segunda-feira, 13 de abril de 2009

Emoções indescritíveis

Existem algumas sensações na vida que definitivamente só descobrimos quando temos filhos. Ontem, levamos a Luísa mais uma vez ao teatro. Fomos ver Saltimbancos, em cartaz no teatro Ruth Escobar, em São Paulo. Montagem bem simples, simpática, ingresso barato, teatro pequeno. A Luísa curtiu tanto, mas tanto, que até chorou quando acabou, pedindo pelo "au au". Interagiu a peça toda. Gritava "cocóóóóó" pra galinha, "au auuuuu" quando aparecia o cachorro, chorava e chamava "neneeeem" quando as crianças do espetáculo saíam de cena. Ela dançou, riu, se assustou, cantou. Para mim e para o Luiz, foi uma sensação inesquecível. Nós dois só ficávamos olhando pra ela e curtindo toda essa felicidade. Eu cheguei a me emocionar de verdade. É a sensação de ser plenamente feliz somente pela felicidade do filho. Fico só imaginando como vai ser quando a Luísa participar do teatro da escola, imóvel vestida de árvore ou de margarida, e eu chorando horrores na platéia achando a coisa mais linda do mundo.

Nenhum comentário: