segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Algumas coisas inúteis sobre mim

Sou meio (bastante) indisciplinada com os selinhos que recebo, confesso. Peço desculpas a todas as queridas que já me presentearam com um deles e eu deixei passar. Hoje vou tentar me redimir e publicar pelo menos os dois últimos que recebi, das queridas , também mãe de uma Luísa, que me conhece desde os meus 15 anos de idade e sabe muuuuuitas histórias da minha adolescência, e da Mariana, mãe do Gabriel.
Eu vou seguir só parte das regras, pode ser? Eu publico o selinho e falo sobre mim, mas prefiro não selecionar gente para mandar. Todas as minhas seguidoras blogueiras podem se sentir presenteadas.
Vou fazer um exercício de falar um pouco de coisas inúteis sobre mim, vamos ver no que dá.
1. Já fui professora de datilografia (oi?), vendedora de loja de sapatos e também fazia bijuterias pra vender na faculdade. Quando eu for convidada pra contar minha vida lá no Faustão, pode falar pra produção resgatar essa parte da minha história...
2. Fui uma filha muito obediente quando criança. Minha mãe diz que eu parecia uma criança com espírito de adulto. E olha que tive que aprender a dividir a atenção com um casal de irmãos gêmeos, que nasceram quando eu tinha 1 ano e 9 meses.
3. Adoooro conversar e fazer novas amizades. Acho que puxei a minha mãe. Ainda não cheguei ao nível dela, que é quase imbatível, mas pode ser que chegue perto quando eu for mais velha.
4. A minha família é a coisa mais importante na minha vida e não abro mão dela por nada.
5. Quando eu era criança, comia pão de forma com manteiga e chocolate granulado (herança da colônia holandesa onde moramos), pão com manteiga e açúcar e pão de forma com ovo mole, daquele que escorre todo quando você morde, sabe? Tuuuudo de bom nessa vida.
6. Minha vida ficou muito melhor depois dos 30 (talvez o fato de eu ter desencalhado com essa idade tenha ajudado... hehe... reduz um bocado a ansiedade)
7. Uma das coisas mais úteis que me ensinaram na vida (e agora repasso para vocês) é a senha-chave para despistar entidades que ligam em casa para pedir doações: basta dizer "Eu não faço doações por telefone" e eles desligam. JURO.
8. Procuro olhar o lado bom das coisas. Sempre. Isso me ajuda a ver a vida de uma forma mais leve e a ser mais feliz. Mas também não sou idiota. Quando discordo de algo, não tenho medo de enfrentar ninguém.
9. Tenho pavor de sapos, pererecas, lagartos e lagartixas. E não como fígado nem amarrada.

E, sobre porque amo ser mãe, vou repetir aqui uma frase que eu não sei o autor mas que representa meu sentimento em relação a isso: "Ser mãe é sentir que seu coração bate fora do seu próprio corpo"

11 comentários:

liegealbuquerque disse...

Linda lista, Roberta. V é mesmo uma menina meiga e simples, girl next door, daquelas q os meninos gostam p namorar e as meninas para ser amiga companheira de boas risadas. q bom q pude passar por sua vida mesmo q rapidinho. Estou torcendo para dar tudo certo no parto. Saúde p v e suas meninas! bjs

Ser mãe é viver constantemente feliz! disse...

que linda essa frase, lembro a do meu blog....SER MÃE É SENTIR O CORAÇÃO DOER DE TANTO AMOR....rsss.bjs e boa sorte

Beta disse...

Oi Roberta, adorei essa senha-chave! Proxima vez já sei o que falar. hehehe, que gosto gastronomico mais maluco, mas se da prazer, come mesmo :P

Um beijo

Patrícia Boudakian disse...

Essa senha-chave vale ouro, menina! Tô louca pra receber uma ligação dessas!
E fala sério, essa frase é tudo de bom mesmo! Acho linda!!!
E o ovo mole com pão de forma me deu uma fome... rs

beijo-beijo

Chris Ferreira disse...

Oi Roberta,
também estou sempre atrasada com os selinhos.
Adorei saber mais de você.
Sabe que eu também comia pão com manteiga e açúcar. Hoje que me toquei, nunca dei isso para as minhas filhas. Ah, eu comia também, pão com manteia e mel. Hum... delícia.
Mas eu amo bife de fígado, íscas de fígado, etc...
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

sonhomeu disse...

OI...

muito legal te conhecer um pouco mais... e que gosto vc tem para conida hein? cada coisa..rsss
se bem que não posso falar muito, já que eu era facinada em comer farinha com açucar..kkkk

bjss

Carol Garcia disse...

super útil essa da senha. poxa! como é que não pensei nisso antes?
kkkkkk
me acabei de comer pão com granulado na minha última viagem...
coisa boa, não?
e pode ter certeza que vou sim passar a produção do faustão to-das essas informações.
bjo bjo bjo

Lia disse...

Esse negócio de doações. Eu digo: "Eu já doo pra outras instituições". Também funciona (e no meu caso é verdade).

Nine disse...

Adorei te conhecer mais um pouquinho!

Beijos!
Nine

Glauco disse...

Valeu a dica da senha-chave, mesmo... qdo souber de alguma boa dica contra o telemarketing da Telefônica, compartilhe aqui tb.
Beijão!

piscardeolhos disse...

Roberts!! Pelo menos uma que esperou eu chegar pra parir! :)
Mas como assim professora de datilografia, Ro? Hahahahahahahaha, caraca, minha mãe me forçou a fazer o tal curso também...
beijo, aguardando a vinda da ilustre pequena!