terça-feira, 5 de maio de 2009

Leite X vinho

Hoje eu estava lendo no blog da minha amiga Cris (www.outlanderscris.blogspot.com) o post em que ela descreve o quanto temos que nos requebrar com as tarefas do dia-a-dia e os bebês quando eles ainda mamam no peito. Ela fala sobre a vontade de tomar uma taça de vinho. Esta, de fato, era uma coisa que eu sentia muita, mas muita falta durante a gravidez e quando amamentava. Ficar 18 meses sem beber (nas duas vezes em que tentei, na gravidez, tive queda de pressão) é chato demais. Além do vinho, tinha dias em que dava uma puta vontade de tomar cerveja.
Para acrescentar à lista de coisas que são um alívio depois que paramos de amamentar:
- dormir sem sutiã
- correr sem sentir uma bexiga cheia de leite dentro de cada peito
- tomar não somente uma taça, mas meia garrafa de vinho e muitos copos de cerveja (isso eu bebo menos hoje porque parece que engordo 3kg depois de uma bebedeira de cerveja. Véia.).
- poder planejar atividades com espaço de tempo superior a duas horas
PS. Essa libertação não significa que eu não tenha curtido amamentar. Muito pelo contrário. A sensação de sentir a Luísa mamar acariciando meus seios com aquelas mãozinhas minúsculas era indescritível. Depois que passou a fatídica primeira semana, em que sofri horrores, eu curti muito amamentar e sofri bastante quando o leite foi secando aos poucos.
Mas acho que 9 meses de amamentação foram bem suficientes.

Um comentário:

disse...

Amamentei ate os 7 meses e meio de Maria com muito afinco, até pq ela não tinha regra pra mamar, era toda hora. Mesmo depois de introduzir os alimentos, ela acabava de comer e pedir "mamá" ou apontava pro seio. Mas o melhor de turdo foi voltar a beber, nossa q delícia. Nesse dia tomei um porre tão grande q marido teve que me ajudar rsrs. Na gravidez tomei uns 3 chopp durante os 9 meses pq minha mãe disse q vontade de grávida tinha q respeitar, ai como mãe é mãe, fiquei tranquila rs.
Mas hj nem bebo mais como antes, acho q engordo tb, além da bexiga não ser mais a mesma rs.