sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Constatação

Primeira viagem sem a Luísa: uma semana antecipada de sofrimento.
Segunda viagem sem a Luísa: uns dois dias antecipados de sofrimento.
Terceira viagem sem a Luísa: nenhum sofrimento antecipado.
Devo sentir alguma culpa? Sou uma péssima mãe por isso?

19 comentários:

Tathyana disse...

Que nada. Vc só aprendeu que essas separações momentâneas são super necessárias. Pras duas. Divirta-se, bjssss.

Avassaladora disse...

Claro que não! É assim mesmo!!!! A gente aprende que ficar longe também é necessário para eles crescerem.

Cynthia Santos disse...

ahahahaha
Não pude deixar de rir...eheheheeh
O aprendizado é uma via de mão dupla, amiga!
(Se bem que no caso de nós mães, acho que demoramos mais que o rebento a crescer...eheheh)
Fica tranquila, super normal!
Beijo grande!

disse...

Vc é excelente mãe, pq só elas são capazes de se desprender de sentimentos que podem lá na frente fazer mal aos nosso filhotes.
Parabéns viu!

Sabrina, mãe de Lina disse...

Oi, Roberta
estou passando pela primeira viagem e morrendo de dor no coração. bom saber queeh normal e que as próximas serão mais traquilas. boa viagem!

Paloma disse...

hhehheeh...não, flor, você é uma mãe normal, que já percebeu que a Lu tem a vida dela e, você, a sua. E que as viagens vão acontecer, a distância pode até ser ruim, mas a volta é deliciosa. sem culpas (olha quem fala, eu, um poço delas...hehehehe...). bjo
Paloma e Isa

piscardeolhos disse...

Será que da quinta vez em diante a gente solta rojão, Ro???
Nada, mulher, relaxa! E boa viagem, viu?
beijo grande!

Glau disse...

hahaha, só vc, Rô!!!
Vc SABE muito bem q é uma mãe com M maiúsculo duas vezes, é uma Mãe Maravilhosa!!
A Lu sabe q vc a ama demais.
Aproveitem muuuuuuuuuito!!
Saudds
bjosssss

Gupo de Mulheres Sentinela disse...

Ola td bem
Estamos montando um blog para passar informaçoes interessantes direcionado as mulheres .
gostaria de sua força para estarmos melhorando a cada dia
estou te seguindo
bjs
obrigada

Lia disse...

Comentário da minha mãe (mãe de 4), quando eu disse que havia visitado uma creche: "Minha filha, você vai ver. No primeiro dia que você for deixá-la na creche você vai ficar arrasada. Depois do terceiro filho você nem vai mais ligar, vai até achar bom!"
Enfim, Rô, tudo perfeitamente normal ;)

Carol disse...

Naaaaaao!
vc é excelente mae!!

beijos

Alê disse...

CLARO QUE NÃO!!! PELO CONTRÁRIO....SINAL DE QUE VC ALÉM DE SER UMA ÓTIMA MÃE, ESTÁ SEGURA DISSO.APROVEITE!!!!
BEIJOS

Kelly disse...

Sorte a sua que já conseguiu se livrar desse sentimento de posse, é tudo que eu mais quero, To morrendo de medo de precisar deixar a Sofhia, tenho que vencer esse medo..parabéns - beijos

Adriana Stock disse...

Bom, a minha primeira viagem (e a primeira separação!) será em maio. Por enquanto, não tô nem pensando nisso pra não ficar estressada...

Fê Franken e Adri Machado disse...

Eu sofro sempre que viajo sem meu filho, a primeira vez quase morri, a segunda fui com meu marido foi mais sussas, mas chorava de ver no skype, na terceira nem quis ver no skype pra não chorar, vou agora pela quarta vez e minha tática será ficar menos dias porque pra mim começa a pegar mesmo depois de 1 semana longe dele... acho que vc está certíssima, quero ficar igual a vc na quinta viagem...rs
bjs Fernanda

Letícia Volponi disse...

Ro, está certíssima e isso faz um bem danado para a família toda. aproveitou a viagem?

Claudia disse...

Vamos fazer uma troca!
Vc me anima para eu não ficar sofrendo na primeira grande viagem sem a Júlia e eu te animo dizendo que eu acho que filhos que não dormem direito tem solução!
Roberta do céu, seguinte: depois de 3 longos anos acordando no mínimo 2 vezes por noite, exatamente no mesmo esquema da Luísa (não dorme sozinha, blablabla), cansei. Resolvi seguir o livro Nana Nenê (que na verdade é pra crianças até 5 anos). Comprei uma grade pra colocar na porta do quarto dela (porque sem berço o problema é exatamente a falta de barreiras), e iniciei o treinamento. Em uma semana, ela passou a dormir a noite inteira, ou acordar só uma vez pra pedir para fazer xixi. Uma vitória!! Mas estamos firmes: tem que dormir às 9 da noite, não interessa que dia seja - acho que fomos meio relapsos com esse negócio de rotina pra dormir e tirá-la do berço muito cedo também foi um problema.
Se precisar de mais alguma idéia (princípios básicos do livro), me avisa: claudiabosa@hotmail.com
bjos

Carol P disse...

Bom saber que o sofrimento passa....Bjs

Giovana Gomes disse...

Com certeza não é uma pessima mae, sou da mesma opiniao que voce, acho que devemos ter um momento para nos revigorar, voltar com pique total. No meu caso tenho um agravante, meu marido nao aceita viajar sem o Pedro, tanto é que ele tem 1 ano e 6 meses e nunca viajamos sem o nosso pequeno, mas acho fundamental para o casamento.

Bjs e sem culpa ta?!?!?