terça-feira, 22 de março de 2011

Direitos naturais das crianças

No boletinzinho mensal da escola da Luísa veio um texto do Rubem Alves me chamou muito a atenção. Em um congresso em que ele participou, na Itália, ele recebeu uma pequena cartilha com esse lindo texto abaixo, intitulado "Direitos naturais das crianças".
Ele trata de coisas muito simples mas que deixamos passar batido muitas vezes. Agora leia esse texto abaixo e pense um pouco: será que nós estamos mesmo oferecendo isso para nossos filhos?

1. Direito ao ócio. Toda criança tem direito de viver momentos de tempo não programados pelos adultos.
2. Direito de sujar-se. Toda criança tem o direito de brincar com a terra, com a areia, com a água, com a lama, com as pedras.
3. Direito aos sentidos. Toda criança tem direito de sentir os gostos e os perfumes oferecidos pela natureza.
4. Direito ao diálogo. Toda criança tem o direito de falar sem ser interrompida, de ser levada a sério nas suas ideias, de ter explicações para as suas dúvidas e de escutar uma fala mansa, sem gritos.
5. Direito ao uso das mãos. Toda criança tem o direito de pregar pregos, de cortar e raspar a madeira, de lixar, colar, modelar o barro, amarrar barbantes de cordas, de acender o fogo.
6. Direito a um bom início. Toda criança tem o direito de comer alimentos sãos desde o nascimento, de beber água limpa e respirar ar puro.
7. Direito à rua. Toda criança tem o direito de brincar na rua e na praça e de andar livremente pelos caminhos sem medo de ser atropelada por motoristas que pensam que as vias lhes pertencem.
8. Direito à natureza selvagem. Toda criança tem o direito de construir uma cabana nos bosques, de ter um arbusto onde se esconder e árvores nas quais subir.
9. Direito ao silêncio. Toda criança tem o direito de escutar o rumor do vento, o canto dos pássaros, o murmúrio das águas.
10. Direito à poesia. Toda criança tem o direito de ver o sol nascer e se por e de ver as estrelas e a lua.
"E eu pedi às crianças licença para acrescentar o décimo primeiro direito" (Rubem Alves):
11. "Todo adulto tem o direito de ser criança..."

18 comentários:

Rita Romano disse...

Poxa, Roberta, muito interessante. Dá para fazer exame de consciência com isso. Na faculdade, eu e umas amigas em SP fazíamos um projeto aos sábados com crianças carentes para o nosso "TCC": "Educação Legal: o Direito na Escola". E eles faziam desenhos sobre os direitos dessa tenra idade... Mas agora... que minha visão do mundo mudou completely, está mais para eu pensar nisso todas as noites antes de dormir e fazer um propósito para o dia seguinte...! beijão!

Renata disse...

Nossa, Ro. Adorei. Acho que ofereço grande parte desses direitos, mas às vezes é difícil...
Amei.
beijos

Paloma, a mãe disse...

Lindo! E fico feliz de ver que eu posso oferecer a maioria dos direitos às meninas (particularmente à Ciça, que já pode usufruir da maioria deles).
Beijos

Ana Paula disse...

Queria oferecer o direito a rua.

Erica disse...

Muito legal estes direitos. Concordo, pena que alguns itens acabam sendo utopia nos dias de hoje. Mas não deveriam ser.
Visite o meus blogs também:

http://educarmaisblog.blogspot.com/

http:euadorosermae.blogspot.com/

Ananda Etges disse...

Adorei os itens. É nosso dever como mãe colaborar para que nossos filhos tenham acesso a cada um dos tópicos, mesmo alguns sendo tão complicados nos dias de hoje.

Beijo, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com/

Cleide Ana Rota disse...

Que lindo; Roberta! Vou te pedir licença pra colar no meu blog; indicado o teu blog, ok? Foi uma sessão nostalgia e me fez recordar os tempos de infância... Espero que a Heloísa possa aproveitar tanto a infância dela quanto eu aproveitei a minha; beijos com carinho.

Mariana disse...

Muito lindo. Pena que a gente tenha que se esforçar para ser possivel, quando devia ser natural.
um beijo enorme,
mariana

Mariana Della Barba disse...

Adorei! Acho que estou seguindo até que bem a listinha, mas preciso muito trabalhar no item 'natureza selvagem'. Morando em Sp, às vezes fica complicado...
bjins

Luana disse...

Adorei!
Rubem Alves é tudo de bom!

beijo

Cleide Ana Rota disse...

Depois de 10 anos tentando ser mãe, hoje me viro 'nos trinta e tantos' para ficar com minha filha em período integral e mantê-la o mais perto da natureza o possível! Ainda bem que SC é um belo lugar. Roberta; dá uma espiada no meu blog pois eu só consegui um tempinho para postar agora... Beijão.

Gleice disse...

Lindo!

Beta, a mãe disse...

Acho que estou indo pelo caminho certo então. Beijos

Giovanna baby!! disse...

Lindo...emocionante e interessante!!
HEHEHEHEHEHEHEEH...vamos pensar em cada um!

Bjux

Lia disse...

Bonito mesmo. Vontade de sair daqui agora e levar Emília pro meio do mato.

Ilana disse...

Que lindo, Roberta. Faz a gente pensar mesmo no tipo de qualidade de vida que oferece nossos filhos...
Mas a mais linda de todas, sem dúvida, é a acrescentada pelo Rubem Alves.
Beijos

Juliana Dalzoto disse...

Eu ainda não conhecia esse texto, mas realmente é uma bela reflexão! Alguns desses direitos são mais que garantidos lá em casa, mas confesso que com alguns ando em falta. Bom para repensar algumas atitudes!

E bom lembrar tb do 11º direito: fundamental!

Adorei!
Super beijos
Ju

Anne disse...

Demais!
é daqueles que vale colar na porta da geladeira para não se deixar levar pela vida louca...
bjo