domingo, 25 de julho de 2010

Os menus infantis e as suas inseparáveis frituras

Ando reparando com mais cuidado nos menus "kids" dos restaurantes a la carte e isso tem me causado uma certa indignação. Só tem frituras, meldels!! Pô, foi-se o tempo em que prato infantil era só arroz, hamburguer, nuggets e batata frita, nénão meus queridos chefs?  A variação, no máximo, fica entre a batata frita tradicional e a batata de "carinha". O mais saudável que aparece é o macarrão ao molho sugo e, quando muito, um arrozinho com feijão.
Nos últimos tempos, desde que comecei a reparar mais nisso, não fui a um restaurante a la carte sequer que tivesse, nas opções de menu infantil, legumes (em qualquer forma de apresentação) além de batata. Acho que, a partir de agora, vou começar a dar uma de chata e reclamar em todos esses restaurantes. Quem sabe assim eles começam a pensar um pouco nisso. Bora fazer barulho, mãezarada?
E olha que nem sou das mais radicais com esse lance de comida, mas essa história vem me incomodando já há algum tempo. Pô, custa colocar um acompanhamentozinho de legumes ou pelo menos um tomatinho cereja?
Tudo bem que, quando saímos de casa, podemos quebrar um pouco a rotina. Mas se eu não peço fritura pra mim, porque tenho que pedir pra minha filha só porque o prato kids fica pronto mais rápido?
Enquanto isso, seguem aqui algumas dicas para dar uma alimentação melhor quando sairmos com crianças para almoçar ou jantar fora (nenhuma grande novidade, mas vale a dica para quem está começando agora a liberar a alimentação dos filhos em restaurantes e ainda não está tão craque no assunto):
- Sempre que possível, optar por um restaurante que tenha buffet: além de geralmente não pagarmos para as crianças ( pra falar a verdade, não sei a partir de qual idade eles começam a cobrar, mas a Luísa, até hoje, nunca pagou), fica muito mais fácil fazer um prato variado e colorido. Não vejo problema em colocar batata frita no prato, mas é sempre importante colocar outras opções saudáveis pra balancear, certo? Ah, e outra vantagem fundamental: nos buffets, a gente não precisa controlar os ataques de birra a ansiedade da criançada durante a espera da comida. É só chegar, se servir e comer.
- Se for a um restaurante que só tenha serviço a la carte, dar uma olhada nos pratos do cardápio normal para adultos. Às vezes um macarrão com brócolis ou um nhoque com molho de carne (tirinhas ou bolonhesa) custa o mesmo ou pouca coisa a mais que o prato do menu infantil cheio de gordura.

22 comentários:

Maya disse...

Ótimo assunto!
Eu nunca reparei tanto pq minha fofa ainda nem nasceu, mas realmente, todo menu kids tem uma batatinha frita!
Bjos!

Camila disse...

Rô, vivi isso exatamente hoje. O menu kids oferecia mini dog e mini cheeseburguer, tudo acompanhado de batata frita. Adivinha o q as crianças almoçaram?? Só batata. Ou a gente corre pro buffet mesmo, cheio de opções, ou se conforma com as variações de batatas por aí!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.blogspot.com

Sheila Minatti disse...

Eu to dentro!! Pode contar comigo! Assim como em buffet de festa de criança nunca tem 1 fruta! Nem um pepino na salada, e ai so reta hot dog, pao de queijo e batata frita, quando na real muitas vezes eles comeriam algo mais saudavel numa boa...

Acho que era bom a gente começar uma movimentação..gostei da idéia...

beijos!

Flavia Bernardo disse...

Pois é.
Já tinha meio que reparado iso, embora Arthur ainda coma comidinha separada. Mas teve uma vez que fomos almoçar fora e Arthur mais uma vez fez cara feia pra papinha salgada Nestle. Ele odeia!
Eu tinha a doce pra dar, que le gosta, ams queria que ele comesse algo de sal.
Fui ver o cardápio infantil e até tinha legumes cozidos no vapor como opção de acompanhamento mas o que reianva era: hamburguer, nuggets, batata frita, batata sorriso.
Sabe qual foi minha saída? Pedi um feijão amigo, juntei com o macarrão do meu prato e pronto: pequeno se deliciou com o almoço.

Agora que ele tá com 1 aninho será mais facil dele comer sua propria comidinha vinda do cardapio do restaurante, vamos ver se enfrentarei as mesmas dificuldades.

Ótimo post!

Sarah disse...

Concordo Roberta, também fico p da vida quando só encontro frituras nos cardápios. E olha que não fui a muitos restaurantes com o Bento ainda. Mas gostei da dica de optar pelo buffet: além de ter mais opções de legumes, corta a espera pela chegada do prato.
um beijo!

Avassaladora disse...

Roberta, isso é triste mesmo! Eu até hoje levo a comida do Gui para os restaurantes, porque além de só ter frituras, o Gui não gosta de batatas fritas ou macarrão com molho vermelho (as opções mais comuns nos menus kids).

Talita disse...

Adorei a ideia! Com o Ciro, ficamos ainda mais restritos por conta de sua alergia alimentar. Ontem mesmo, quando fomos ao clube, acabei dando o mesmo "frango com arroz e fritas" de sempre

Se for pra fazer barulho, pode contar comigo, rsrs. Também escreverei um post sobre o tema... Posso colocar uma referência ao seu texto?

Beijos.

Renata disse...

Ro, concordo com você. E isso não só em restaurantes, mas também em hotéis. Fizemos essa reclamação no hotel que ficamos no carnaval, afinal ficamos uma semana sem muitas opções de comida para o André.
beijinhos

Fe Piovezani disse...

É verdade mesmo, Rô. Difíil sair pra comer, mas sempre opatmos mesmo pelo self sertvice, assim acho que temos mais opções, que valem o preço, e a qualidade.
beijo p vc
Fe

Martha disse...

Oi Roberta! Ainda não tinha reparado nisso, mas vou me ligar. Laís esta começando na fase da papinha, mas é daquelas crianças que querem comer tudo (o dela e o nosso). Então tenho certeza que logo logo vou ter que ver isso quando forme comer fora.

Bjs

Grazi, mãe do Principe disse...

OPA TO DENTRO RO .
É UM ABSURDO MESMO , TEMOS QUE VIGIAR A ALIMENTAÇÃO DOS NOSSOS PEQUENOS .

1001roteirinhos disse...

Assino embaixo! Batata frita, nuggets, farofa, isso sempre me faz pensar se só o meu filho gosta de salada e frutas! Duvido muito!

Anônimo disse...

Olá Roberta,
Eu não podia estar mais de acordo com você eu penso igual :) há algum tempo fui com os meus sobrinhos num restaurante e o menu infantil era mesmo assim....
Bora fazer barulho :)

Bruno disse...

Olá

Meu nome é Bruno Oliveira, sou da agencia de comunicação on-line Mídia Digital, agencia de comunicação que trabalha com a Johnson & Johnson e entrei em contato com você para solicitar seu e-mail ou algum contato Com urgência para uma de nossas novas campanhas para a Jhonson.
Pode entrar em contato comigo por favor?
;)
Fico no aguardo!
Abração
Bruno Oliveira
bruno.oliveira @midiadigital.com.br

Camila Bandeira disse...

Rô, sabe o que eu faço? Divido um prato com a Gabi. Eu acabei por desistir destes menus infantis (até porque em Fortaleza ainda não existem muitos restaurantes que oferecem isso) e por causa das frituras também. Então no restaurante japonês peço um yakimeshi, no de frutos do mar peço um peixe grelhado com arroz de brócolis. E deixo as batatas de lado. Tem dado certo e ela adora ver que está comendo a mesma comida da gente! Bjo

Chris Ferreira disse...

Oi Roberta,
ótima abordagem. Também não sou radical, não. MAs acho que temos que apresentar de tudo para as crianças. Aqui em casa as meninas adoram restaurante Japonês que é um boa opção pois sempre tem legumes e peixe. Normalmente peço arroz colorido e mesmo quando o restaurante não tem em seu cardápio, eles possuem os ingredientes para montá-lo. Pelo menos aqui no Rio eles são bem flexíveis.
Buffet realmente é um excelente opção com crianças.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Mamma Mini disse...

100% agree, tá aí uma coisa que é um completo absurdo, tanta modernidade e inventividade na gastronomia e as crianças continuam ganhando nuggets e batata frita né? fim da picada... meu filhote nunca comeu um nuggets (sei que é por pouco tempo... também não sou super radical) mas enquanto ele come brócolis e couve flor falando que é arvorezinha e que ele quer mais não vou oferecer estes pequenos veneninhos... tô dentro do barulho....bjs

Tathyana disse...

Super apoio!!!! Quando Alice era menor eu levava a comida dela em uma vasilha separada e as frutas tmb. Mas agora que ela já como feito gente grande opto pelos restaurantes mais saudáveis e nunca peço o prato kids. Porque esses são como vc escreveu: sem nutrientes e over na fritura.

Bjsssssss

Paty disse...

Roberta, excelente post! Eu saio muito com a Babi, mas como ela ainda e pequena, levo a "marmita" dela. Mas ja ja vou passar por estes problemas, ainda mais aqui nos States! bjs

Mamma Mini disse...

Roberta, sei que vc tá gravidíssima e nem sei se curte a história dos selos, mas tem prêmio Dardos pra vc lá no meu blog, beijos Fê

Alexandra disse...

Oi Roberta
Concordo muuuuito contigo. Ótimo texto. Deveria até estar lá no meu blog! Curti muito.
Bjs
Alexandra
www.destemperadinhos.com

Coisas de mãe disse...

Concordo e apoio!
Tive muito mais problemas com a alimentação dos meus filhos na Disney do que na Tailandia, porque lá na Disney, embora eles estivessem super "preparados" para as crianças, ofereciam frituras e fast food enquanto na Tailandia os legumes e frutas eram frescas e a comida feita na hora e com capricho.


Sempre que posso escolher vou em restaurantes que realmente me oferecem opções para as crianças. E opções não significam um prato com batata frita, nem um menu kids, significa uma filezinho, um arroz ou uma massa simples, algum legume descomplicado.

beijos

Pati

http://coisasdemae.wordpress.com