sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Boa notícia para mães de meninas

A Adri Nunes publicou uma nota bem interessante no blog dela sobre a liberação da Anvisa para que orelhas possam ser furadas novamente nas farmácias e drogarias. Esse vinha sendo um problema das mães que têm meninas (e meninos também, vai saber) e queriam furar a orelha, porque desde 2003 o procedimento não podia ser feito nas farmácias e também já não era mais realizado na maioria das maternidades.
No caso da Luísa, uma enfermeira da maternidade se ofereceu para fazer o furo e foi até a minha casa. Eu fiz isso uma semana depois que a Lulu nasceu. Foi bem simples e o chorinho foi bem rápido. A enfermeira teve o cuidado de olhar os pontos da acupuntura pra definir direitinho onde furar, adorei. Nem sei se ela sentiu dor, afinal nessa fase os choros são todos iguais pra fome, cansaço, sono e dor, né? Achei que seria menos traumático fazer nessa época do que se esperasse a Luísa ficar um pouco maior. E não me arrependo.
Hoje o drama é para trocar de brinco. A Luísa ganhou vários brinquinhos desde que nasceu, mas alguns eu só uso em ocasiões especiais porque eles às vezes enroscam na roupa e eu morro de medo de machucar. Mas ela não deixa nem encostar na orelha, é um drama. No aniversário dela eu consegui trocar enquanto ela estava dormindo. Se bem que depois, pra destrocar, já que aquele brinco não era dos mais confortáveis para o dia-a-dia, foi um pouco mais fácil. Deixei ela escolher o brinco que queria e aí a vaidade falou mais alto. Me deixou colocar o brinco (com alguns resmungos, claro) e depois ficou toda exibida se olhando no espelho falando "binco, binco da nenê". Êita leonina autêntica, essa minha filha...

15 comentários:

Coisas de Miguel disse...

Ai Jisuis....quantas novidades....primeiro - espaço para brinquedos realmente ta ficando dificil viu...mas esse ano vou dar um jeito nisso...rsrsrs...segundo - parabens para essa fofa que esta definitivamente largando as fraldas, muita paciencia e sucesso....e terceiro - ai que gostosura enfeita-la com brincos....fico imaginando o rostinho dela no espelho...rsrsrs
um super beijo e um ótimo fianl de semana

Letícia Volponi disse...

Nossa, aqui tb é um parto rocar de brinco, só dormindo (rs)

disse...

Olha Roberta, minha prima qe é enfermeira e acompanhou o meu parto que furou a orelha de Maria Ísis. Fizemos isso com 8 dias de nascida. Foi um chororô coletivo porque sabe como é familia né, ficamos com peninha. Hoje a Maria tem varios brincos mas usa as argolas porque os de tarracha normal ela arrnaca todos e ai é um suplicio ficar procurando pela casa. Ela deixar trocar os brincos na boa, mas eu tb faço valer a peruiçe dela, digo que vai ficar linda e ela deixa rsrs

Claudia disse...

Ué, mas aqui em Curitiba as enfermeiras continuam furando no hospital, que estranho! As orelhas da Júlia, eu furei na maternidade, com a enfermeira (que cobrou, mas enfim...). E isso foi em 2006...
Ela já saiu de brincos!! : - )

Marina disse...

AI, Roberta, bom mesmo saber!
Eu tava falando sobre isso esses dias com meu marido!
Bjs

Roberta disse...

Oi, Claudia, pode ser que, em relação aos hospitais, a decisão não tenha sido da Anvisa, mas sim dos próprios hospitais... aqui em SP, pelo menos onde a Luísa nasceu, na maternidade São Luiz, eles não faziam mais o procedimento já há algum tempo.

Renata disse...

Ela é toda vaidosinha, que fofa. Acho um barato essa manifestação de personalidade tão novinha!!!
beijos

Si Collet disse...

quando eu nasci minha mae furou minha orelha na maternidade mesmo.. a Bia nasceu e eu fui pra casa d campo na Serra do Cipó, não tinha enfermeira. Mas a farmácia daqui é d um grande amigo e ele furou a orelha da Bia.. foi tranquilo dmais. ela chorou.. mais pelo susto q pela dor.. Q bom q agora pode furar nas farmácias normalmente!!

Alê disse...

Que bom saber!!!
Tb contamos com a ajuda de um enfermeiro logo nos 1os dias.
Menina, tô vendo que esse lance de trocar de brinco é problema em muitos lugares....Pensei q fosse a única mãe que não desfila com a filha por aí exibindo as dezenas de brincos que ganha das vovós, titias e etc....
rs
beijos

Olhos e pensamentos disse...

Que bom, minha filha ta com a orelha fechada pq ninguem quer furar..ela tem 8 anos, vou leva la..Blog atualizado, te vejo lá!!!
bjs
http://olhosepensamentos.blogspot.com/

Dany disse...

Pois é Roberta,
isso aqui em Salvador é um problema mesmo...
Na maioria das maternidades não se fura.
A de Lulu quem furou foi a mesma enfermeira que veio fazer o teste do pezinho aqui em casa, de um laboratório de uma amiga minha!
Beijos Bochechudos

Adri Nunes disse...

Oi Roberta, que bom que gostou do post. Assim vamos nos ajudando... rsrs
A minha filha Gigi me deixa trocar na boa de brinquinho, mas ela já está grandinha (em novembro faz 3 anos). O problema é que quase todo mês tenho que comprar brincos novos pq ela perde todos...
Um beijão pra vc!!

Renata disse...

Acabei de pensar uma coisa e voltei pra comentar de novo: é um universo tão diferente que eu nunca imaginei que colocar brincos pudesse ser trabalhoso...rsrsrs!
beijos

Lia disse...

Que complicação... ainda bem que meu marido e eu resolvemos não furar. Depois ela (se é que é ela) escolhe. Quando eu furei as minhas, tinha uns 7 anos.

Christianne disse...

Muito útil, esse post. Principalmente para mim, que sou mãe de menino, prestes a ser mãe de menina também...