terça-feira, 6 de outubro de 2009

Menino brincando de boneca

Minha amigona Cris me mandou essa matéria bem interessante da Revista Crescer, que fala sobre a velha história dos brinquedos de menino e brinquedos de menina.
O texto traz uma quebra de paradigma em relação a essa questão cultural e machista que existe no Brasil em relação ao comportamento infantil. Afinal, com os novos papéis que mães e pais têm assumido na sociedade, não faz mais sentido rotular coisas como sendo "de homem" ou "de mulher", certo? Existem hoje muitos pais que assumiram numa boa a gestão das tarefas domésticas e a criação dos filhos enquanto as mães trabalham fora.
Os especialistas mostram que essas mudanças também chegaram às brincadeiras, e que as experiências e diversidade na forma de brincar são importantes para a formação - e não influenciam na sexualidade da criança. Um exemplo dado pela psicóloga entrevistada: durante uma viagem, ela percebeu que um grupo de crianças, formado por meninos e meninas com aproximadamente 8 anos, brincava com soldados e barbies. Em um momento, trocaram entre si os bonecos. Os meninos continuaram brincando de luta com as barbies e as meninas continuaram brincando de historinhas.
"Quando você estimula seu filho a brincar com vários tipos de brinquedos, dá a ele a chance de desenvolver habilidades que vão ser importantes para o futuro dele, incluindo até a escolha da carreira. Se uma menina se diverte com blocos, ela tem mais chance de conseguir um desempenho melhor se pensar em ser engenheira; se tiver carrinhos, vai desenvolver mais a motricidade e o pensamento espacial e pode ser uma melhor motorista, por exemplo. O menino que brinca com bonecas pode ter mais facilidade para se relacionar com outras pessoas e entender melhor as mulheres – e essa não é a maior queixa feminina?"
Nunca vi pais comprando uma boneca para um filho homem ou um caminhão para a filha (se bem que eu mesma dei pra Luísa outro dia o carrinho que tinha comprado para o meu sobrinho e ela adora). Mas, quando vou a lugares públicos, como brinquedotecas, vejo como os meninos adoram brincar de fazer comidinha na cozinha ou colocar as bonecas para dormir. Ali eles acabam expondo um comportamento que é totalmente freado dentro de casa. Não sou educadora ou psicóloga para falar profundamente sobre o tema, mas acho esse assunto bem interessante.

12 comentários:

Daniella PSF disse...

Já tinha pensado sobre esse assunto, acho que vale a pena se informar mesmo... lembro-me que vi o meu primo de 2 anos brincando com a bolsa da mãe, e meu tio bateu nele por isso... avhei Horrível, afinal aquilo não era indicação alguma de homoxessualismo, ele só estava imitando o que via....

Daniella PSF disse...

campanha: FOllOW-ME: se você lê o meu blog e gosta, e ainda não o segue, que tal começar?

Paloma, a mãe disse...

Apóio completamente. Cecília tem muitos carrinhos (grandes e pequenos, caçambas e trens). Ganhou o primeiro da avó, o que eu achei supermoderno, depois de mim e do pai. Ela AMA, é o tipo de brinquedo de que mais gosta. Depois animais e depois bonecas.

Cynthia Santos disse...

Também concordo, tem que conhecer de tudo e ter o direito de curtir... nunca vi meninos brincando assim, estou achando o máximo! ehehehehe
Roberta, tem mimo pra você lá em casa: http://casapoderosos.net/eueeu/index.php/2009/10/06/selinho/
Beijos!

Dani disse...

Rô, esses dias, lá na casa da minha mãe, tinha um monte de crianças brincando de Barbie e Ken. As meninas eram as Barbies e os meninos os Kens. Achei muito engraçado, porque um dos meninos não relava nem a mão na Barbie, mas ficava lá com seu Ken, todo macho! No fundo, estavam todos brincando de boneca! Acho super bobeira isso também. Mas acho que é mais fácil para a gente que tem menina. Para as mães de menino, há toda uma cobrança pelo azul, pelo carrinho e pelo judô. Aliás, bem que elas podiam se manifestar sobre isso, né!?
Beijo!
Dani

Glau disse...

Rô, é bem verdade o que vc disse, criança gosta de brincar de muitas coisas, independentemente se são pra meninas ou meninos. Mas eu acho q isso vai mudando com a idade, qd eles vão crescendo, vão ficando com "aversão" do sexo oposto, fase pela qual estou passando (Arthur faz 9 anos segunda, dia 12). Qd ele tinha um ano eu me lembro q ele adorava as bonecas da minha sobrinha, ele falava q era o nenê. Depois com dois anos ele amavaaaa aspirador de pó e eu dei um de brinquedo pra ele, ele ficou maravilhado!!haha é claro q sempre continou brincando com os carros, dinossauros, trens..ah, ele amava vassoura de brinquedo tb!!
bons tempos, agora não quer saber de arrumar nada!!kkk
bjosssssss

Letícia Volponi disse...

Rô, eu li essa matéria na Crescer também e acho que é bem por aí. quando pequena tive toda a liberdade para brincar com coisas de menino e adorava. Fiz a Barbie trocar o Ken pelo baixinho do Comandos em Ação, muitas vezes abrir mão do bambolê por uma pelada na pracinha e meu irmão também. Hoje fico me desafiando para proporcionar a mesma liberdade de escolhas à Laura. Acho que quando há um irmão de outro sexo essa troca é mais natural

ana disse...

Sabe que eu tenho um casal de amigos que tem um filho de 3 aninhos (meu afilhado, inclusive) que tem uma boneca! Quando eu soube achei o maior barato. E o menino adora a boneca, diz que e a filha dele. Ele gosta mesmo e de carro, carrinho, caminhao, carro de verdade, mas vira e mexe poe a boneca na cacamba do trator e inventa uma historinha. Acho lindo

simone closs disse...

Tenho dois meninos de 5 anos e sempre gostaram de bonecas eu até comprei duas barbies pra eles.

Matheus disse...

Não Vou mentir, eu tive tudo que era brinquedo quando eu era moleque, Carrinhos, Motinhos, Caminhões, Bonecos de Ação, Soldadinhos, Forte Apache, Dinossauros, Bichos de Pelúcia, e mais um monte de coisas diferentes ... Mas Boneca, não! Porem eu tenho um amigo que cresceu junto comigo, e ele quando era mais novo brincava de Lutinha com as barbies da prima dele, kkkkkk.
E Era divertido porque ele tinha imaginação pra isso, e o engraçado é que as meninas da rua começaram a brincar de bonecas, igual, ele, fazendo luta entre as barbies, HUAHUAHUAHUA
Aqui as Barbies das meninas andavam todas "armadas" KKKKKKKKKK, Criança é foda mesmo! rs
Agora eu tenho um priminho de 2 anos, que brinca com Carrinhos, Motinhos, Bonecos, de Super Herois, e muito mas, mas de vez enquando ele brinca com as bonecas, da irmã dele. Tipo ele num vê, diferença entre uma Barbie ou um Mex Steel, pra ele é tudo a mesma coisa. Num existe um jeito certo de brincar, hehê. Eu antes de ter meus bonequinhos de super herois e comandos em ação, brincava com meus bichos de pelucia =P Fazendo eles lutando, ou atirando um nos outros, KAKAKAKAKAKA. Tinha uma menina filha de uma amiga da minha mãe, que descutia, comigo, dizendo que num se brincava daquele jeito com os bichinhos de pelúcia, mas eu nem ligava, pra mim eles eram todos "Super Herois". Ai conforme fui crescendo fui ganhando outros bonecos.

Anônimo disse...

Eu também acharia mto "legal" se não fosse o meu filho quem gostasse tanto de boneca. Se fosse só brincar de boneca, ainda dava pra passar. Mas ele gosta de tudo o que pertence ao universo feminino. Inclusive na escola só tem amizade com meninas. Diz que os meninos são chatos. Não bato, não proíbo, mas faço de tudo pra que ele se interesse também por coisas de menino. Afinal, ele é um menino e um dia pode cobrar isso de mim. Ele tem 5 anos.

Anônimo disse...

Eu tbm concordo com esta materia. Eu tenho 13 anos e quando era menor eu sempre fui fascinado pelas bonecas das minhas primas, na verdade só gostava delas por um motivo,gostava de pentear o cabelo delas. Eu acho ue por que meu tio era cabelereiro.
Mais hoje em dia não ligo mais para isso, quer dizer, gosto muito que minhas primas brinquem de boneca, acho que por eu não ter sido liberado a isso.
Na escola eu tbm ando mais com meninas, mais tbm tenho amigos meninos. Um deles é alto não curti tanto brincadeiras tipicas de adolescentes sabem, o outro é um headbanger.
Já os outros são aqueles retardados de sempre ue tiram onda de tudo e não se olham no espelho para ver seus defeitos sabe, por isso não ando com eles.
Então, nem por isso eu sou gay, não estou namorando num momento, mais beijar é uma coisa que não sai do meu dia-a-dia (em garotas claro).
Então, não se preocupem com seus filhos brincarem de bonecas.
Eu acho que o que faz alguns garotos serem gays é, eles quererem brincar de boneca e os pais não deixarem por ser de menina, ai eles vão querer ser menina pra brincar de boneca. Se vc deixar eles brincar sem problema algum, eles não vão ter problemas de sexualidade.