domingo, 4 de maio de 2008

Babá eletrônica

Outra dúvida cruel: compro ou não compro? Minha experiência: uma amiga comprou pra ela e, como não usava, me emprestou a dela para que eu fizesse o teste.
A questão é a seguinte: se você colocar a babá eletrônica no seu quarto, enquanto o bebê dorme no quarto dele, você não vai conseguir ter qualidade nem nas duas horas de sono que você tem no intervalo entre as mamadas. Você e seu marido vão acabar ficando loucos porque vão acordar a cada mexidinha do bebê - e eles costumam se mexer bem à noite. No meu caso, como o quarto da Luísa é próximo ao meu e os choros dela são realmente altos, preferi ter meu ouvido como babá eletrônica. E sempre funcionou. Sempre ouvi os choros e aí ia pro quarto dela.

Quando a babá eletrônica funciona: de dia, quando você deixa o bebê no quarto e está no escritório ou na cozinha lavando a louça, por exemplo. De dia há mais barulhos na rua e na sua própria casa, então se você está longe do bebê pode ser que você não escute. O mesmo serve para a babá (a de verdade). Se ela está sozinha com o bebê em casa e está no quarto dela ou lavando a roupa do bebê, vale deixar a babá eletrônica ligada pra ela ouvir quando a criança acorda.

Nenhum comentário: