segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Desenhos, músicas e DVDs

O que Luísa mais gosta, desde pequena:

- Desenhos do Discovery Kids. Assiste desde uns dois meses de idade, quando ficava quietinha na minha cama assistindo. São desenhos bonitinhos, coloridos, educativos e sem violência, bem próprios para crianças bem pequenas. Os MEUS preferidos: Charlie e Lola, Pinky Dinky Doo e Backyardigans.
- DVDs bem legais:
Cocoricó: são imbatíveis. Divertidos, só com músicas, Luísa ama. "Cocoricó" virou palavra mágica pra babá conseguir tirar a Luísa de mim, para ter uma idéia. Ela para em frente à TV e fica vidrada, dançando. Eu é que peguei trauma. Às vezes acordo de madrugada cantando: "Está na hora do Cocoricó, está na hora da Turma do Júlio..."
Palavra Cantada: valem a pena tanto os CDs como os DVDs de Sandra Peres e Paulo Tatit. As composições são ótimas, arranjos musicais excelentes, a voz deles uma delícia, e sempre cantam com crianças convidadas. O CD Cantigas de Roda remete a músicas da nossa infância, sensacional pra cantarmos junto com eles.
Lendas Brasileiras: bonecos representam histórias cantadas por Ana Carolina, Luiz Melodia, Milton Nascimento, Alceu Valença, Zé Ramalho entre outros. Bem legal.
Xuxa Só Para Baixinhos: confesso que eu tinha um certo preconceito (meu marido tem até hoje), até porque a qualidade musical deixa bem a desejar. Mas os DVDs que a Xuxa fez para crianças são legais, sim, até porque as crianças gostam de assistir quando há outras crianças no vídeo. E, nesta fase até um ano e pouco, elas preferem assistir a vídeos com música do que histórias. Há vários clipes educativos e a Luísa já imita coisas do "tipo mão na cabeça", "mãos para baixo" etc.

Músicas: Desde que a Luísa nasceu, eu colocava no quarto dela músicas clássicas de CDs especiais para bebês, e ela sempre gostou. Depois comprei o do Palavra Cantada e outro que eu adoro que é o Adriana Partinpim, da Adriana Calcanhoto. Entre outras, tem aquela "Fico assim sem você", linda versão da música do Claudinho e Bochecha.

100 promessas

Quando eu estava grávida, ganhei de uma amiga o livro "100 promessas para o meu bebê" (ed. Sextante), de Mallika Chopra (filha de Deepak Chopra, guru indiano da administração). Com mensagens muito positivas, o livro provoca uma reflexão sobre a importância dos vínculos afetivos e espirituais entre pais e filhos, a partir da história pessoal dela com as filhas. Um belo presente.
Eu gosto dessa parte:
Prometo ajudar você a saber que estaremos sempre unidas.
Haverá momentos em que você se sentirá assustada, sozinha, triste, e eu não estarei por perto para abraçá-la. Não poderei niná-la nem secar suas lágrimas, cantar uma canção ou cobri-la de beijos para fazê-la voltar a sorrir.
Haverá momentos em que alguém dirá coisas que irão magoá-la, e eu não estarei ao seu lado para confortá-la, dizendo que muitas vezes as pessoas descarregam nos outros suas inseguranças e frustrações.
E também haverá momentos em que não serei capaz de identificar suas carências apenas olhando-a ou ouvindo o tom do seu choro.
Mas saiba que você nunca estará só e que sempre estarei presente. Quando precisar de mim e não estivermos fisicamente próximas, concentre-se no seu coração, e você sentirá minha presença ao seu lado. E se lembrará do calor do meu abraço, do som da minha voz, e saberá o quanto eu a amo.
Estamos ligadas para sempre e nunca mais nos sentiremos verdadeiramente sós.