quinta-feira, 30 de abril de 2009

Inteligência de mãe

Coisa que as mães já sabiam, os pesquisadores agora comprovam. Na revista Claudia deste mês tem uma matéria que fala que a maternidade torna as mulheres mais espertas, mais eficientes, menos estressadas e profundamente habilidosas para interpretar os sentimentos alheios.
Se não fosse assim, a gente não daria conta de tanta coisa pra fazer e pensar ao mesmo tempo!
Exemplos:
- Em casa: administrar filho, trabalho, marido, empregada, babá... (as coisas da casa se tornam muito mais importantes depois do nascimento do filho, porque não pode faltar nada na geladeira, tudo tem que estar sempre em ordem, tem muito mais roupas para lavar...). Vou ao supermercado pelo menos três vezes por semana, fora pediatra, vacinas...
- Em uma viagem: só quem tem filhos tem noção do que é pensar em tanta coisa antes de uma viagem com o bebê. Se antes eu já levava um tempão para arrumar as minhas malas (a mala perfeita, como eu digo), agora preciso começar três dias antes a arrumar a minha e da Luísa (pior coisa é terceirizar para a babá, mesmo com lista e tudo. Sempre vai faltar alguma coisa importante e você vai querer matar quando perceber). Fora quando o marido chega em cima da hora e pede para arrumar a mala dele. Ter uma listinha pronta de viagem das coisas do bebê ajuda muito na hora do "check list", mas ela não funciona com as roupas do bebê, que são sempre um dilema. Separar roupas é gostoso, mas eu sempre exagero com medo de faltar alguma coisa. E tem que pensar em quantidade, em roupas de frio e de calor, em combinações fáceis....

Mas o mais incrível de tudo isso é que, apesar de tanta coisa para fazer e para pensar, eu hoje sou uma pessoa muito mais leve, mais feliz e mais completa. Incrível mesmo o que a maternidade faz com a gente.

Nenhum comentário: