quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Como assim, ainda não nasceu?

Eu estava pensando em escrever um post sobre isso e agora a Isa  me encorajou com um post perfeito pra definir o momento pelo qual estou passando (e certamente outras mães que também estão nesse finalzinho de gravidez).
Vejam bem: se eu mesma acordo mau humorada quando mais uma noite se passou e eu não entrei em trabalho de parto, imaginem meu ânimo pra responder à ansiedade alheia. É e-mail, telefonema, mensagem no blog, Twitter, msn, porteiro do prédio, empregada que chega de manhã com aquela cara de: "ué, tá aqui ainda?!", marido que telefona depois da natação pra saber se está tudo bem porque ele ficou 50 minutos com o celular desligado... E eu, com aquela cara de sem graça, me sentindo culpada e irritada ao mesmo tempo, respondendo sempre a mesma coisa: "não, está tudo na mesma ainda". Ou: "ela está gostando de ficar no quentinho aqui na minha barriga e não está a fim de sair com essa friaca que está fazendo em São Paulo."
E a minha mãe, coitada? Eu não posso telefonar pra ela que ela já atende com um "alô" desesperador. Ela está ainda mais ansiosa do que eu, porque mora no interior e vai correr pra cá quando eu ligar pra avisar que entrei em trabalho de parto. Faladeira que só, ela contou pra cidade inteira que ela está esperando o nascimento da neta e agora, milhares de vezes por dia, ela responde à fatídica pergunta "sua netinha não nasceu ainda?".
Engraçado é que estou muito mais ansiosa nesta segunda gestação, o que deveria ser o contrário pela lógica, né? Isso tudo acabou acontecendo porque havia uma expectativa muito grande de antecipar o parto - considerando que a Luísa nasceu com 39 semanas de um parto normal super rápido. Já faz duas semanas que estou com 2cm de dilatação e já tive um alarme falso. Isso tudo foi criando na minha cabeça essa expectativa e, com isso, fui transmitindo às outras pessoas (inclusive aqui no blog) a informação e a expectativa de que ela poderia nascer a qualquer momento. Na verdade poderia mesmo, mas somente ontem eu completei as 39 semanas, então não tem nada atrasado ainda.
E as mudanças da lua, então, que raiva!! Nas duas últimas já fiquei imaginando que daquele dia não passaria. E nada. Porque, vamos combinar, TODO mundo fala: "ah, terça-feira muda a lua, dali não passa". E os sonhos? Fulano sonhou que ela iria nascer no dia de São Roque, 16 de agosto, entregou até uma medalhinha pra minha mãe - então lá ficava eu pensando que nesse dia eu iria para o hospital.
O lance é que estou com muito líquido amniótico ainda. Isso é bom para a bebê, mas não ajuda no trabalho de parto porque deixa a mocinha muito confortável lá dentro. Provavelmente por isso eu ainda não entrei em TP, apesar de estar com o corpo todo pronto, colo do útero macio, vantagem de já ter passado por um parto normal etc. Amanhã faço novo ultrassom e vou ter uma ideia melhor de como as coisas evoluíram - inclusive o peso da Rafaela, que está bem grande (previsão já era de 3,5kg na semana passada).
Eu prometo que aviso aqui sobre as novidades.
Beijocas a todos e obrigada, do fundo do coração, por tantos desejos sinceros de "boa hora". Agora dei uma relaxada e vou esperar dona Rafinha definir qual é a boa hora dela, e não a minha boa hora ou a boa hora da lua.

28 comentários:

Beta disse...

Roberta, quando vi no seu twitter que ainda estava de 38 semanas eu percebi o quanto ainda poderia demorar, essa coisa de se basear pelo parto anterior é válido, mas não é regra, acho que isso é mais ansiedade dos médicos de tentar "controlar" a data de chegada do rebento e ficar mais fácil pra eles. Curte o final da gravidez, tenta não ficar tão ansiosa e quando tiver que ser a hora dela ela vai dar as caras. Um beijo

Lia disse...

É isso aí, Rô! Por que as pessoas insistem em querer que os bebês nasçam com 37 semanas? A Rafa ainda tem o direito de ficar aí uns bons diazinhos ainda. A ansiedade é dose mesmo. Pra minha sorte, minha filha nasceu no dia seguinte ao prognóstico de que demoraria ainda uma semana. Aí eu estava com menos expectativas.
Mas pode deixar que eu não vou fazer nenhuma previsão aqui... hihihi
(E vai me dizer se seu blog não está batendo recordes de audiência?)
Beijos e sempre boa hora, just in case.

Carol Garcia disse...

Relaxa, Rô!
A rafinha já demosntrou ser menina super decidida..oi? a Lu já não é? Oi? genética? Oi? exemplo materno?
hummmm.....
então...
Boa hora, seja lá qual for!
bjocas

Dani disse...

Rô, queridona...
Sei bem o que é isto. Nina nasceu com 40 semanas e 1 dia, daí, você imagina só o inferno que foi o ultimo mês de gravidez, né! Ainda mais porque eu moro em cidade pequena, daí não conseguia andar na rua sem que alguém perguntasse se ainda não tinha nascido.
Até o meu médico, quando entrei em TP, me disse: até que enfim! Pode?
Lembro bem que, na quinta-feira antes do parto (ela nasceu no sábado) atendi um cliente no escritório que, quando me viu, soltou a seguinte pérola: "nossa...esse bebê é filho de burro? Vai nascer com 11 meses?"
Delicado... né não?
Chorei horrores...
Por isso, não fique ansiosa...eu não tô. As coisas acontecem no dia certo. Relax!
Beijo e um ótimo TP!
Estou aqui na reza prá dar tudo certo, viu!
Dani

piscardeolhos disse...

te entendo taaaanto.
eu ouvi isso até a 42a semana (faltava 1 dia).
dureza.
a galera não faz por mal, pelo contrário.
mas a impressão que dá é que a humanidade nasceu de 5 meses, né não?
beijo...deixa ela no quentinho e aproveita pra dormir (e essa? vc ainda aguenta ouvir? :)

Sarah disse...

Imagino sua ansiedade Roberta! Mas vc concluiu o post de forma sensacional: esperar a boa hora da Rafaela. Não tem hora melhor que essa! :P
beijo!

Mariana disse...

um boa hora, e tudo vai dar certo, no momento certo.
beijo enorme no coração,
mariana do diario da mariana

Mariana disse...

um boa hora, e tudo vai dar certo, no momento certo.
beijo enorme no coração,
mariana do diario da mariana

Camilinha disse...

nossa imagino sua ansiedade mas relaxa logo logo a rafa estara pintando por ai rsrs
bjs

Tathyana disse...

Relaxa Rô e tenta focar em outras coisas. Desliga o celular e só dê satisfação pra que realmente interessa. Bjssssssss

Sonica disse...

TUDO tem a sua hora certa, imagine então, a hora do nascimento...
Beijinhos e que Deus te abençoe,

Paloma, a mãe disse...

O final do texto está perfeito, Rô. É isso mesmo, ela decidirá a boa hora dela. E que seja ótima para vcs duas!
Beijos

Fe Piovezani disse...

Ai Rô, já te disse que até eu tava ansiosa, mas relaxei já, porque cada vez que entro no msn e vejo que tá lá, desencano.
Mas continuo torcendo muito mesmo, pra que ela venha logo, e tranquila. beijo beijo

Camila disse...

Rô, tive mtos flashbacks com o seu post. Depois de um tempo, qdo as pessoas me perguntavam se já tinha nascido, eu (bem mal-humorada no final da gravidez, diga-se de passagem) respondia: "ai, nasceu, sim! Esqueci de te contar...".
Mas, enfim, deixa a Dona Rafa curtir essa banheirona quentinha o tempo que ela quiser mesmo!
Muita boa sorte para vcs!
Bjos,
Camila
http://mamaetaocupada.blogspot.com

Adriana Stock disse...

Eu AMO essa expectativa. Aproveita esse momento, Ro. Curte esses dias. Depois vc vai sentir falta. Ah, aproveita tambem pra dormir muuuuuuito!!! Bjo

Ministério da saúde disse...

Não conseguiu vacinar seu filho? A vacina contra a paralisia infantil ainda está disponível em toda a rede pública do país. Vá ao posto de saúde mais próximo e imunize todas as crianças menores de cinco anos. A poliomielite é uma doença grave e não existe no Brasil desde 1989. Vamos ajudar a mantê-la longe das nossas casas!

Mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude

Dani disse...

Ro, fui lendo seu post e pensando "essa sou eu". Eu estava EXATAMENTE assim no final da gravidez... eu estava super tranquila até as 36 semanas, quando a médica falou que achava que a Helena ia adiantar. Pronto. Daí para a frente foi IGUALZINHO a você. Teve uma mudança de lua (do dia 25) que eu - e o mundo - tinha certeza que não passava. E passou. E foi um saco.
Enfim, tudo isso para dizer: PACIÊNCIA. Não para esperar a Rafaela, mas para aguentar a ansiedade alheia...
Beijão e boa sorte!

amaesoueu disse...

Nossa Roberta, esse final é punk mesmo!!

Se eu fosse vc ia bater perna até cansar (o que não deve demorar muito) e encher a agenda de compromissos, pq nessas hora a droga do tempo PARA (se é que ele não dá umas leves voltadas para trás, né mesmo?!).

A única certeza que temos é que alguma hora nasce ;) E que esta seja uma boa hora!!

Bjs, Gabi

Renata disse...

acho mais difícil lidar com a ansiedade dos outros do que com a nossa.
Logo logo a princesinha chega, toda linfa, fofa e gorduchinha! eba!!
beijso

(Mamãe) ~Pinel disse...

Fato que faço minhas as suas palavras. Estou chegando nas 38 semanas, e todo mundo me pergunta se já nasceu, como estão as coisas.

Ainda bem que tem todos esses fatores a seu favor para sua filha nascer, só não está na hora mesmo.... ela que decida não é mesmo?
Já no meu caso estou enfrentando alguns empecilhos para ter o PN que tanto quero, mas veremos o que vai acontecer né.

Uma ótima hora e parto pra você, e tudo o que você pode fazer é curtir essas últimas horas da sua florzinha ai dentro de você (que é o que vou tentar fazer também, assim que tirar algumas minhocas da cabeça!)

Bjo!

Alê disse...

eu tô achando a Rafaela muito inteligente de querer ficar nesse quentinho aí, viu....
Na hora certa ela vem.Talvez, qdo vc conseguir relaxar de verdade!
: )

Boa hora!E que rafa venha com muita saúde e pelo visto, vem grandona!
: )
beijos pra vcs

Eva disse...

Seu post me fez relembrar os últimos dias antes do nascimento do pequeno. Lembrei exatinho da sensação e da ansiedade dos outros. Eu pensava a mesma coisa: já está duro controlar a minha ansiedade e o povo ainda coloca a deles sobre mim.
Para completar, a lua mudava para cheia justo no dia que completei 40 semanas e toca o povo a telefonar para saber se nasceu. Mesmo eu dizendo que enviaria mensagens a todos quando nascesse.
Nossa, até fiz um post só sobre respostas as perguntas do tipo: essa criança não nasce não?(não, é filhote de elefante) Vai nascer aqui no trabalho? (vai, a tesoura já está esterilizada na gaveta e você vai cortar o cordão)
Esse brolodório todo é para dizer: daqui a pouco ela chega, que sejam uma, duas semanas que faltem para ela chegar. E quando ela chegar tudo isso vai ficar para história até como algo engraçadinho, rs.
Beijos

Andrea Nunes disse...

Ro, é incrivel mas eu também me sentia muito culpada de tanto dizer que a Natália não havia nascido. Dessa vez acho que vai acabar sendo a mesma coisa!

Beijoca e deixa a pitoca ai no quentinho mais um pouco!

Isadora disse...

Roberta! Eu passei pela mesma coisa...as pessoas me olhavam com cara de decepção. E eu na verdade, estava bem tranquila. A minha Luisa nasceu com 42 semanas, 4.5kg e no prazo limite! Meus pais que tinham vindo do Brasil quase foram embora sem conhece-la.
A Rafaela quando estiver prepara aparecera. Desejo que tenhas um otimo parto e que ela venha com muito saude!
Um beijo!

Flavia disse...

Comigo foi bem assim também, a parteira achava que o João ía chegar antes da DPP, e com essa informação ficamos achando que ele ía nascer no dia do aniversario do pai (9 dias antes).
E cada dia que passou depois do aniversario do pai, era como se fosse tarde.. entende?
No fim ele nasceu exatamente na data prevista! Ufa... ainda bem, imagina minha ansiedade se ele decidisse nascer na semana 42.

Boa hora escolhida pela Rafinha pra você!

ps.: Não encana muito com o peso, quase sempre a estimativa supera o peso real.


Beijos

Tati Schiavini disse...

O povo adora fazer um "bolão" sobre o nascimento do bebê, e só nos "botam pilha". Mas calma, né. A mocinha virá na hora certa e ponto. Beijo.

Letícia Volponi disse...

E seja quando for, nos vemos na maternidade, lindona!

Fabi disse...

Roberta,

é exatamente assim que estou me sentindo, com quase 40 semanas e nada, nenhuma dorzinha e um mau humor danado, pelo menos eu to rindo agora com seu post.

Lindo seu blog.

bjs
Fabi