domingo, 31 de maio de 2009

Novo amigão dos bichinhos da fazenda

Eu ainda dou o banho da Luísa na banheirinha, porque é um momento que ela curte bastante. Só que agora, por conta do peso, deixo a banheira no chão, dentro do box. Assim ela pode brincar um pouco mais e jogar água pra fora à vontade, além de se acostumar com o chuveirinho. Hoje, domingão, o banho foi daqueles caprichados, acompanhado dos amiguinhos da fazenda: a cocó, o ptó ptó (dá pra entender que é o cavalo?), o méeee, a mmmmm (esta é a vaquinha)e o porquinho (desse eu não consigo descrever o som que ela faz). Maior bagunça. De repente, momento de silêncio e eu ouço um barulho de borbulhas... olhei pra ela e ela desatou a rir. Perguntei: "Luísa, você fez pum na água?" e ela: "hahahahahahahahaah... ête pum". Morri de rir também e continuamos cantando e brincando de lavar os pés dos bichinhos de borracha. Dali a pouco, silêncio de novo. Olhei pra ela e a moçoila estava séria, olhando pra baixo, toda vermelhinha, fazendo força. "Você quer fazer cocô, Luísa?"... e ela continuou ali parada. Dei um pulo e tirei a menina da água antes que acontecesse algo muito nojento. Quando olho para baixo, ela no meu colo, vejo um troço enorme boiando na banheirinha no meio dos bichinhos da fazenda.
Chamei o pai correndo pra me salvar daquela situação e ela, sem saber o que estava acontecendo, começou a chorar - um chorinho daquele bem sentido, sabe? Falei que não tinha problema, dei uma ducha e tudo bem. Mas ela ficou toda envergonhada, judiação.
Quer dizer, judiação foi de mim, que tive que tacar a mãozão naquela água pra tirar aquele cocozão e jogar na privada. Porque o pai, naquela hora tão difícil, se mandou pra sala para ver os melhores momentos do jogo do Flamengo.

7 comentários:

disse...

Já perdi as contas das vezes que a Maria fez isso rsrs. Acostumei já e tirou o cocô na tranquilidade mas eu agora tenho uma tática, comprei uma pá de criança que fica pendurada no box e qdo acontece isso, uso meu recurso...

Fe disse...

Me desculpe, mas esse troço que você escreveu: é tróço ou trôço ? hahaha.......tadinha Rô !! Não passei por isso ainda!! ah, e o barulhinho do porquinho vc pode escrever assim: rróinc...rróinc....hahaha..beijo

RL disse...

Mas é que ela faz um barulho diferente pra descrever o porquinho. Ela franze o nariz e faz um sonzinho nasal, que não é um simples rróinc... rsrsrsrs

Cissa disse...

Essa, para quem não tem filho, é...meio...Natural demais...não sei o que faria. Limpava, né? fazer o que?

Glauco disse...

Eca!
Acho que o Luiz tá certíssimo, Rô. Esse trabalho é das mães mesmo. Principalmente no horário sagrado do futebol. :-)

Roberta disse...

sei.... engraçadinhos. Há de chegar a sua vez. Se bem que o Luiz já teve a sua experiência traumatizante com cocôs na primeira semana de vida da Luísa... ele foi trocar a primeira fralda no dia que ela tinha feito seu primeiro grande cocô!! acho que aquela já valeu por todas!! hahaha!!!

lufarah disse...

oi. não era mais facil ter despejado a agua da banheira na privada que o coco ia junto? fica a dica.