terça-feira, 22 de setembro de 2009

Compre batom, compre batom...

Começo dizendo que eu tenho verdadeiro horror a esse envolvimento precoce de meninas com a ditadura da estética e da beleza. Fico assustada quando vejo crianças com luzes no cabelo ou quando leio aqueles depoimentos em revistas de pré-adolescentes que fazem escova progressiva e vão ao cabeleireiro e à manicure toda semana. Outro dia ouvi uma conversa entre duas meninas de uns 8 ou 9 anos, em uma loja infantil, em que uma delas (magrinha) dizia que estava gorda. É chocante, isso.
Ao mesmo tempo, sei que existem algumas coisas no comportamento, especialmente de meninas, que são inevitáveis, como a vontade de imitar a mãe usando batom e esmalte.
Faz muito tempo que a Luísa fica rodeando meus batons. Se eu dou bobeira, ela vai lá, taca o dedão e passa na boca. Ou então abre o batom todo e faz aquele estrago. E eu sempre resisti em comprar um batonzinho pra ela até porque o Luiz não queria de jeito nenhum.
Mas semana passada teve um dia em que eu fiquei com pena. As duas amiguinhas dela aqui do prédio têm daqueles batons de brilhinho com gosto de fruta. E a Luísa chegou aqui em casa chorando muito porque uma das amigas não quis emprestar o batom pra ela. Ela chorava copiosamente, pedindo o "atom di uva".
Eu ia até fazer uma enquete aqui no blog pra saber se isso é normal nessa idade ou se eu estimularia uma vaidade exacerbada precocemente. Mas fiquei com tanta pena da Luísa que resolvi comprar um batom pra ela. Na verdade, comprei um hidratante labial da Nívea com gosto de morango. Me convenci que isso é uma brincadeira de menina e que eu iria comprar pra ela, sim. Pronto.
O resultado disso, evidentemente, é que ela fica com o batom na mão ou na bolsinha o dia inteiro, da hora que acorda até a hora de dormir. Esfrega todo no queixo, fica uma melequeira só. É muito engraçado. Já destruiu quase todo o bastão. Mas também sei que logo ela se apega a outra coisa e passa essa mania da vez.
Confesso que ainda fico um pouco com a consciência pesada, pensando se não fiz isso cedo demais. Vou agora me esforçar para estabelecer os limites dentro do aceitável, tentando separar a brincadeira de criança da antecipação da adolescência.

15 comentários:

Cissa disse...

Me divertia muuuito com aqueles estojos de maquiagem para crianças. Bem, mesmo assim, não diria que sou ou fui vaidosa demais. Aliás, nem agora que deveria, já que tô quase balzaca. Só ainda não entendo crianças da idade da Luísa usando salto alto. Isso me perturba um pouco.

Adriana Stock disse...

Rô não se preocupa com isso! Acho que é uma brincadeira natural, saudável.

Mari disse...

a alice tem fixação por batom. deixei um gloss de brilhinhos com ela e ela pirou, ficava passando toda hora e se olhando no espelho. não me parece muito preocupante não, acho que é um primeiro estágio dessa vaidade de menininhas, coisa normal. mais do que isso me incomodaria sim.
(fora que o batom rende fotos ótimas!)
bjs

disse...

Fica não Roberta, é normal, elas vêem a gente usando e querem tb, mas é só por associação pra ficarem igual à mamãe. Maria sempre pede: Mamãe, atom...

Paloma, a mãe disse...

Eu também detesto essa precocidade a que as meninas são submetidas. Tenho pavor!
Mas, neste caso, acho que é a velha vontade de imitar a mãe mesmo. Aqui em casa eu quase não uso batom, mas a Ciça também gosta. Comprei um batom com manteiga de cacau, para hidratar os lábios e ela adora.
Percebi que ela não estava preocupada com a cor (este não tem nenhuma), mas com o objeto em si, que elaa pudesse imitar o gesto de passar nos lábios. Ufa!

Alê disse...

Fica tranquila.....É muito natural um batom nessa idade!
Faz parte da brincadeira....
;)
Beijo

Coisas de Miguel disse...

tb acho que vc não deve se preocupar....é da natureza da mulher ser feminina desde pequena....e qual é o mal dessa menina linda querer um batom né...encana não....Miguel tb é doidinho por batom...mas é aquele de chocolate hehehehe....
beijão minha linda.

Isa disse...

Vai com tudo, Ro!!! A valentina tb adora. Pior é q ela passa no bigode, mas beleza, tá valendo. Brincadeira de meninas!!!

Maria Luiza, minha vida!!! disse...

Acho que isso é super normal nos dias de hoje e inevitável! A Malu ganhou uma penteadeira daquelas da Hello Kitty e toda vez que passa em frente se olha no espelhinho e fica passando os batonzinhos de mentirinha que vieram junto! Sem contar as vezes que ela vê eu me maquiando e fica desesperada querendo que eu passe tb nela. Enfim...coisas de menininhas rsrs
Beijuuuus

Lu Terceiro disse...

Oi Rô, beleza? Eu também tenho horror a essa "sexualização" das crianças, mas eu acho que cada caso é um caso :D Eu não vejo nenhum problema nessas vontades infantis, eu acho que tem caráter de brincadeira mesmo. Acho até gostoso essas brincadeiras, é brincar de ser mocinha :)

Paloma disse...

Rô, é super normal. Aliás, eu acho engraçado porque eu sou 'zero vaidade'. Acho que tenho só um batom e nenhuma maquiagem. Mesmo assim, a Isa ama, pede, quer o meu emprestado. Fico pensando: "Deus, terei uma filha perua?"...heheeheh...mas acho que é um pouco imitação, um pouco do gênero feminino. Desde que você trate com naturalidade, não vejo problemas. bjo
Paloma e Isa

Fabi disse...

Rô,

Entendo perfeitamente seu receio.
Eu também acho um pecado menininhas perdendo a infância e se transformando em mini mulheres.
Nosso desafio é não radicalizar e perceber o que é brincadeira de menina o que é pulo de etapas.
Confie na sua sensibilidade para estabelecer estes limites. Delícia acompanhar seu blog e assim vou aprendendo com vc e sua Luísa as etapas que um dia chegarão. Bjo nas duas!

Fe disse...

Minha Luísa também adora batons, e blush, e sombras....também gosta de usar cremes no pé, e acredite, dorme com o pai dela fazendo massagens nos pés dela.....absurda né ?? hahahahaa..beijo

Letícia Volponi disse...

Roberta, eu não esquentaria a cabeça com isso por enquanto. É natural elas nos imitarem, acho que pior do que a vaidade é a sexualização das crianças

Roberta disse...

Gente, valeu pelo apoio total e irrestrito! Me sinto menos culpada agora!