quarta-feira, 14 de abril de 2010

Será...

Será que ela vai ser parecida comigo ou com o pai? Ou com a Luísa?
Será que ela vai nascer de parto normal e tranqüilo ou não vou ter a mesma sorte duas vezes?
Será que ela vai dormir a noite toda desde cedo ou vai me dar trabalho como a Luísa?
Será que ela vai comer bem como a Luísa ou vai dar trabalho pra comer?
Será que ela vai gostar de frutas?
Será que ela vai ser sorridente ou mais fechada?
Será que ela vai ter cabelos lisos ou cacheados?
Será que ela vai ser calma como a Luísa ou vai ser serelepe e arteira como os meninos?
Será que ela vai ser magrinha ou gorduchinha?
Será que ela vai ser carinhosa e grudada nos pais ou vai ser mais na dela?
Será que ela vai ser mais grudada comigo ou com o pai?

É incrível pensar que a Rafaela será diferente da Luísa. Vai ser um desafio e tanto aprendermos a lidar com as diferenças sem fazer cobranças.
Será que eu vou conseguir ser uma boa mãe de duas meninas?
Meu Deus, é muita responsabilidade.
Que vontade de ver logo a carinha da Rafaela.

11 comentários:

Lia disse...

Nossa, Rô! Total flashback da minha gravidez.
Pelo menos você já passou daquela fase: "Será que é menino? Será que é menina?"

Nine disse...

Ai que legal né? Eu tb morro de vontade de ter outra menina. Estou pensando em engravidar ano que vem...vamos ver...

Imagino que vc será uma boa mãe de duas meninas sim! Creio que o importante é entender que elas serão pessoas diferentes, terão necessidades diferentes, desejos, enfim...e como dica (mas creio que vc já deve saber) nunca ficar comparando defeitos e qualidades...ame-as, eis tudo!

Renata disse...

Nossa, Ro. Tenho pensado tanto em tudo isso que vc escreveu! E espero ter sabedoria pra saber aceitar e lidar com todas essas diferenças!
beijos

Carol P disse...

Pois eh sempre penso como deve ser ter mais de um filho. Imagino que se aprenda a lidar com as diferencas naturalmente, mas deve ser dificl. bjs

piscardeolhos disse...

A coisa mais mágica disso tudo é a diferença, eu acho.
Você olhar pras duas e sentir que são tão diferentes, apesar de terem vindo da mesma fonte.
Diferentes personalidades...uma gosta de rosa, outra de amarelo, uma é mais séria, a outra sorri pra tudo.
Vai dar tudo certo.
Logo logo vai ter foto da Luisa segurando a Rafaela, tão diferentes e únicas e adoradas.
Ui, me deu melancolia, sorry.

Naomi disse...

Quando fiquei grávida da Nandica, a minha segunda filha, confesso que eu tinha a seguinte dúvida: "Será que vou amá-la assim como eu amo a Juju?!" e o tempo da gravidez passou: barriga crescendo, sentindo os movimentos dela na minha barriga... dia do parto a dúvida: "como será esse amor dividido em dois?!" e quando eu vi o rostinho da Nanda, exclamei: "Nossa, como parece com a Juju (não parecia nada! rs) e eu revivi todo a felicidade do meu primeiro parto.
Daí acontece uma coisa incrível, o nosso amor não se divide, ele se DUPLICA! É um amor 2x por pessoas totalmente diferentes (vc vai ver que elas não se pareceram em quase nada porque são seres humanos diferentes, são espíritos diferentes) e vc perceberá como é sobrehumano ser MÃE! rs É maravilhoso ter N filhos e amá-los da mesma forma. Um filho jamais tomará lugar do outro. NO seu caso, a Rafaela jamais será tão especial quanto a Luísa, a primeira filha, a primeira dúvida, a primeira felicidade plena... mas, ela será a RAFAELA, a segunda filha, a segunda dúvida, a segunda felicidade plena completa.
Beijos,
Veronica Ikedo

Marina disse...

Roberta, vc vai ser uma maravilhosa mãe de duas! Tenho mais que certeza pelo simples fato de ver seu amor e empenho em tornar a Luísa uma pessoa de bem e feliz.

Bom saber que essas dúvidas todas s=permanecem na segunda gestação! rssss

beijoca

Letícia Volponi disse...

Garota, você vai dar conta do recado. Pode ter certeza disso. Agora esses serás todos só o tempo vai responder e isso é o que torna a expectativa maravilhosa...

Nina Fiuza disse...

Eu não estou nem planejando em engravidar e às vezes me pego pensando sobre isso a respeito do meu próximo filho. =)

Ioly Lopes disse...

Nossa, fazemos mil conjeturas nesse período.
Mas o remédio possível é esperar p ver, e pedir a Deus que seja de qual jeito for, possamos agir da melhor forma com eles...
abç

Glauco disse...

Rô,
Em meio a tantas dúvidas, eu só tenho uma certeza: vc será uma excelente mãe de duas meninas!

PS: Gostei do comentário da Naomi

um beijão!