quinta-feira, 23 de julho de 2009

O piti e o vestido desabotoado

Minha super amiga Adriana, que mora nos EUA, me ligou ontem só pra contar um episódio hilário (digo isso porque não foi comigo) que aconteceu com ela essa semana. Ela se lembrou de mim porque eu sempre falo do lance do piti no shopping: a gente sempre acha que criança que faz isso é mimada, até o dia que seu filho dá o seu showzinho também. A história é tão boa que pedi pra ela escrever pra eu publicar aqui no blog. Aí vai.

A receita para um passeio desastroso com crianças: levá-las cansadas e com fome. É piti na certa. Mas achei que um bate-volta rapidinho na Target (loja de departamentos aqui dos EUA onde varias mães levam os seus filhos para passear em dias de chuva) seria tranquilo. Eram 11 da manhã. Deixei o almoço pronto para evitar uma revolução na volta. O Diego (7 meses) tinha mamado e dormido. A Paola (1 ano e 8 meses) tinha feito um lanchinho, mas não tinha tirado uma soneca. Não achei que isso fosse atrapalhar, então me mandei com os dois. Foram uns 40 minutos de comprinhas com eles no nosso carrinho duplo - deitadinhos e longe das prateleiras. Mas, quando cheguei no setor infantil, fiquei com pena da Paola (afinal, que programa chato pra ela, né?) e resolvi tirá-la do carrinho para caminhar um pouquinho. Foi aquele arrastão na primeira pilha de roupas. A seção de objetos de decoração era ali pertinho. Logo, logo ela iria descobrir as prateleiras de velas, cristais e outras bugigangas. Era melhor ir embora. Aí comecou o espetáculo. Fui pegá-la e ela se jogou no chão, urrando, se esperneando. Eu fazendo o maior esforco para segurá-la. Que força tem a bichinha.
E nao é que, no meio daquela cena, meu vestido se desabotoa (os botões vão de cima a baixo) e eu fico de calcinha e sutiã no meio da loja!!! E sabe qual era a minha maior vergonha? O sutiã de amamentação velhinho e a calcinha gigante que eu estava usando. Queria sumir. Me meti no meio de uma arara segurando a Paola num braço e fechando o vestido com o outro. Depois de muita batalha, consegui colocá-la no carrinho de novo e fomos pro caixa. Ela aos berros até o carro, onde travamos uma outra batalha no ‘car seat’. Na primeira esquina, ela já estava dormindo. Lição aprendida. Nunca mais sair quando ela tiver comido pouco e dormido nada e, acima de tudo, dar um sumiço nas calcinhas e sutiãs de maternidade depois da gravidez!

8 comentários:

Dani disse...

Rô do céu! Passei mal de tanto rir com essa história! Fiquei me imaginando na cena! Hilário!
Beijo!
Dani

Letícia Volponi disse...

Menina, estou chorando de rir. A Laura deu piti no supermercado quando eu trajava jeans, camiseta e tênis, e já foi o maior sufoco...

Thaís Rosa disse...

hahahahaha! parece um pesadelo... afe!

Karenina disse...

... e bota pesadelo nisso!!! :)
karenina

Paloma, a mãe disse...

Lição 1 - Até os nosso filhos fazem isso, embora sempre achemos qeu são só os dos outros.
Lição 2 - Roupa para sair com filhos pequenos (e sem companhia para ajudar) não pode incluir vestidos e saias. Tomara-que-caia, nem pensar!

Glau disse...

hahahaha, ótimooooo!!! Antes de termos filho a gente sempre acha q só acontece com os outros...eu já fiquei uns segundos sem a parte de cima do biquini!!!kkkkk Carregar bebê com biquini é um perigo!!!kkkk Ainda bem q ninguém percebeu ( eu espero...kkk)

Nikita Ferraz disse...

Oi Ro! Que bom te encontrar você no meu blog. Que coisa mais fofa essa tua filha, hein??? Agora vão ficar atualizados das histórias que estão rolando. Mas nem te conto aquela "história" que te contei no jantar não rolou e nem vai, ok? Diga para o Luiz que estou segura...rsrsrs
Beijos

Mãe do Pitoco disse...

hahahahahahahahaha Não dá pra comentar nada. hahahahahaha