segunda-feira, 5 de maio de 2008

Peito

A dor estranha nos seios foi o primeiro sinal que me fez desconfiar da gravidez. Nos três primeiros meses de gestação, doía tanto que não dava nem pra encostar. Depois melhorou. Mesmo sem ainda ter leite (o que só acontece com o estímulo após o nascimento do bebê), os seios tendem a ficar grandes (comparando-se com o tamanho normal), doloridos e mais pesados durante a gestação. Para dar um pouco mais de sustentação, eu usei sutiã direto desde o início da gravidez até mais ou menos 7 meses de vida da Luísa, porque ainda estava amamentando.
Para dormir, uma dica são os sutiãs tipo camiseta, que incomodam bem menos e você quase não os percebe. Depois que o bebê nasce, não dá para escapar dos sutiãs de amamentação, que são mais práticos. Mas também dá pra continuar usando os tipos camiseta, pra variar.
No início, depois do parto, você provavelmente vai ter que usar proteção, porque o leite costuma vazar mesmo. Meu peito ficou tão grande que eu parecia a Cicciolina (eu já tinha bastante antes). Nos primeiros dias, quando acontece a chamada descida do leite, fica duro e parece que vai explodir, e é preciso drenar (ou ordenhar, como dizem os médicos), para que ele não empedre e não cause uma mastite. Minha experiência: o que funcionou no início, como eu tinha muuuito leite e precisava esvaziar um pouco os seios, foram as chamadas "conchas" de amamentação. Elas servem tanto para ajudar a formar o bico como dão vazão ao leite. Só vazam na roupa se você deitar com elas ou se encher muito. Depois que começou a normalizar a produção do leite, passei a usar os absorventes da Johnson's, que funcionaram direitinho.
O que é um saco: ambos marcam a blusa se você estiver usando uma mais colada.

2 comentários:

elaine disse...

Oi Roberta!
o meu peito já não vazou tanto, acho que não tenho tanto leite quanto você ou a maioria das mulheres. Mas isso tb não tem sido um problema na amamentação. Apesar de pouco é suficiente pra atender as mamadas do meu menino durante a noite e o dia. Algumas vezes ele já está muito vazio no fim do tarde e eu opto por uma mamadeira de complemento pra dar tempo de encher as mamas. No início tinha muito peso na consciência por estar dando complemento mas ou era isso ou o bebe ficava com fome e sede. Meu pediatra disse que era uma situação mais do que normal e que era bobagem achar que era uma mãe ruim por dar uma mamadeira durante o dia. Outra coisa importante que não estava seguindo e que ajudou a melhorar a quantidade de leite nas mamas: beber muito água. Agora carrego uma garrafinha de água sempre na bolsa e toda hora - mesmo quando não tenho sede - tomo um pouco. Também ajuda - e muiiiiito - descansar. Claro que com um bebe isso é difícil. Mas é importante aproveitar as horas em que ele dorme para cochilar um pouco. Isso ajuda a aumentar bastante a quantidade do leite. A ansiedade tambem prejudica muito a produção do leite. Alguns médicos receitam um remedio chamado Equilid para as mães tomarem à noite. Ele é um antidepressivo que tem como efeito colateral aumentar a produção do leite. Isso porque deixa a mãe mais relaxada durante o sono e as mamas no dia seguinte estão super cheias.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.