segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Mais da série instinto maternal

Luísa ganhou um berço de bonecas de aniversário. Na verdade, ela ganhou um presente repetido e eu troquei por esse berço, que é uma graça. Eis que dia desses eu escuto um conversê na sala e fui espiar. A Luísa estava sentada no banquinho dela, ao lado do bercinho, conversando com a Nina, a boneca, que estava ali "dormindo". Enquanto balançava o berço, ela repetia toda a sequência que eu falava pra ela antes de dormir (ainda nos tempos que ela berrava pra dormir sozinha)
- Não chóia, não chóia (não chora, não chora)
- Qué mamá?
- Pode naná agóia. (pode nanar agora)
- Mamãe qui péto (mamãe está aqui perto)
- Boa noite
- Bêzu (smac, e deu um beijinho na boneca)
Quase morri.

15 comentários:

Cynthia Santos disse...

Aaaai, que delícia!!!
Somos todas iguais, né?
Eu repito as mesmas frases pro Arthur, principalmente a parte de estar por perto, que ele não precisa ter medo, beijo os olhinhos deles até que ele não resiste mais e dorme...

Val disse...

Ai, que fofa! Fico imaginando a voz dela falando isso. Meu pequeno também tem a mania de repetir o que falo com ele. Que bom que temos o blog para imortalizar esses momentos. Bjos.

Thaís Rosa disse...

pra você ver como eles estão ligados em tudo que fazemos, aprendendo com tudo!!! é muito louco como, mesmo sem que a gente direcione, meninas têm um tipo de brincadeira e meninos outro...
beijo

Neural disse...

A lucia joga as bonecas pra fora do berço mas eu juro que nunca fiz isso com ela! hahahaha

Paloma, a mãe disse...

Ahaha, na linha da Neural acima, eu diria que a Ciça joga a boneca no chão, mas eu nunca fiz isso com ela!

Mas ela me imita até comigo mesma. Quando eu me bato em algum lugar e solto um gritinho de dor, ela logo fala: "Vai passar, mamãe, não pecisa cholar. Eu tô aqui". Eu tô aqui é o melhor!

Roberta disse...

A gente passa a se enxergar através dos filhos, né? Agora, quando eu chamo a Luísa, ela responde: "oi".
Idem quando ela atende ao telefone de mentirinha.
Umas monstrinhas, essas crianças...

Alê disse...

ai, que fofa!!!!!!
elas absorvem tudo q escutam....hehehe
: )

Marina disse...

Ai, meu Deus! Tb vou "quase morrer" se vir minha filha falando isso!
É muito fofo e muito lindo!
BJS

Clau disse...

Olá Roberta lindo Blog!

Cheguei até aqui graças ao google, procurando dicas sobre gravidez!

Vou te add!

Abraço
Clau

Glau disse...

hahaha, q fofa!! Que responsabilidade q é ser mãe, né, Rô? A gente nem imagina o q eles estão observando..hehe
bjãoooooooooooooo nas duas!!

Luíza Diener disse...

ooooo gente!
essa idade é ótima pq os filhos acabam por dramatizar os pais e eles acabam por descobrir um pouco de si próprios.

linda demais sua luísa!

piscardeolhos disse...

Ai, meu Deus, que fofa. Como é que se vê um negócio desse sem morder essas bochechas?!
Dá até pra esquecer o perrengue das épocas em que vc é que estava dizendo "mamãe qui péto"...
Beijoca!

Glauco disse...

Que belezinha, Rô...

Lilian disse...

É demais né? Minhas duas tão mais grandinhas que a sua mas elas imitam muuuuuuuito ainda, e agente vê que é dum jeito natural, não é forçado... imagina o qto agente não tem das nossas mães, né?

Letícia Volponi disse...

Na linha do Neural e da Paloma, quando digo à Laura para fazer a boneca dormir, ela segura a pobre pelos pés e soca a cabeça da boneca no chão. Meu marido outro dia pediu para não fazermos isso em publico ou podem chamar a assistência social...