segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Sobre o show do Patati Patatá


Então que levamos Luísa ao show da dupla de palhaços Patati Patatá nesse domingo.
Vamos às minhas observações em pílulas:

- Acho bacana resgatar essa coisa do palhaço, que quase não se vê mais. Luísa tem alguns DVDs deles (na verdade é uma caixinha que vem com 4 DVDs) e adora (especialmente a parte das palhaçadas). Foi ela quem viu o anúncio no jornal e pediu pra ir.

- A qualidade musical da dupla é bem ruim, além de ser playback, mas a apresentação do espetáculo é correta.

- Compramos o ingresso super em cima da hora, então estava praticamente tudo lotado. Comprei o que tinha sobrado (evidentemente, dos mais caros) mas demos muita sorte de sentar na melhor mesa do lugar, bem de frente ao palco.

- Luísa paga ingresso integral. Não tem essa de meia entrada pra criança pequena, não. Só paga meia se tem carteirinha de estudante da ISIC.

- Diferentemente do show do Palavra Cantada, por exemplo, em que os adultos também curtem a atração pela qualidade musical, neste caso é um espetáculo só para crianças mesmo (essa é a minha opinião, lógico. Muitas mães e pais estavam se divertindo, mas eu me divertia mesmo era em ver a curtição da Luísa).

- O show tem pouca palhaçada e mais músicas

- O espetáculo atrasou meia hora, o que causa uma ansiedade desnecessária nas crianças, que já estavam impacientes quando o show começou.

- Os palhaços não são os mesmos que estão nos DVDs da Luísa. Essa dupla é relativamente nova.

- Marido acha que o Patatá é meio boiola

- Onde há a indicação Fraldário, no banheiro do Credicard Hall, existe apenas um espaço com trocador. Nenhuma cadeira sequer para amamentação. A goiaba aqui foi de vestidinho e se esqueceu que teria que dar mamá no período, então não poderia amamentar em qualquer cantinho. Tive que entrar na cabine do banheiro, abaixar a tampa do vaso sanitário e amamentar sentada ali mesmo.

- Rafinha dormiu metade do show, a outra metade ficou ali boazinha com a gente (olha ela aí, no escurinho, dormindo mesmo com toda aquela barulheira).

- Incrível como uma atração infantil pode atrair tanta gente. Duas sessões no Credicard Hall no mesmo dia completamente lotadas, tanto que eles abriram outra sessão para o dia 20 de março (para quem quiser ir, informações aqui no site).

- Agora a minha observação mais crítica: achei tudo exageradamente comercial. Não bastasse a lojinha na entrada do Credicard Hall vendendo loucamente os produtos licenciados do Patati Patatá, os palhaços ficavam fazendo propaganda dos produtos no meio do espetáculo. Antes de começar o show, o telão mostrava os produtos à venda e falava dos shows particulares. Depois, durante o espetáculo, antes do intervalo, os palhaços perguntaram no microfone quem estava usando a camiseta do Patati Patatá, quem tinha a máscara, quem tinha os bonecos. Nos corredores, pessoas vendiam os produtos. Achei aquilo muito exagerado. Até acho que faz parte essa criação de produtos com personagens infantis - a TV Cultura sobrevive em parte graças aos produtos licenciados do Cocoricó, por exemplo. Mas acho que tudo tem limite, né não?

13 comentários:

Dra. Decoranda disse...

Essa é especial para a mãe das fofíssimas Luísa e Rafa:

Cara mamãe-blogueira

Não, isso não é propaganda de produto algum. Guarde sua grana para as fraldas : )

Discutir projetos de decoração infantil bacanérrimos de um jeito simples e acessível. Essa é proposta do decorandinho.blogspot.com.

Só para pequerruchos descolados e mamães antenadas.

A gente espera sua visita de braços e comentários abertos.

Decoranda&Equipe

Paloma, a mãe disse...

Rô, acabei de fazer um post sobre um destes PI. E, posso falar?, só vi estes palhaços uma vez (na casa de uma amiga) e achei uó! Eles são péssimos. Mil (um milhão) vezes o Parangolé - melhor dica que vc já me deu!
Beijos

Sybelle Alheiros disse...

Roberta, concordo com vc em número, gênero e grau...
Não sei para quê tanta propaganda... quando algo é bom vende por sí só... não precisa disso.
bjsssssssss

Alessandra Pilar disse...

Oi Roberta,
O Chico conheceu essa dupla no colégio e outro dia passeando na fnac achou o dvd dos dois e quis por que quis comprar. Como eu raramente cedo a esses pedidos e por serem palhaços, pensei que poderia ser interessante. Bom, a questão é que realmente as músicas são chatíssimas e os palhaços deixam a desejar. Esse apelo comercial também me cansa. Prefiro o Palavra Cantada, o Parangolé e esses trabalhos mais artísticos e menos comerciais.
bjinhos

Mãe da Tonton disse...

E o pior! Todos os anos esse palhaços vão no colégio do meu enteado, o Arthur.. com 3 anos a gente deu o dvd pra ele, mas com 4, 5 e 6 anos eles foram novamente no colégio. Eles entregam o dvd pra todas as crianças, e elas voltam para a sala de aula. Se um pai nãio quizer comprar ele tem que tirar o dvd da mão do filho e devolvr pra professora. Ou seja, a criança se sente diferente das demais e excluída por todos os colegas ganharem o dvd e ele não!! No ano passado meu marido disse para as professoras que se ele visse uma criança saindo com o dvd ele ia processar a escola, pois isso poderia ser um trauma para a criança e constrangedor para os pais! Por isso ABAIXO PATATI PATATÁ!!!

Kelly Resende disse...

Minha cunhada me disse que o filho adora esses palhaços, então outro dia resolvi comprar um DVD pra ver como era, nossa, achei horrivel! Até outras porcarias musicais eu deixo a Clara assistir, mas esses aí já estão bloqueados aqui em casa. rsss
Abraços

Ioly a dona do verdades... disse...

Minha pequena adora esses palhaços, e eu gosto das letras das músicas, educativas, falam das diferenças, tolerância, prezervação do meio ambiente, culturas, mas pelo visto o DVD é o melhor que podemos ter deles.
Acredito que esse tipo de propaganda apelativa é amoral, afinal estamos falando de uma atração para crianças...
Te sigo lá do verdadesdemae.blogspot.com
bjk

Carol Garcia disse...

Ai Santa protetora dos tímpanos maternos!
Que Isaac não leia esse post!
A cria ama essas criaturas palhacentas, mas eu tenho cer-te-za que boa parte das minhas crises de enxaqueca é culpa do "se vc quer sorrir é com patatiiiii".
Sempre achei eles muito comerciais, não acrescentam muita coisa pra criança, mas eles gostam e a gentea té aprende a cantar.
Esse mês teremos Pato Fu aqui na city e estou ansiosíssima. aí sim.
kkkk
bjocas

Anne disse...

O que a gente não faz pelos filhos, né? será que eu tenho coragem de ir num show desses? Eu não gosto desses palhaços, não. Vi um dvd de um amiguinho do Joaquim e achei a coisa mais feia do mundo...
Vamos esperar minha vez!
bjos

Li disse...

Roberta,

Primeiramente sigo e adoro o seu blog!Parabéns!

Adoro ir a shows infantis! Já vi o do Patati Patatá e também acho bem chatinho, mas as crianças adoram!
Falo isso porque sou professora de educação infantil, embora esteja longe das salas de aula para cuidar do meu filhote agora.
Concordo que são muito comerciais e que nos colocam em situações constrangedoras as vezes!
Morro de vontade de ir a um show do Palavra Cantada, mas ainda não tive essa oportunidade!
Aproveito para te convidar a conhecer o meu blog (novíssimo), já que como agora também sou mãe, entendo que somos totalmente corujas e adoramos dividir nossas experiências com outras mães.
Se quiser conhecer meu blog, ficarei contente:
http://passeadoeviajandoemfamilia.blogspot.com

Lívia.

Grazi, mãe do Principe disse...

Oi Ro , não acredito que vc tava la . Pois eu fui na sessão das 18hs e curti viu, até pq o Flavio ama os palhaços e eu por embalo sei cantar todas as musicas .
Quanto ao fraldario, realmente deixa a desejar , tive que trocar o Flavio no banheiro mesmo .
Eu estava na plateia superior tive uma visão bem legal e eu particulamente adoro os palhaços viu .

bjus

Lia disse...

Amei seu blog !
Mas nuuncaaa iria em show destes !
Acho absurdo ficarem estimulando o consumo deste modo... acho ter uma lojinha pra quem quiser tudo bem ... mas depois do seu depoimento nunca vou assistir a este show.

Suzi disse...

Bom, hoje fomos ao show deles na minha cidade e por incrível que pareça foram ótimos, super carismáticos e sem contar que minha filha amou até eu fiquei emocionada, pois gosto de curtir com ela e os dois pelo que fiquei sabendo foram do DVD, e quanto consumir eu nem esquentei minha cabeça, pois tento passar para ela o lado legal. E só no final que eles agradeceram e não fizeram propagandas da marca, por isso que achei super legal.
Posso dizer que tivemos muita sorte em vista dos outros comentários, até o preço foi legal em vista de outras cidades que vi.
Realmente esse Rinalde é um mala, que só pensa em lucros e para ele não dou nada. E sem contar que já fiquei sabendo ele não paga lá essas coisas para eles.
Não sei se futuramente teria a mesma sorte no sentido de encontrar esta mesma dupla.

MAS VALE APENAS IR SIM!