer como mae e uma forma de deixar marcas de saude nos filhos, afinal, so se machuca crianças que brincam e sao crianças de verdade. Bjs

Fabiana disse...

Eu tenho um corte assim!! Na verdade.. a cicatriz, né?!rsrs
Tava na piscina também! Ah!! Minha mãe desmaiou também! :-P

Somos mesmo todas iguais...

Quanto ao rancor... tento mudar isso por aqui também. E a questão roupas já deu muita dor de cabeça, mas só com 6 anos. Luísa começou cedo a ditar moda, heim?!rs

Melhoras para a baixinha... e espero que os segundos pontos nem venham!

Beijos
Fabiana
http://2-ao-quadrado.blogspot.com

(Mamãe) ~Pinel disse...

Nossa... se fosse eu, estava no sal, literalmente, porque eu com certeza daria mais trabalho devido a natural pressão baixa, e baixa de pressão! hehehe

Que orgulho da Luísa! =D

Beijo!

Maíra Azevedo disse...

Ai, que dó, quase chorei junto lendo o post, me imaginando na sua posição. Que bom que ela foi corajosa, parabéns para a pequena. E cicatriz no queixo é o maior charme!! Vai ficar linda e com uma história pra contar.
Bjinhos

Ananda Etges disse...

Tadinha da Luísa! Deve ter sido um susto mesmo, para ela e para a mamãe! A gente fica com o coração na mão, né?!

Beijos, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com/

Ananda Etges disse...

Tadinha da Luísa! Deve ter sido um susto mesmo, para ela e para a mamãe! A gente fica com o coração na mão, né?!

Beijos, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com/

Fe Piovezani disse...

Tadinha Ro. Tadinha !! Mas aposto que ela sofreu meos que você né ?
Beijo nas duas !

Letícia Volponi disse...

Ah, aperta mesmo o coração, ainda mais no rosto que costuma sangrar tanto. Ainda bem que ela foi guerreira e você demosntrou tranquilidade para ela. Quanto ao se vestir, a briga aqui em casa é para por qq coisa que não seja um vestido rosa... uma luta, mas a insistencia tem dado resultado.

Karina Dutra disse...

Oi Roberta!
Dá muita pena ver os nossos pequenos assim, mas temos que ser fortes.
Ano passado meu filhote com 2 aninhos, estava jogando bola, sendo observado pelo pai, subiu na bola e caiu de cara em um banco de madeira que temos no quintal. Só ouvi os gritos e sai correndo para ver o que havia acontecido. O pai, já todo nervoso, com ele no colo, falou que não havia machucado, que foi só o susto, mas quando olhei para a camisa do meu marido, estava lavada de sangue. Comecei a catar por todas as partes, até que vi um buraco no queixo, aparecendo até aquela parte branca da carne.
Fiquei desesperada, mas quando cheguei no pronto socorro fiquei aliviada, na realidade eu estava esperando um tremendo transtorno, pois eu não sabia que crianças que sofrem quedas têm prioridade no atendimento.
Assim que cheguei, nem precisei apresentar cartão do plano, fui direto para a sala de emergência, depois foi uma pessoa lá pegar os documentos. A médica examinou e achou melhor dar ponto falso (curativo), depois encaminhou para o raio-X e pronto. A cicatriz é muito pequena e conforme o pediatra dele falou, daqui a alguns anos, não passará de uma leve lembrança.
Vc foi muito corajosa, pois eu morreria se tivesse que dar ponto no meu pequeno.
Beijos e melhoras para a Luisa!

Thati Bordados disse...

Ai, ai, tudo começou com a escolha da roupa... Porque elas fazem isso com a gente? Minha filha tem 7 anos, e também, só escolhe roupa velhinha para usar no fim de semana, sempre discutimos por isso, daí ela põe a roupa que eu mando, mas fica de bico...afff
Imagino como vc ficou depois que ela caiu, mas essa parte do rosto é fatal para acontecer isso, pode perguntar, criança cai, bate o queixo e dá ponto! Que bom que vc aguentou firme, eu nunca segurei minha filha nem pra dar vacina, isso sempre foi tarefa do pai, porque com certeza eu ia chorar mais do que ela!
Baci

Anônimo disse...

Coincidencias a parte. Hoje minha filha Luisa de4 anos bateu o queixo na borda da piscina, porem avaliei que o corte nao era tao profundo. Estanquei o sangue e fiz um pequeno curativo e agora estou pesquisando na net a procura de como dar ponto falso. Coisas de papai.