segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

A chupeta e os dentes

Apesar de não me arrepender de ter dado chupeta às minhas filhas, minha maior preocupação em relação ao uso da chupeta sempre foi, evidentemente, o prejuízo que ela poderia causar aos dentes das meninas. De fato, Luísa sempre teve os dentes da frente meio separadinhos, mas eu achava que era o formato da dentição dela. Sabia que a chupeta poderia deixar os dentes um pouco mais abertos, mas não tinha noção do impacto real da dita cuja sobre a arcada dentária.
Eis que quando ela tinha uns dois anos e meio, mais ou menos, fomos a um resort na Bahia e uma moça que puxou assunto com a gente disse que era ortodontista. E, no vaivem da conversa, ela comentou que os dentes da Luísa estavam meio abertos e que era por causa da chupeta. De fato, naquela época eu estava grávida e ela passou a querer usar a chupeta não só pra dormir mas também durante o dia.
A conversa com aquela mulher foi determinante. Quando chegamos de volta a São Paulo, decidimos que seríamos mais firmes em relação ao uso da chupeta. Entre um mix de conversa e imposição, recheado por algumas choradeiras, tiramos a chupeta durante o dia. A regra era que só poderia ser usada para dormir (estava liberada para os cochilos de dia).
Com isso, em menos de um mês percebemos grande melhora na dentição dela. O vão entre os dentes se fechou rapidamente e ficamos bem aliviados com a visível mudança.
Mas só agora conseguimos ter uma noção real do que a chupeta estava fazendo com os dentes dela. Como eu já disse aqui, ela entregou a "pepeta" pro Papai Noel em dezembro e desde então nunca mais pediu. Ou seja, ainda vai completar dois meses que ela não chupa mais chupeta.
Olha, só não coloco uma foto aqui comparando o sorriso dela porque acho que ela não iria gostar de tal exposição negativa. Mas imaginem uma mudança bem perceptível. De dezembro pra cá, o sorriso é outro.
Ontem estávamos revendo uma filmagem justamente daquela viagem à Bahia e tomamos um susto.
Disso, tiramos duas conclusões: 1) sim, a chupeta pode deformar os dentes. 2) se tirar a chupeta até os três anos de idade (no caso dela, foi com três e meio), os dentes tendem a voltar ao normal direitinho (e rapidinho).

14 comentários:

Lu disse...


eu sempre ouvi da minha sogra (porque na minha familia ninguem usou chupeta) que teria que tirar a chupeta do Serginho até 3 anos. Daí acabei estipulando essa meta e realmente tiramos com essa idade. O sorriso dele não me parecia alterado com essa idade, mas com certeza é melhor evitar tirar com mais idade porque tb quanto mais tarde, pior.
Bjs
Lu

Naomi disse...

Roberta,
Vc sabe que eu me preocupo muito com isso.
A Juju não pegou chupeta (eu até ofereci qdo aqueles choros de cólicas eram intermináveis) e hj tem os dentinhos que parecem um pianinho, bem juntinho, retinho.
Por outro lado, a Nanda qdo nasceu já chupava o dedo. Tive que entrar logo com a chupeta e ela ADORA a dita cuja.
Ela faz dois anos agora em abril e eu já estava pensando em fazer uma campanha aqui em casa para iniciar o uso menos frequente durante o dia.
Que eu consiga tirar antes dos três anos, como vc fez.
Realmente a gente diferencia muito claramente, pelo formato da boca, a criança que usa chupeta e/ou chupa o dedo e a que não faz uso disso.
Tudo tem os seus prós e contras, não é mesmo?

Tchella disse...

eu chupei bico, e tinha os dentes separados. sempre soube que atrapalhava mas nao sabia de qual forma atrapalhava, entao é separando os dentes... meu conselho: tirem as chupetas pq até 15 anos eu MORRIA de vergonha dos meus dentes separados e nao sorria em nenhuma foto.

Lia disse...

Rô, uma tia do meu marido que é dentista disse que não há nenhum prejuízo à arcada dentária se a criança chupar dedo ou chupeta até os dois anos. Depois disso, vai depender da criança. Conheço uma pessoa que chupou dedo até os 7 anos e tinha os dentes pra frente, mas quando parou tudo voltou ao normal. Já a minha irmã, que tomou mamadeira até tarde, ficou com os incisivos superiores totalmente projetados e precisou de muito tempo de aparelho. Que bom que com a Luísa deu tudo certo! E vale o alerta pras outras mamães. Antes dos dois anos, sossego. Beijos!

Renata disse...

Olha só, tbm não sabia dessa. Li tanto, fiz curso de gestante onde demonizaram a chupeta, mas sobre separar os dentes ninguém nunca me falou. Bia tem os dentes de baixo bem juntinhos, mas os dois de cima tem um vãozinho. Hoje ela só usa pra dormir, não sei como vai ser pra tirar, mas já é bom saber que eles podem voltar ao normal.
A minha dúvida é se os dentes permanentes também vão seguir a "deformação" causada pela chupeta nos dentes de leite, caso ela permaneça por mais tempo do que o ideal. Porque esses sim vão causar transtornos mais pra frente, tanto na auto estima quanto no conserto, né?
Beijos e ótimo post!

Ana Paula disse...

Os meus filhos "pegaram"o dedo e era notável a boquinha bicuda de quando chupavam e depois que largaram os biquinhos voltaram ao normal. Af! Só que não foi nada fácil dar dedinhos ao papai noel!
ladodeforadocoracao.blogspot.com

Liliane Arend disse...

Oi Roberta, aqui em casa foi igualzinho! Papai levou a chupeta do JP e os dentinhos da frente dele, que estavam mto menores do que os demais, já está quase do mesmo tamanho (antes ficava com os caninos em destaque)
impressionante a rapidez com que a arcada se refez, até a fisionomia dele achei que mudou por causa dos dentes
beijo
Li
filhoscomlondres.blogspot.com

Ana Paula disse...

Oi Roberta!
Comecei a acompanhar o seu blog desde que vc. escreveu como convidada na blog da Paula aqui de NY onde tambem moro. Sigo e gosto muito dos seus posts. Queria contar minha experiencia pessoal aqui com a chupeta. Tenho um filho que amanha completa 20 meses (1 ano e oito meses como dizem ai). Estou gravida de novo e a minha filha nasce me junho, quando ele fara 2 anos, idade em que estava nos meus planos tirar a chupeta. Tenho um sobrinho hoje com 11 anos que tiraram a chupeta com 3 anos. Foi traumatizante para todos da familia, inclusive para mim. Nao esqueco a cena, ele parecia um drogado em abstinencia na hora de dormir e sofreu muuuito. Ate hoje lembra do sofrimento. Nao queria que meu pequeno passasse por algo parecido. Voltei de viagem agora em janeiro e ele estava com 1 ano e meio. Segui minha intuiçao de mae e contrariamente a todas as recomendacoes medicas, aproveitei a confusao da volta da viagem com fuso de 6 horas de diferenca, + um mes que tive visita em casa e ele comecou a escola e sumi com todas as chupetas que ele amava. Tudo junto, achei que ele ia dar conta de tudo e deu certo. Durante uma semana ele sentiu falta mas mal sabe falar. Eu acho que sentiu porque ele nao fala muito, entao nao pediu, mas cheguei a ver ele procurando no berco e com um pouco mais de dificuldade para dormir. Passou mais de um mes e a chupeta virou artigo do passado. Fiquei com medo que ele fosse querer pegar das outras criancas da escolinha mas nada, nem liga mais para isso. Por isso eu acho que quanto mais cedo melhor, é muito mas facil. Acho que passa o tempo e a crianca se apega muito mais. Com essa idade (1 ano e meio) foi totalmente sem stress. Vamos ver como a coisa fica com a vinda da irmazinha. Acho que daqui a 3 meses a chupeta seja coisa de museu para ele. Aqui nos Estados Unidos as coisas sao bem diferentes do Brasil. Pediatra recomenda tirar a chupeta com 2 anos ai no Brasil com 3. Mas ao contrario no Brasil crianca de 2 anos a maioria ja tirou a fralda, aqui so com 3 anos. Beijo, Ana Paula

Rê Gallo disse...

Roberta, eu sou aquele tipo de leitora que sempre está por aqui e nunca comenta. Mas queria te dizer que eu usei o seu método de largar chupeta, amarrei a chupeta da minha filha que acaba de completar 2 anos no berço e, posso falar, seu método deu suuuper certo aqui em casa.

A Lorena nunca usou muita chupeta, mas achei que estava na hora de restringir o uso ainda mais. Sucesso! Agora ela já está na caminha e a chupeta amarrada é até um incentivo para ela querer ficar na cama (e não zanzando pelo quarto na hora de dormir). ;)

bjão!

Vanessa Ribeiro disse...

Oi Rô,

Sabe que esta dúvida sempre me perseguiu? O Max nao gostava de chupeta até começar a ir pra escolinha. As professoras lhe davam a chupeta para ele conseguir dormir.

Estou com vontade de acabar com essa história, e acho que durante nossas férias no Brasil vai ser um bom momento. Valeu compartlhar a experiênica viu? Obrigada!

Ah, queria aproveitar para te convidar para nosso encontrinho de mamaes blogueiras aí em SP. Vc topa?

será na Sexta dia 25 de março. Mais info aqui: http://www.coisasminhas.com/2011/02/encontrinho-mamaes-blogueiras-em-sp-e.html

Beijos
Van

Rê Gallo disse...

Roberta, obrigada pela visita. A festa de baianinha foi um sucesso mesmo, simples e divertida. E sabe o que é melhor? Não cobrei nenhum centavo de nenhuma criança! ;) Fala sério, isso é pobreza de espírito!

Ah, há algum tempo fiz um post com blogs de mães, o seu estava na minha lista:

http://www.frangocombanana.com/2010/07/mae-e-tudo-igual.html

Bjs!

Fabi Saba disse...

Que boa noticia que volta ao normal!!! A Vi usa a pepeta pra dormir so, mas os dentinhos estao bem separados (eu acho um charme, mas o pai pensa na conta de ortodentista pro futuro...hehehe). Nao sabia que poderia ter relacao a chupeta. Ja falamos com ela que no aniversario de tres anos que ja esta chegando nos vamos dar embora as chupetas e a mamadeira (tambem so pro leitinho da noite antes de escovar os dentes). Enfim, fiquei aliviada que volta, mas tambem estou agora com mais certeza que com 3 tem que parar mesmo.
Thanks
F

Nathalia disse...

Roberta, estou lendo seu blog, e só hoje cheguei nesse post sobre os dentinhos e a chupeta. Eu chupei chupeta até os 9 anos, e creio que tenha sido dada pela primeira vez quando eu era muito pequena. Meus dentes eram abertinhos na frente, e um pouquinho pra frente. Mas, misteriosamente (ou não), meses depois que larguei a chupeta eles estavam no lugar, retinhos, juntinhos e sem nenhum sinal até hoje de que a chupeta tenha maltratado alguma coisa na minha boca. Não sei se é comum os dentes voltarem ao normal. Eu nunca usei aparelho e meus dentes estão em perfeito lugar. Já quis usar por estética, pra ficarem um pouquinho mais retos, mas a dentista disse que de jeito nenhum precisaria, o custo seria alto pra uma diferença mínima, ja que nao tinha muito o que acertar. Não sei se é um mito inteiro em torno da chupeta ou se tive sorte.

Anônimo disse...

- Olha a minha filha tem 3 anos e 2 meses e só agora eu consegui tirar a chupeta dela, com muita dificudade mais tive ajuda na escolinha então ela já ficava sem a chupeta na escola, e só chupava a noite, e então um dia eu conversei com ela e pedi pra que ela mesma jogasse no lixo pra ela ver a onde realmente estava, porque sempre eu falava a mamãe vai jogar fora, mais depois ela sempre pedia porque ela sabia que eu não tinha jogado então ela mesma jogar ajudou um pouco, mais enfim pro esperiencia propria eu acho que cada criança tem o seu tempo pra largar da chupeta com menas dificudade, eu ja tinha tentado varias vezes sem nenhum sucesso e quando ela mesmo jogou conversamos ela parou já tem 1 mês e pouco, no terceiro dia ela pediu o bico mais eu me mantive, e na hora de durmir que é o mais dificil fiqei com ela passei segurança a ela, e ela nunca mais pediu.

Thayara Miguetti