segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Ada, aada, coisa de mãe descontrolada

Essa história de ver outras crianças sacaneando filho da gente é brava mesmo, né. Ontem estávamos na brinquedoteca do clube e a Luísa estava sozinha na casinha de bonecas brincando. Ela estava bem de frente para um bercinho cuidando de uma "bebezinha". Dava mamadeira, colocava no colo e depois punha pra dormir de novo. Eis que entram na casinha duas meninas pirulonas, de uns 6 ou 7 anos cada, que nem tinham altura mais pra subir naquela casinha. Uma delas foi ali, pegou a bonequinha que a Luísa estava brincando e foi embora.
Gente... meu sangue italiano subiu e eu só me segurei porque a Luísa não reagiu e começou a brincar com outra coisa. Eu, que estava do lado de fora olhando, fiquei resmungando alto: "Vai, filha, pega aquela outra boneca, que é muito mais bonita que aquela que a menina pegou de você..." Essa raiva é típica de mãe, né. Dificilmente pais encanam com essas coisas. Se fosse uma criança da idade da Luísa seria diferente, mas as meninas tinham três vezes a idade e o tamanho dela.
Daí me lembrei da história de uma amiga. Ia ter festa a fantasia na escolinha da filha dela. A menina tinha uns 4 ou 5 anos, acho. Ela foi na rua 25 de Março (para quem não conhece, é uma rua de comércio popular da cidade), comprou vários apetrechos e arrumou a filha toda caprichada pra festa, vestida de princesa. Ela mesma maquiou a menina e fez um penteado no cabelo e, segundo ela, ficou lindo! Quando chegaram na frente da escola, no maior orgulho, elas dão de cara com uma coleguinha da filha: com um mega master vestido, cabelo arrumado no cabeleireiro, impecável, maravilhosa. A "fofa" chega pra filha da minha amiga e com aquele ar blasé fala: "noooossa, você está fantasiada de que?" A filha da minha amiga ficou toda triste e ela (a mãe), que é daquelas chegadas num barraco, tomou as dores e começou a falar um monte pra garotinha: "Ela está vestida de PRINCESA e está muito mais linda que você, sua mal educada, e blablabla..." Sempre dei risada com essa história, porque eu achava que era coisa de mãe descontrolada.
Mas hoje fico pensando: acho que se acontecesse a mesma coisa com a Luísa, eu faria igualzinho. Ada, aada, tô ficando descontrolada!!!

13 comentários:

Cissa disse...

Meu pai conta histórias da minha avó brigando com a mãe de outro menino que bateu no meu pai. Eles se desentenderam por alguma bobagem, e logo fizeram as pazes, mas as duas viraram inimigas mortais. Saiu tapas e puxões de cabelo lá mesmo na frente da escola. Baixaria total.

Renata disse...

Olha, eu ainda não passei por nenhuma experiência desse tipo, mas acho que eu ficaria descontrolada sim...rsrsrs!

A Monga e a Executiva disse...

Oi Roberta! Querida, obrigada pelos comentários, pela assiduidade no meu blog! Sua Luísa é um encanto de mocinha, sabia? Uma princesa, de fato! Da próxima vez que passar pelo meu blog, faz um day shop: escolhe todos os selos que vc gosta ao longo dos posts e vai pegando, que eu to em liquidação...rsrsrs beijos, uma semana linda pra vc e sua família.

Lia disse...

Pois eu acho q também vou ter de me controlar pra não descer o cacete em crianças sem noção. Mas tenho certeza de que não vale a pena, porque normalmente essas crianças têm pais mil vezes mais sem noção, e quando adulto entra em briga de criança, aí o barraco é definitivo!

Mãe do Pitoco disse...

A amiga blogueira daí de cima, a Lia, falou exatamente o que penso: crianças sem noção, pais sem noção. Não vale a pena brigar, apesar de ser tentador. Beijocas

Paloma, a mãe disse...

Concordo coma Lia e a mãe do Pitos, não vale a pena brigar. O melhor é fazer o que vc fez, deixar a sua filha lidar com isso (ela já escolheu outro brinquedo, simples assim) e vir aqui desabafar no blog.

Ontem, numa festinha num buffet, aconteceu a mesmíssima coisa com a Ciça, mas a menina que tirou as coisas das mãos dela tinha uns 4 anos e um pai sem noção, que, vendo a filha fazer isso ainda a chamava de fofinha. Eu logo chamei Ciça para outro canto e fomos fazer outra coisa.

E temos de ter atenção para não virarmos pais assim, que defendem o filho a qualquer custo, mesmo quando vê que ele está agindo mal.

Beijos

Roberta disse...

Pois é, também acho que pior do que a criança fazer algo errado é ver o pai e a mãe passando a mão na cabeça. Eu me lembro quando eu era adolescente e trabalhava no sacolão do meu pai. A gente acordava cedo, família toda, pra limpar as frutas e verduras antes de abrir a loja. Nunca me esqueci de uma mãe que chegou com a filha pequena, a menina jogou um ovo no chão e a mãe, sem alterar o tom, falou: "filhinha, não faça mais isso". E a mulher continuou fazendo sua compra e largou o ovo espatifado no chão, como se nada tivesse acontecido. Já naquela época eu sabia que não seria uma mãe assim. E hoje eu tenho certeza não vou ser.

Si Collet disse...

esse mundo tem muita gente mau educada! é isso. crianças crescem sem limite, sem respeito.. a bia ainda é muiito pequena pra passar por situações desse tipo.. mas com certeza se acontecer coisas do tipo vou ficar pê da vida!!!! a vontade q dá é d pegar uma menina mau educada dessas ai e dar aquele MEGA beliscão!! desses com a unha! hihihihihihh ô raiva q dá. Mas os pais q precisam d um "puxão" d orelha! por nao educarem seus filhos.

piscardeolhos disse...

Oi, Roberta (e não é mesmo um nome lindo?!!)
Menina, eu tô passada com essa coisa de filhos dos outros judiarem da nossa cria! Jura que vai ser assim?? Vou ter que me preparar psicologicamente pra mais essa, era o que me faltava...
Olha, voltando ao terrorismo cyber materno, eu também não tenho paciência nenhuma. Aliás, acho de uma crueldade...eu hein! Xá pra lá, o importante é que muita gente pensa como a gente, já recebi emails de mulherada desabafando, chorando, enfim..não precisa ser assim, né não!?
Bom, prazer em conhecê-la e até breve, Roberta! Beijos

Tathy disse...

Ai Roberta, eu sou igual a vc. Tenho vontade de voar no pescoço da criança mal educada. Eu fico tomada de ódio profundo. Nas férias de julho fomos pra um hotel fazenda e tinha na psicina duas meninas mais velhas que Alice. Alice tem fascinação por meninas mais velha que ela e me pediu pra brincar com o baldinho da menina. Daí eu falei pra ela pedir pra menina emprestar o brinquedo. A tal virou e falou não posso, minha mãe não deixa. Fiquei P da vida em ver minha filha sendo desprezada e ao mesmo tempo frustrada. Virei e falei alto: tá vendo Alice como é feio não emprestar os brinquedos? É por isso que a mamãe fala pra vc emprestar os seus, justamente pra vc não ficar feia como essa menina rssss.

É maldade minha, eu sei, mas é como te disse, é irracional.

Bjsssssssss

Olhos e pensamentos disse...

Menina amei seu blog, também sou mãe minha princesa é a Júlia de 8 anos, meu blog tem muito dela tambem, claro são nossas jóias...colocarei um link do seu blog la no meu ok?
pra ficar sempre atualizada..bjs

Glau disse...

É isso aí, Rô!! Se a gente não defender nossos filhos, quem vai?

bjosssss

Adriana Stock disse...

Ai, me deu vontade de chorar só imaginando que um dia a Paola pode passar por uma situação dessas...