sexta-feira, 19 de março de 2010

E as roupas voltam a servir

Acontece uma coisa engraçada com crianças depois dos dois anos. Roupas que não estavam servindo antes, ou que estavam apertadas, voltam a servir de novo.
Em princípio, fiquei com aquela sensação de que minha filha tinha emagrecido demais. Mas, depois, fui me dar conta de dois movimentos que acontecem nessa época:
1) Simplesmente some aquela barriga de "Seu Boneco" que eles têm quando bebês (mais um sinal de que seu filho está crescendo...). O corpinho começa a ter novo formato, já com cara de corpinho de criança, e a barriga fica mais sequinha (ao contrário da barriga da mãe, que só aumenta).
2) Quando eles saem das fraldas, muitas calças e bermudinhas que antes ficavam apertadas no bumbum também voltam a servir, já que diminui o volume.
Não é uma beleza essa notícia, já que tudo o que a gente mais faz até então é separar roupas que não servem mais? Agora, quanto aos sapatos... sem esperança. Os pés crescem numa proporção assustadora.

16 comentários:

Marina disse...

puxa, nunca tinha pensado nisso!
Que notícia maravilhosaaaaaaaa! hahahaahhaha
Fico assustada com a quantidade de roupa que ela perde em questão de o quê? 48 horas?!

beijoca

Micheli disse...

Que bom saber disso! Oba!

Nádia disse...

Agora me toquei disso...vou guardar todas as roupinhas desse verão pro próximo então...bjus!

Fe disse...

Nossa Rô, esse seu post veio mesmo a calhar !É essa mesmo a sensação que dá....as roupas da Lu estão servindo e tem outras que até mesmo estão largas !! Vc. foi um consolo agora hein !! realmente, os pés, aff maria ! Não tem jeito mesmo....beijo

Carol disse...

bom saber disso, hein? já me preparo pro futuro!

(e na minha casa a gente chamava essa barriguinha de bebe de barriga de lombriguinha, hihihi)

beijos!

Paloma, a mãe disse...

Rô, ontem mesmo eu estava comentando isso com Bernardo: como as roupas dela estão durando! Ela ontem estava vestida com uma camisa que vestia com 1 ano. Fora os shorts tamanho G ou GG (de bebê) que cabem perfeitamente. Isso mesmo: porque não tem mais barriga nenhuma, os braços e coxas estão mais finos e não tem mais aquele fraldão no bumbum.
Fico toda felizona quando coloco uma roupa de 2 anos atrás e ela serve!
Já a gente... só perdendo roupa!!
Beijos barrigudos

Priscila disse...

É verdade! O Gui ganhou uam roupa com 2 anos e estava bem justinha. Achei que ia usar pouco. Hoje, com quase 4, ainda tá usando a roupinha.
Bjs.

Carol P disse...

Que noticia maravilhosa! Obrigada pela dica.

Luíza disse...

menina nem tinha me tocado q vc tava com um segundo baby a caminho!

agora q eu fui ver seu comentário lá na paloma q eu percebi. ahahahhaha!

parabéns!
beijinhos
:)***

Maíra disse...

Que bom! Porque por enquanto minha filha só está na fase de perder roupa...
Aliás, queria perguntar uma coisa: quais marcas de sapato infantis bacanas existem? Porque eu cansei de sapatinhos com mil borboletas e que não combinam com a minha filha! Help!!!

Renata disse...

Ai os sapatos...que tristeza! Tantos sapatos novinhos, tênis de menino que a Nana nem vai poder aproveitar!
Mas adorei a notícia das roupas, nunca tinha pensado nisso!
beijos

disse...

EU JÁ TINHA REPARADO ISSO NA MARIA ISIS, MAS NÃO COM ESSA RIQUEZA DE DETALHES QUE VC INFORMA RSRS.

TO AMANDO TEM UMAS SAIAS JEANS DE BB Q ESTA PERFEITAS AGORA, FORA OS SHORTS. CAMISETAS E VESTIDOS QUE COMPLICAM PQ FICAM CURTOS DEMAIS...


BEIJOS

Chris Ferreira disse...

É isso mesmo, as roupas voltam a caber. Algumas calças compridas ficam curtas e aí viram calças capri, mas na cintura e no boumbum as vezes ficam até um pouco arguinhas.

Ronise Vilela disse...

Tem fundamento. E mais, calças curtas viram bermudas, vestidos viram batas, mas os calçados, numeração diferente a cada 3 meses.

Bjs,

Ronise & Alice

Lia disse...

Adorei a dica, porque eu sou daquelas que já vão tirando do armário o que não serve e guardando numa caixa lá no fundo do maleiro. Pra você ter uma ideia, no meu closet só tem roupas que permitem amamentar. Guardei todo o resto.

Letícia Volponi disse...

To na mesma com a Laura. Comentei com uma amiga que ela estava usando uma calça jeans GG (de bebê) como se fosse uma calça capri e ela não acreditou.