segunda-feira, 30 de maio de 2011

Excellent student

Daí você chega pra reunião com a professora de inglês. Reunião individual. Ela te mostra uma pastinha com atividades feitas em sala e saca um folheto tipo "boletim", o tal Report Card.
E aí você pensa que a coisa é meio café-com-leite, porque nas notas da sua filha só tem Excellent, a carinha mais sorridente de todas as carinhas que são carimbadas ao lado de itens como participação em classe, compreensão oral, produção oral, respeito às regras, participação em atividades de artes, participação nas atividades com músicas, mostra compreensão dos vídeos, lição de casa e faltas.
Tudo lindinho.
Daí a professora é só elogios. "E a Luísa é isso, é aquilo. Ela adora me ajudar, é super meiga, querida, etc etc. Ela é um pouco tímida, então não é daquelas crianças que grita a resposta primeiro, que se destaca muito do grupo. Mas ela participa de tudo e está se desenvolvendo muito bem e blablablabla".
Daí você olha meio pavão, assim com o peito todo cheio. Minha filha é o máximo, mesmo, ai que orgulho. Ai, ai, não estou me cabendo. (Amanhã conto por que resolvemos colocá-la no inglês).
Daí você para um pouco. E lembra dos ataques de manha e birra que ela tem dentro de casa pelo menos uma a duas vezes por dia. E aí você pensa: será que estamos falando da mesma criança?
Daí eu comento com a professora que eu bem que gostaria que ela fosse assim também em casa. E a professora me olha com cara de espanto: ué, mas a Luísa não é assim também em casa?
- Não, teacher, em casa ela faz muitas manhas e birrinhas.
Juro, a professora abriu a boca daquele jeito de queixo caído, sabe?
- Não acredito. A Luísa?
- É, professora, a Luísa.

Saí dali com alguns pensamentos. Um é que, por um lado, estamos no caminho certo (e demos sorte), nossa menina é uma criança educada, comportada e boa aluna.
Por outro, fiquei pensando: por que catso criança quando está com os pais, especialmente com a mãe, adora tirar a gente do sério? Será que é de propósito?

14 comentários:

Flavia Bernardo disse...

Olha, não sei porque, mas Arthur tá ficando igual! Em casa tem começado com as birras e ficou bem chatinho pra comer. Na creche é um exemplo, poço de elogio das tias, coordenadoras e diretora e ainda por cima come TUDO e DE TUDO! Sem nem piscar, nem virar o rosto!!

Quem explica?
rs

bjks
Flavia

Paloma, a mãe disse...

Rô, aqui é igualzinho! E, quer saber, eu era assim também.
Acho que quanto mais intimidade a gente tem com alguém, maiores as chatices e birras com esta pessoa. Ela faz isso em casa porque lá ela está segura de que vc sempre vai ampará-la, mesmo que brigando (afinal, é uma forma de atenção).
Ontem mesmo eu estava comentando com a Lia, depois de um programa que fizemos, que a Ciça, fora de casa, é uma lady. Ninguém diz que faz o que faz aqui dentro. E não é dissimulação, não, que elas ainda são novas para isso. É questão de que em casa elas dominam o ambiente e pensam que dominam os pais.
Beijos

Nine disse...

Ai Roberta, eu me pergunto isso todo santo dia!

Tam coisas que a Ísis só faz conosco (tipo birras e manhas) e quando est´pa com a babá é a mais comportada de todas.

Eu me conforto como vc: pelo menos ela não é mal edicada com os outros e tal, mas que dá uma gastura ser tudo com a gtente...dá, né?

Catso é uma interjeição muito usada aqui em casa tb...

Beijos,
Nine

Mari Mari disse...

Roberta, sabe aquele dia que voce ta pessima por qualquer motivo que seja, e sorri no trabalho, e cumprimenta a pessoa no mercado, e fala boa tarde pro porteiro, e quando o marido chega em casa, voce solta os cachorros? As criancas sao iguais. Quando elas se sentem mais a vontade (como a gente, com o marido), elas se portam mais "sinceramente", digamos assim. O legal é que isso mostra que a Luisa é toda mocinha ja!!! E ja se controla!! Que lindo!

(Mamãe) ~Pinel disse...

Ah!!! Que fofa!!!
Deu orgulho até na titia virtual aqui! hahahaha

Não perco por esperar o post explicando do inglês!


Beijo!

Camila Bandeira disse...

ai, ai, todo filho é igual, só muda o endereço... rsrsrsrsr
Gabi é igualzinha, com os outros é uma lady, mas comigo é cheia de vontades e birras.... ai ai ai...
Mas a gente ama mais que todas as teachers desse mundo... beijo

Celi disse...

Concordo com muitos comentários acima...
Também acho que as crianças aproveitam da intimidade e do quanto conhecem os pais para soltarem as asinhas rs rs rs rs
Aqui em casa é muito parecido. Uma manha só... uma birra para isso, para aquilo.
Mas ainda bem que na escola eles caminham bem rs rs rs
Um beijo.

Pequenos Modernos disse...

Ihh, pior que acho que todos são assim. Em casa uns pestinhas e na casa dos outros anjinhos.
Beijinhos e boa semana!

Anne disse...

Sei la..
Pior seria o oposto! Já pensou? Birra monstra na escola e anjinho em casa?

Bel disse...

Ei !!! Tenho acompanhado seu blog e hoje decidi criar o meu. É sobre as minhas tentativas para realizar o sonho de ser mãe. Coloquei ele privado. Se quiser me acompanhar, me mande seu e-mail (belornelas@gmail.com) que te mando o convite. Bjos, Bel.

Luciana - Descobertas disse...

Eu sinto que meu Pedro já com 1 ano tem comportamento diferente quando está perto de mim, mas as vezes não quero crer que isso é verdade, logo tão cedo. Tenho que saber como administrar isso logo.

Roberta deixei um selinho para vc no meu blog, é o 1º do post.

http://pedrodelu.blogspot.com

Beijos

Lia disse...

"por que catso criança quando está com os pais, especialmente com a mãe, adora tirar a gente do sério?"
Porque ela te ama e confia no seu amor. Então ela se sente à vontade pra manifestar suas frustrações. É saudável. Já pensou se ela fosse uma lady o tempo todo? Com 15 anos ia estar na sala do psiquiatra...

Priscila disse...

Que fofa!! Estou pensando se coloco as meninas no ingles ou não... filhos são assim mesmo qdo falo q são diferentes em casa os olhos sempre arregalam..rsrsrs!!!

Lu Terceiro disse...

Ai, Rô, é o efeito "mãe", né. Alice é um doce com as outras pessoas, mas chego perto, quanta manha!