quarta-feira, 4 de março de 2009

Supernannies?

Definitivamente essas babás estão se achando as rainhas da cocada preta. Infelizmente eu não dou sorte e estou eu, mais uma vez, tentando encontrar uma babá (será a quinta). Surtei com a minha (a Luísa é mil vezes mais esperta que ela) e, antes que eu perca as estribeiras, resolvi enfrentar a insuportável etapa de contratar uma nova funcionária. Pois bem. Resolvi desta vez testar uma agência. E juro que fiquei indignada. Eu pago R$ 1000 pra minha babá e já acho muito. Pago isso porque senão não arrumo ninguém no bairro onde eu moro. Quando falei que este era o valor que eu pretendia pagar, a moça da agência (Prendas Domésticas) me disse que as babás estão pedindo entre R$ 1200 e R$ 1500 pra dormir no emprego. E depois ainda me disse que não conseguiu ninguém que aceitasse meu esquema de folgas. Além disso, a maioria não quer fazer nenhum tipo de serviço da casa. Essas moças fizeram faculdade de que??? Falam quantos idiomas? E vou dizer, as babás que vêm por agência não são melhores que aquelas que conhecemos por indicação. Em muitos casos, elas sequer passaram por curso de babá, nunca fizeram curso de primeiros socorros e têm experiência duvidosa no ramo (empregadas domésticas que olhavam crianças maiores se dizem babás experientes). Elas apenas fazem ficha lá e pronto. Uma amiga pegou uma vez uma babá indicada por agência que bebia não apenas as bebidas alcoólicas da casa mas também, quando acabou com elas, foi para o álcool de limpeza.
Mundinho surreal, esse.

Nenhum comentário: