terça-feira, 25 de maio de 2010

Travei

Duro de gravidez tranquila é que a gente acaba abusando. E mãe de segundo filho acaba tendo uma questão séria para administrar no quesito abuso: o colo do filho mais velho.
E tenho que admitir que andava abusando ultimamente ao carregar a Luísa mais do que deveria. Algumas situações eram meio inevitáveis, do tipo: saía de carro sozinha com ela e ela dormia. Quando chegava em casa, acabava pegando no colo e carregando da garagem até o apartamento, por exemplo. Mas outras situações eram realmente concessão aos apelos carentes da Luísa pedindo colo.
Só que quinta-feira passada eu travei. De repente comecei a andar com dificuldade, sentindo uma pressão mais forte no baixo ventre. À noite a coisa piorou e eu mal conseguia andar. Parecia que eu estava em trabalho de parto, tamanha era a pressão abaixo da barriga. Pela primeira vez, considerando as duas gestações, eu fiquei bastante preocupada. Nem fui ao curso que eu teria à noite. Eu sou naturalmente tranquila e não me desespero com nada. Mas naquele dia eu fiquei agoniada. Liguei para o meu médico e ele me passou uma medicação e me mandou fazer repouso. No dia seguinte, acordei bem melhor e assim fiquei até domingo à tarde. Aí travei de novo, só que com dor na lombar. Também com dificuldades para andar.
Em resumo, fui hoje ao consultório e o médico me disse que eu tive provavelmente uma distensão muscular, que pode ter sido causada por carregar a Luísa de mau jeito (especialmente nos movimentos de pegar no colo). Pode ter sido também em movimentos de me entortar para subi-la na minha cama ou mesmo ao me virar para sentá-la no meu colo. Ou seja, nada grave, grazadeus. Estou ótima de novo. Só que, agora, colinho só sentada. E, ainda assim, ali colocada com muito cuidado.

21 comentários:

Andrea Nunes disse...

Querida a gente abusa mesmo, tu pensa que eu peguei a Nati no colo esses dias, dormindo do meu quarto pro quarto dela, ela tem sete anos e 26 kilos! Eu sei que não podia, me deu culpa, mas ao mesmo tempo uma peninha de acordá-la... Tive umas dores na lombar horríveis pra sair da cama no outro dia pela manhã, marido teve que me ajudar e me deu um sermão quando contei.
Mas a gente sabe como é dificil privar nossos pequeninhos daquilo que eles estavam acostumados.

Procura repousar bastante por aí...

beijoca

Camila disse...

Roberta, se cuida, por favooor! Eu entendo super o seu lado, sou idêntica e fui igualzinha na segunda gestação, com o agravante que eram gêmeos... Mas, nada de abusos, hein?! Eu sei que é duro resistir aos encantos da Luísa, né?
Mas vai com calma e pensa na fofíssima aí dentro!!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.blogspot.com

Alê disse...

puxa.....
melhoras!!!!
e tomara que a Luisa entenda, ne?
: )
Beijos

Ser mãe é viver constantemente feliz! disse...

Oie, ainda não passei por isso, mas sei que quando tiver o meu segundo bebê não vou deixar o primeiro a ver navios, mas para a alegria deles e sua se cuida! Exageros nunca é bom....bjusss

Marina disse...

Rô, que susto, heim!
Que bom que vc está bem.
A parte ruim é limitar o colo da Luisa! Blér!

Marina disse...

Rô, que susto, heim!
Que bom que vc está bem.
A parte ruim é limitar o colo da Luisa! Blér!

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

NOssaaa..cuidado com as extravagancias,einh!!! se cuida... não sou daquelas que ficam quietas, pelo contrario..mas sou obrigada a admitir que nesses casos o repouso é a melhor indicação,rsrs..
bjs,se cuida!!!!!!!!!!!!!!!!!

Mari disse...

Rô, também tô regulando horrores os colos da Alice. Expliquei pra ela que o médico falou pra mamãe não carregar peso porque machucou as costas - não quis associar com a gravidez, pra evitar mais reações de ciúmes. Mas eu também estava sentindo dor na barriga e nas costas, e a coisa melhorou bem quando eu parei de carregá-la. Ela chiou no começo, mas entendeu e parou um pouco de pedir colo quando estou de pé.
(E eu que achava que esse papo de não carregar peso era mito e só se aplicava na primeira gravidez... ai ai.)
Boa sorte pra gente!
Beijo!

Tathyana disse...

Péssimo!!! Tenho evitado ao máximo dar colo para Alice, mas tem momentos que são inevitáveis. Sinto muitas dores no baixo ventre. Preciso parar de trabalhar logo. Bjsss e que bom que foi apenas um susto.

Renata disse...

Ro, eu abusei muuuuuuuuito com o André no colo e morria de dor nas costas. No final da gravidez, expliquei que colo só com a mamãe sentada. Mas, assim como a Mari, não quis associar com a gravidez, disse que ele era muito grandão e pesado e a mamãe, muito fraquinha. No começo ele reclamava, mas depois entendeu.
Se cuida! beijos

Mamma Mini disse...

Nossa que difícil...fico imaginando, quando a gente já tem um filho negar colinho é muito muito difícil, e é fato que a gente vira mãe e faz qualquer malabarice pra deixar o filho confortável onde quer que ele esteja e a gente se ferra toda... se cuida aí, fica mais quietinha e repousa um pouco, jajá a pessoinha chega e passa tudo...

Maria Luiza, minha vida!!! disse...

Engraçado que ontem emsmo eu estava refletindo sobre isso viu. Tenho eogo muuuito a Malu no colo tb ultimamente, parece que ela está mais carente e exigindo mais de mim, sei lá. E eu com um coração mole, não deixo de pegá-la...mas ultimamente tenho sentido umas pressões tb por baixo...Tenho que evitar tb.
Beijo grande

Lais Alves disse...

Menina, que susto hein ?
aain mais quem resiste dá colo quando eles pedem né? hehe

se cuide
beijos ;*

Carol Garcia disse...

ops!
outra vírgula para ser pensada pra produção do segundinho...
estou louca e comos hormonios gritando pra ter outro baby e é bem difícil pensar nesses poréns.
melhoras e te cuida!
bjocas
carol
viajandonamaternidade.blogspot.com

Patricia disse...

Ai que chatice, Rô! Mas a natureza é sabia, e dá um jeito de colocar um freio nessas mães mais serelepes. Se cuida e melhoras rápidas!

beijos

Sarah disse...

Puxa, Roberta, sabe que penso nisso para quando eu tiver meu segundo filho? Bento é bem chicletinho, gosta de interagir e brincar com a gente por perto e adora colo. E é beeem pesado!
Se cuida querida, e melhoras!
um beijo!

Paloma disse...

putz, isso deve ser difícil mesmo. eu já fico cansadona de carregar a Isa, sem estar grávida, imagina com um barrigão? Fora isso, tem a carência dela, que quer atenção. Situação bem delicada. bjo
Paloma e Isa

Nine disse...

Melhoras! Eu dou muito colo para a minha pequena...quando tiver o segundo, nem sei como vai ser, ou melhor, agora sei, né? rsrsrs Beijos!

Denise disse...

Eita, Roberta! Que susto, hein?!
Graças a Deus não foi nada demais.

Minha filha é um mês mais nova que a sua e há muito tempo eu não seguro ela no colo quando estou em pé. E justamente porque ela está pesando quase 17kg.
Agora, grávida, é que não seguro mesmo. Tudo bem que na semana passada ela caiu e eu tive que segurá-la. Mas é beeeeem raro isso acontecer.

Se cuida, querida.
Bjs

Lia disse...

Agora é fazer a Luísa entender, né?
Eu sou totalmente suscetível a esse tipo de coisa, daquelas que acha que grávida não poder carregar peso é frescura. Vou ter de ficar de olho na segunda gestação...

Patrícia Boudakian disse...

espero que esteja melhor. se cuida!!!